2017 foi ano mais vi­o­len­to no cam­po des­de 2003

Folha De S.Paulo - - Poder - FABIANO MAISONNAVE

Hou­ve 70 as­sas­si­na­tos, diz le­van­ta­men­to da CPT

Mar­ca­do pe­la vol­ta de grandes cha­ci­nas, o ano pas­sa­do foi o mais vi­o­len­to no cam­po des­de 2003, com um to­tal de 70 as­sas­si­na­tos, se­gun­do re­la­tó­rio da CPT (Co­mis­são Pas­to­ral da Ter­ra).

Em com­pa­ra­ção com 2016, hou­ve um au­men­to de 15% de ho­mi­cí­di­os.

O nú­me­ro po­de ser ain­da mai­or ca­so se con­fir­me a sus­pei­ta do mas­sa­cre de ín­di­os iso­la­dos por ga­rim­pei­ros no Vale do Ja­va­ri (AM), perto da fron­tei­ra com o Pe­ru.

O Pa­rá foi no­va­men­te o es­ta­do mais vi­o­len­to, com 21 mor­tos. O nú­me­ro in­clui os dez sem-ter­ra as­sas­si­na­dos na cha­ci­na de Pau d’Ar­co (867 km ao sul de Be­lém), per­pe­tra­da por po­li­ci­ais mi­li­ta­res, se­gun­do as in­ves­ti­ga­ções.

Em se­gun­do lu­gar, apa­re­ce ou­tro es­ta­do amazô­ni­co, Rondô­nia, com 17 ho­mi­cí­di­os, se­gui­do pe­la Bahia, com 10 ca­sos.

Em quar­to lu­gar, es­tá Ma­to Gros­so. To­dos os no­ve as­sas­si­na­dos no ano pas­sa­do no es­ta­do são da cha­ci­na de Col­ni­za, a 1.050 km ao nor­te de Cui­a­bá, em uma área em dis­pu­ta na flo­res­ta amazô­ni­ca. O acu­sa­do de ser o man­dan­te do cri­me é um ma­dei­rei­ro, que es­tá fo­ra­gi­do.

So­ma­dos to­dos os as­sas­si­na­tos no cam­po na Amazô­nia Le­gal, fo­ram 54 ca­sos ao lon­go do ano pas­sa­do, ou 77% do to­tal.

Pa­ra o pa­dre Paulo San­tos, da co­or­de­na­ção na­ci­o­nal da CPT, o au­men­to da vi­o­lên­cia es­tá li­ga­do ao ali­nha­men­to do go­ver­no Mi­chel Te­mer com o agro­ne­gó­cio.

“Os ru­ra­lis­tas es­tão com ple­no po­der pa­ra fa­zer o que que­rem. “Hou­ve uma vi­o­lên­cia ma­ci­ça pa­ra ame­dron­tar e fa­zer a lim­pe­za dos ter­ri­tó­ri­os pa­ra abri-las ao mer­ca­do de ter­ras”, afir­mou.

Des­de que a CPT co­me­çou a fa­zer o le­van­ta­men­to, em 1985, hou­ve 1.904 mor­tos por con­fli­tos no cam­po. Des­se to­tal, ape­nas 113 ca­sos fo­ram jul­ga­dos —8% dos cri­mes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.