En­tre o ro­che­do e o mar

Folha De S.Paulo - - Poder - Daniela Li­ma pai­nel@gru­po­fo­lha.com.br

Ali­a­dos de Ge­ral­do Alck­min, o can­di­da­to do PSDB à Pre­si­dên­cia, co­me­ça­ram a tra­çar es­tra­té­gi­as pa­ra, mes­mo an­tes do iní­cio da pro­pa­gan­da elei­to­ral, ten­tar re­to­mar elei­to­ra­do que já foi de­le e ho­je sim­pa­ti­za com Jair Bol­so­na­ro (PSL). A ofen­si­va de­ve co­me­çar no ter­re­no me­nos aci­den­ta­do: o in­te­ri­or de São Pau­lo, re­du­to de Alck­min há anos. Re­con­quis­tar a re­gião, de per­fil con­ser­va­dor e mui­to li­ga­da ao agro­ne­gó­cio, é vis­to co­mo o pri­mei­ro pas­so pa­ra for­ta­le­cer o tu­ca­no nas pes­qui­sas.

A EN­VI­A­DA A equi­pe de Alck­min tam­bém es­tá dis­pos­ta a ex­plo­rar ao má­xi­mo a in­ter­fa­ce da vi­ce do tu­ca­no, Ana Amé­lia (PP-RS), com os ru­ra­lis­tas. Ela vai re­pre­sen­tar a cha­pa em even­tos aos quais ele não pos­sa com­pa­re­cer, es­pe­ci­al­men­te no Cen­tro-Oes­te e no Sul.

co­ra­ção mo­le Amé­lia co­me­çou a fa­zer gra­va­ções pa­ra os pro­gra­mas do tu­ca­no na sex­ta (10). Na en­tre­vis­ta que se­ria usa­da no ho­rá­rio elei­to­ral do rá­dio, cho­rou ao fa­lar da in­fân­cia di­fí­cil e da res­pon­sa­bi­li­da­de que sen­te em “re­pre­sen­tar as mu­lhe­res”. A co­or­de­na­ção da cam­pa­nha ain­da não sa­be se vai le­var o tre­cho ao ar.

ques­tão de hon­ra Um mi­nis­tro do Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral afir­ma que a cor­te tal­vez não con­si­ga con­cluir até o dia 30 de agos­to a aná­li­se do re­gis­tro de Lu­la, mas diz ter cer­te­za de que o ca­so es­ta­rá re­sol­vi­do até o dia 17 de se­tem­bro, pa­ra evi­tar que o no­me do pe­tis­ta che­gue às ur­nas.

es­tá es­cri­to Au­xi­li­a­res do PT na área ju­rí­di­ca já pre­pa­ram ar­gu­men­tos pa­ra ten­tar ga­ran­tir a par­ti­ci­pa­ção do ex­pre­fei­to Fer­nan­do Had­dad co­mo subs­ti­tu­to de Lu­la nos de­ba­tes e sa­ba­ti­nas. Ci­ta­rão o artigo 79 da Cons­ti­tui­ção que fa­la do pa­pel do vi­ce-pre­si­den­te.

es­tá es­cri­to 2 O texto diz que o vi­ce de­ve au­xi­li­ar o pre­si­den­te “sem­pre que por ele con­vo­ca­do pa­ra mis­sões es­pe­ci­ais”. O ar­gu­men­to se­rá o de que, se em­pos­sa­do, o vi­ce de­sem­pe­nha tal pa­pel, por si­me­tria se­ria pos­sí­vel fa­zer o mes­mo no pe­río­do elei­to­ral.

ma­to no pei­to O pre­si­den­te Mi­chel Te­mer pe­diu a au­xi­li­a­res que co­lo­quem a re­for­ma da Pre­vi­dên­cia co­mo item pri­o­ri­tá­rio da pau­ta da tran­si­ção de go­ver­no. O eme­de­bis­ta dis­se ain­da ter es­pe­ran­ça de, a de­pen­der de quem for elei­to, vol­tar a dis­cu­tir o te­ma lo­go de­pois do plei­to de ou­tu­bro.

ver­são 2.0 A atu­a­ção do ca­bo Da­ci­o­lo (Pa­tri­o­ta) no pri­mei­ro de­ba­te dos presidenciáveis fez do de­pu­ta­do um pro­ta­go­nis­ta de me­mes, mas tam­bém ren­deu a ele a pe­cha de es­ca­da de Jair Bol­so­na­ro (PSL). Adil­son Bar­ro­so, o pre­si­den­te do par­ti­do que al­çou Da­ci­o­lo ao es­tre­la­to, ex­pli­ca que a me­ta é exa­ta­men­te a opos­ta.

ô gló­ria Se­gun­do o dirigente da si­gla, o ob­je­ti­vo do par­ti­do é que o bom­bei­ro rou­be vo­tos de Bol­so­na­ro por ter per­fil se­me­lhan­te ao do ex-ca­pi­tão do Exér­ci­to, que re­jei­tou o Pa­tri­o­ta an­tes de se abri­gar no PSL. “Deus tem seus de­síg­ni­os e nos ga­ran­tiu uma pes­soa co­mo Da­ci­o­lo”, dis­se Bar­ro­so.

fo­me de bên­ção Se­gun­do o pre­si­den­te do Pa­tri­o­ta, Da­ci­o­lo po­de ser uma op­ção pa­ra evan­gé­li­cos. “Ele é ver­da­dei­ra­men­te te­men­te a Deus. Não nos dei­xou di­vul­gar o no­me de­le há 50 di­as por­que dis­se que es­ta­va fa­zen­do je­jum.”

mi­se­ri­cór­dia! Pér­sio Ari­da, que che­fia o pro­gra­ma econô­mi­co de Alck­min, não con­te­ve o es­pan­to na pla­teia do de­ba­te ao ou­vir Da­ci­o­lo di­zer que “es­sa cri­se é uma cri­se men­ti­ro­sa”. “Va­mos fa­zer au­di­to­ria da dí­vi­da pú­bli­ca, pe­gar a fun­do os so­ne­ga­do­res, por­que te­mos 400 bi­lhões de so­ne­ga­do­res! Di­nhei­ro é o que mais tem!”

nós x eles O pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção Na­ci­o­nal de Pro­cu­ra­do­res da Re­pú­bli­ca, José Ro­ba­li­nho, des­ta­cou na reu­nião que ex­pan­diu à sua ca­te­go­ria o reajuste pro­pos­to pe­los mi­nis­tros do Supremo, de 16,38%, com­pa­ra­ções com o au­men­to con­ce­di­do aos ser­vi­do­res do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral.

meu pi­rão pri­mei­ro Se­gun­do Ro­ba­li­nho, em 2019, o pe­so do reajuste já con­ce­di­do aos ser­vi­do­res do MPF te­rá im­pac­to de cer­ca de R$ 205 mi­lhões, en­quan­to o que se­rá da­do aos pro­cu­ra­do­res, se apro­va­do, se­rá de R$ 101 mi­lhões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.