‘BE­BÊ TRUMP’ APA­RE­CE EM LON­DRES

An­tes de se en­con­trar com rai­nha, ame­ri­ca­no diz que pri­mei­ra-mi­nis­tra é ‘mui­to in­te­li­gen­te e ca­paz’

Folha De S.Paulo - - Primeira Página - Tol­ga Ak­men/AFP

Bo­ne­co in­flá­vel gi­gan­te, exi­bi­do pró­xi­mo ao Parlamento, em crí­ti­ca à visita do pre­si­den­te dos EUA ao Rei­no Uni­do; ele se en­con­trou on­tem com a rai­nha Eli­za­beth 2ª

Ape­sar da cur­ta du­ra­ção (pou­co mais de 24 ho­ras), a pri­mei­ra vi­a­gem à In­gla­ter­ra do pre­si­den­te dos EUA, Do­nald Trump, foi ex­ten­sa em de­cla­ra­ções in­cen­diá­ri­as, sai­as jus­tas e re­a­ções in­dig­na­das, re­cu­os e pro­tes­tos —equa­ção a que o re­pu­bli­ca­no se ha­bi­tu­ou na ter­ra na­tal.

Ao lon­go da sex­ta-fei­ra (13), o ame­ri­ca­no as­sis­tiu a um exer­cí­cio mi­li­tar, reu­niu-se com a pri­mei­ra-mi­nis­tra The­re­sa May, con­ce­deu en­tre­vis­ta co­le­ti­va e se en­con­trou com a rai­nha Eli­za­beth 2ª.

O dia co­me­çou sob a som­bra de de­cla­ra­ções áci­das de Trump so­bre o “bre­xit”. Em en­tre­vis­ta ao ta­bloi­de The Sun, ele cri­ti­cou o pla­no de May pa­ra a saí­da do Rei­no Uni­do da União Eu­ro­peia.

Se­gun­do o re­pu­bli­ca­no, a pri­mei­ra-mi­nis­tra ig­no­rou re­co­men­da­ções dele, e o pla­no de rom­per com o blo­co man­ten­do la­ços e um acor­do de li­vre-co­mér­cio com a UE (o “bre­xit light”) en­ter­ra­ria um pos­sí­vel tra­ta­do en­tre EUA e Rei­no Uni­do.

Pau­ta cen­tral da po­lí­ti­ca bri­tâ­ni­ca ho­je, o “bre­xit” le­vou a uma cri­se no go­ver­no de May, com de­ban­da­da de se­cre­tá­ri­os-cha­ve em pro­tes­to con­tra o pro­je­to da pri­mei­ra-mi­nis­tra. Um dos de­mis­si­o­ná­ri­os, o ex­se­cre­tá­rio de Re­la­ções Ex­te­ri­o­res Bo­ris John­son, foi elo­gi­a­do por Trump, que dis­se que ele se­ria um óti­mo pre­miê.

Par­la­men­ta­res dos dois prin­ci­pais partidos bri­tâ­ni­cos ex­pres­sa­ram con­tra­ri­e­da­de com o te­or da en­tre­vis­ta, e uma cam­pa­nha on­li­ne co­le­tou as­si­na­tu­ras pa­ra can­ce­lar o en­con­tro que ele te­ria à tar­de com a rai­nha —a ini­ci­a­ti­va não pros­pe­rou.

En­quan­to o ame­ri­ca­no as­sis­tia a um exer­cí­cio mi­li­tar em Sandhurst, ma­ni­fes­tan­tes se reu­ni­am em fren­te ao Parlamento, no cen­tro de Lon­dres, pa­ra ver o lan­ça­men­to de um bo­ne­co in­flá­vel gi­gan­te re­tra­tan­do-o co­mo um be­bê. O ato ini­ci­ou o que se­ria cha­ma­do de “car­na­val de re­sis­tên­cia” —sé­rie de pro­tes­tos reu­nin­do mi­lha­res de pes­so­as.

A Fo­lha acom­pa­nhou o prin­ci­pal de­les. De for­ma cal­ma e or­dei­ra, mi­lha­res de ma­ni­fes­tan­tes gri­ta­vam que o pre­si­den­te ame­ri­ca­no não era bem­vin­do e exi­bi­am car­ta­zes com fra­ses crí­ti­cas a ele.

Não há es­ti­ma­ti­va ofi­ci­al do nú­me­ro de ma­ni­fes­tan­tes em to­dos os pro­tes­tos, mas os or­ga­ni­za­do­res fa­la­ram em 100 mil par­ti­ci­pan­tes. Além de Lon­dres, hou­ve atos em ci­da­des co­mo Man­ches­ter, Glas­gow e Belfast.

Na en­tre­vis­ta ao Sun, Trump ad­mi­tiu que as ma­ni­fes­ta­ções o fa­zi­am não se sen­tir bem­vin­do. O iní­cio da mai­or de­las coin­ci­diu com uma en­tre­vis­ta co­le­ti­va mar­ca­da pe­la ten­ta­ti­va de des­fa­zer o es­tra­go dei­xa­do pe­las de­cla­ra­ções ao Sun. Ali, Trump ne­gou ter cri­ti­ca­do May e acu­sou a im­pren­sa bri­tâ­ni­ca de pro­pa­gar no­tí­ci­as fal­sas.

“Não cri­ti­quei a pri­mei­ra­mi­nis­tra, te­nho mui­to res­pei­to por ela”, dis­se. Se­gun­do o ame­ri­ca­no, a re­por­ta­gem es­co­lheu mal as de­cla­ra­ções dele. “Dis­se mui­tas coi­sas bo­as so­bre ela. Eles não co­lo­ca­ram na man­che­te.”

O Sun di­vul­gou tre­chos do áu­dio da en­tre­vis­ta do pre­si­den­te e dis­se que as de­cla­ra­ções de Trump so­bre no­tí­ci­as fal­sas não ti­nham a in­ten­ção de ser sé­ri­as.

No en­con­tro com jor­na­lis­tas, o re­pu­bli­ca­no elo­gi­ou a ma­nei­ra co­mo May es­tá con­du­zin­do as ne­go­ci­a­ções do “bre­xit”. “Ela é uma pes­soa mui­to in­te­li­gen­te, mui­to du­ra e mui­to ca­paz, e pre­fi­ro tê­la co­mo mi­nha ami­ga do que co­mo ini­mi­ga.”

May tam­bém de­fen­deu o pre­si­den­te ame­ri­ca­no e dis­se que ela e Trump con­cor­da­ram em ne­go­ci­ar um “am­bi­ci­o­so” acor­do de li­vre-co­mér­cio en­tre seus paí­ses.

Ain­da as­sim, ana­lis­tas da im­pren­sa bri­tâ­ni­ca ava­li­a­ram que o es­tra­go das de­cla­ra­ções ini­ci­ais não fo­ra des­fei­to e que Trump dei­xou a já fra­gi­li­za­da pri­mei­ra-mi­nis­tra ain­da mais com­ba­li­da.

O pre­si­den­te ame­ri­ca­no en­cer­rou sua cur­ta, mas mo­vi­men­ta­da visita de tra­ba­lho com um en­con­tro com a rai­nha Eli­za­beth 2ª no castelo de Wind­sor.

Ape­sar da al­ta ex­pec­ta­ti­va em tor­no dos pro­to­co­los e for­ma­li­da­des em en­con­tros com a fa­mí­lia re­al, Trump aper­tou a mão de Eli­za­beth 2ª e ca­mi­nhou ao la­do de­la, mas foi mais de­li­ca­do do que no en­con­tro com che­fes de Es­ta­do de ou­tros paí­ses. Ele foi o 11º pre­si­den­te ame­ri­ca­no a se en­con­trar com a rai­nha, que as­su­miu o tro­no em 1952.

Ain­da nes­ta sex­ta, Trump se­guiu pa­ra a Es­có­cia, pa­ra uma vi­a­gem par­ti­cu­lar; na se­gun­da-fei­ra (16), ele se en­con­tra­rá com o pre­si­den­te rus­so, Vla­di­mir Pu­tin, em Hel­sin­que, na Fin­lân­dia, quan­do pre­ten­de abor­dar o te­ma da re­du­ção de ar­mas nu­cle­a­res.

Eli­za­beth 2ª e Do­nald Trump pas­sam em re­vis­ta sol­da­dos em Wind­sor

Ben Stan­sall/AFP

As­so­ci­a­ted Press

1957

Dwight Ei­se­nhower e a mu­lher, Ma­mie, re­ce­bem Eli­za­beth 2ª e Phi­lip na Ca­sa Bran­ca

As­so­ci­a­ted Press

1961

John F. Ken­nedy e a mu­lher, Jac­que­li­ne, fo­ram con­vi­da­dos de hon­ra da rai­nha

As­so­ci­a­ted Press

1970 Re­ce­beu Ri­chard Ni­xon em Che­quers, re­si­dên­cia ru­ral do pri­mei­ro­mi­nis­tro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.