Por que eles apro­vam Te­mer

Folha De S.Paulo - - Poder -

1

A ges­tão econô­mi­ca de Mi­chel Te­mer foi o trun­fo de seu man­da­to, se­gun­do os elei­to­res —par­te dos 3% que con­si­de­ram o go­ver­no bom ou óti­mo

2

O eme­de­bis­ta, que pa­ra eles é de cen­tro, con­se­guiu for­mar uma com­pe­ten­te equi­pe de mi­nis­tros e o país co­me­çou a avan­çar a par­tir das re­for­mas ne­ces­sá­ri­as ao país, di­zem

3

Os elei­to­res elo­gi­am prin­ci­pal­men­te a fi­xa­ção do te­to de gas­tos e a re­for­ma tra­ba­lhis­ta; mas apro­vam tam­bém a do en­si­no mé­dio e es­pe­ra­vam que a da Pre­vi­dên­cia pas­sas­se

4

Se­gun­do eles, o ín­di­ce de re­pro­va­ção de Te­mer é al­to pe­la for­ma co­mo ele che­gou ao po­der e por­que as pes­so­as não es­tão acos­tu­ma­das a ana­li­sar re­sul­ta­dos, en­ten­der nú­me­ros

5

Pa­ra os elei­to­res, o go­ver­no só não fez mais por­que, quan­do ten­ta­va, vi­nha uma no­va de­nún­cia de cor­rup­ção (co­mo os áu­di­os da JBS e a ma­la do Rocha Loures) ou um ce­ná­rio de ins­ta­bi­li­da­de (co­mo a gre­ve dos ca­mi­nho­nei­ros), que, exa­cer­ba­dos pe­la mí­dia, pu­xa­vam pa­ra trás os avan­ços

6

Eles mi­ni­mi­zam as acu­sa­ções contra o pre­si­den­te. Di­zem não co­lo­car a mão no fo­go por ele, mas tam­pou­co o ve­em co­mo cor­rup­to ou la­drão

7

Re­jei­tam tam­bém a pe­cha de fi­si­o­lo­gis­mo que pe­gou no MDB. Pa­ra eles, ao con­trá­rio, o par­ti­do por ser gran­de e ter uma bancada ex­pres­si­va no Con­gres­so, é o pre­fe­ri­do das ou­tras le­gen­das pa­ra se ali­ar nas elei­ções

8

Se Te­mer er­rou, foi em “fa­lar per­fei­to de­mais”, ser mui­to elo­quen­te. Atri­bu­to que o po­vo, acos­tu­ma­do com Lu­la e Dil­ma, não en­ten­deu; tam­bém não ve­em fal­ta de ca­ris­ma —a ques­tão é que ven­de­ram uma ima­gem er­ra­da so­bre su­as pro­pos­tas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.