Ata­que de go­ver­no da Ni­ca­rá­gua a es­tu­dan­tes fere ao me­nos dez

Folha De S.Paulo - - Mundo - Cló­vis Ros­si

Gru­pos pa­ra­mi­li­ta­res a ser­vi­ço do go­ver­no ni­ca­ra­guen­se ini­ci­a­ram por vol­ta de 15h lo­cais (18h em Bra­sí­lia) nes­ta sex­ta-fei­ra (13) um ata­que vi­o­len­tís­si­mo aos es­tu­dan­tes que es­ta­vam há di­as en­trin­chei­ra­dos na Unan (Uni­ver­si­da­de Na­ci­o­nal Autô­no­ma da Ni­ca­rá­gua).

Até a con­clu­são des­ta edi­ção só o Hos­pi­tal Mi­li­tar de Ma­ná­gua ha­via re­ce­bi­do dez feridos, dois de­les em ci­rur­gia, pe­la gra­vi­da­de dos fe­ri­men­tos. Mas não ha­via re­gis­tro de mor­tos.

O bra­si­lei­ro Pau­lo Abrão, se­cre­tá­rio-exe­cu­ti­vo da Co­mis­são In­te­ra­me­ri­ca­na de Di­rei­tos Hu­ma­nos, que aca­ba de vol­tar de visita de ins­pe­ção à Ni­ca­rá­gua, con­tou à Fo­lha que os es­tu­dan­tes da Unan ha­vi­am ini­ci­a­do há di­as uma dis­cus­são so­bre a de­so­cu­pa­ção es­pon­tâ­nea e pa­cí­fi­ca. “A res­pos­ta que re­ce­be­ram: um ata­que inad­mis­sí­vel.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.