Van­da­lis­mo em se­má­fo­ros de SP já su­pe­ra 2017

Folha De S.Paulo - - Cotidiano - Lu­ci­a­no Ca­ve­na­gui Ago­ra

Os ca­sos de furtos e rou­bos de com­po­nen­tes de se­má­fo­ros em São Pau­lo já su­pe­ra­ram nes­te ano o to­tal de ocor­rên­ci­as re­gis­tra­das em 2017. Se­gun­do a ges­tão Bru­no Co­vas (PSDB), fo­ram 764 ca­sos en­tre ja­nei­ro e ju­nho de 2018, con­tra 761 em to­do o ano pas­sa­do. O re­fle­xo dis­so são se­má­fo­ros sem fun­ci­o­nar e con­fu­são no trân­si­to.

As si­tu­a­ções en­vol­vem o roubo e o fur­to de ca­bos elé­tri­cos e os apa­re­lhos con­tro­la­do­res (as cai­xas dos se­má­fo­ros). No pri­mei­ro se­mes­tre des­te ano, se­gun­do a CET (Com­pa­nhia de En­ge­nha­ria de Trá­fe­go), ladrões le­va­ram 21 km de ca­bos, an­te 48 km em to­do 2017. A mé­dia diá­ria das ocor­rên­ci­as pas­sou de 2,11 em 2017 pa­ra 4,24 nes­te ano.

Dos 764 ca­sos em 2018, 474 se re­fe­rem a fur­to de ca­bos. Em 2017, das 761 ocor­rên­ci­as, fo­ram 577 de ca­bos.

Se­gun­do a po­lí­cia, os ladrões re­ti­ram o co­bre dos fi­os pa­ra ven­der em fer­ros-ve­lhos. O pre­ço do qui­lo sai por R$ 18, em mé­dia. Os com­po­nen­tes dos apa­re­lhos con­tro­la­do­res tam­bém cos­tu­mam ser co­mer­ci­a­li­za­dos.

De acor­do com a CET, a re­gião cen­tral é a mais afe­ta­da pe­los cri­mes. O pre­juí­zo pa­ra re­po­si­ção do ma­te­ri­al furtado foi de R$ 5 mi­lhões em 2017.

O re­sul­ta­do des­se ce­ná­rio é vis­to cor­ri­quei­ra­men­te pe­la ci­da­de: trân­si­to in­ten­so nas es­qui­nas afe­ta­das, prin­ci­pal­men­te até a che­ga­da dos mar­ron­zi­nhos, co­mo tam­bém aumento dos ris­cos de aci­den­tes e atro­pe­la­men­tos.

“Pa­ra mi­ni­mi­zar os ris­cos, de­ve­ri­am co­lo­car os con­tro­la­do­res em lu­ga­res mais al­tos, di­fi­cul­tan­do o al­can­ce dos cri­mi­no­sos”, afir­ma o con­sul­tor em trans­por­te Alberto Por­to.

“Há um pro­ble­ma tam­bém de se­gu­ran­ça pú­bli­ca. Fal­ta pa­tru­lha­men­to pa­ra evi­tar os cri­mes e mais in­ves­ti­ga­ção pa­ra pren­der quem re­ce­be es­se ma­te­ri­al”, diz o con­sul­tor em se­gu­ran­ça Ro­dri­go Barros.

A CET afir­mou que tem im­plan­ta­do me­di­das de com­ba­te ao van­da­lis­mo, co­mo o al­te­a­men­to das cai­xas con­tro­la­do­ras e a ins­ta­la­ção de la­cres nos equi­pa­men­tos. Dis­se tam­bém que man­tém con­ver­sas fre­quen­tes com a se­cre­ta­ria da Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca e a Guar­da Ci­vil Me­tro­po­li­ta­na.

A se­cre­ta­ria da Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca, da ges­tão Márcio Fran­ça (PSB), dis­se que a Po­lí­cia Ci­vil con­ta com tra­ba­lho es­pe­ci­a­li­za­do e re­a­li­za ope­ra­ções de ro­ti­na nos lo­cais de mai­or in­ci­dên­cia dos ca­sos.

Agen­te con­ser­ta se­má­fo­ro no Bom Re­ti­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.