Sem aval de Fran­ça, Pro­mo­to­ria vai à Jus­ti­ça pa­ra trans­fe­rir che­fes do PCC

Mi­nis­té­rio Pú­bli­co de­ci­diu pe­dir re­mo­ção pa­ra pre­sí­dio fe­de­ral por ava­li­ar que há ris­co de res­ga­te

Folha de S.Paulo - - Cotidiano - Ro­gé­rio Pag­nan

são pau­lo Di­an­te da re­sis­tên­cia do go­ver­no Márcio Fran­ça (PSB) em trans­fe­rir che­fes do PCC pa­ra pre­sí­di­os fe­de­rais, o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co de São Pau­lo de­ci­diu apre­sen­tar so­zi­nho um pe­di­do à Jus­ti­ça pa­ra ten­tar a re­mo­ção, por ava­li­ar que há ris­co de res­gas­te na uni­da­de es­ta­du­al on­de eles es­tão.

A lis­ta dos que se­ri­am trans­fe­ri­dos, com­pos­ta por 15 a 20 in­te­gran­tes da fac­ção cri­mi­no­sa, é en­ca­be­ça­da por Marco Ca­ma­cho, co­nhe­ci­do co­mo Mar­co­la, nú­me­ro 1 do PCC e su­pos­ta­men­te en­vol­vi­do em um pla­no de cri­mi­no­sos pa­ra res­ga­tá-los da pe­ni­ten­ciá­ria de Pre­si­den­te Ven­ces­lau, no in­te­ri­or pau­lis­ta.

O pe­di­do da Pro­mo­to­ria de­ve ser fei­to en­tre se­gun­da (12) e ter­ça (13) ao juiz Pau­lo Sor­ci, da 5ª Vara de Exe­cu­ções de São Pau­lo. Ele de­ve en­vol­ver pro­mo­to­res cri­mi­nais que atu­am na ca­pi­tal e no in­te­ri­or.

Na ter­ça (6), Márcio Fran­ça se reu­niu com os se­cre­tá­ri­os Lou­ri­val Go­mes (Ad­mi­nis­tra­ção Pe­ni­ten­ciá­ria) e Má­gi­no Al­ves Bar­bo­sa Fi­lho (Se­gu­ran­ça) e foi con­ven­ci­do pe­lo úl­ti­mo do ris­co de re­pre­sá­lia da fac­ção cri­mi­no­sa em ca­so de trans­fe­rên­cia.

Na mes­ma reu­nião, se­gun­do a Fo­lha apu­rou, Go­mes dis­se ao go­ver­na­dor que os ser­vi­ços de in­te­li­gên­cia não in­di­ca­vam a pos­si­bi­li­da­de de re­a­ção do PCC se­me­lhan­te à de 2006 —quan­to for­ças de se­gu­ran­ça fo­ram ata­ca­das— e re­co­men­dou a trans­fe­rên­cia do gru­po pa­ra fo­ra do es­ta­do.

A reu­nião foi mar­ca­da por ba­te bo­ca en­tre os se­cre­tá­ri­os. O ti­tu­lar da Se­gu­ran­ça ale­gou in­for­ma­ções si­gi­lo­sas e não quis for­ne­cer a fon­te de in­for­ma­ção so­bre a pos­si­bi­li­da­de de re­ta­li­a­ção do PCC.

Nes­ta sex­ta-fei­ra (9), du­ran­te even­to na aca­de­mia de for­ma­ção de ofi­ci­ais da PM pau­lis­ta, ao ser ques­ti­o­na­do so­bre es­se as­sun­to, Fran­ça afir­mou que não pre­ten­dia fa­zer a re­mo­ção dos pre­sos.

Ale­gou ser ne­ces­sá­rio ter “cau­te­la”, em ra­zão de pos­si­bi­li­da­de de “re­a­ções”, e ci­tou não ha­ver con­sen­so so­bre a ne­ces­si­da­de de trans­fe­rên­cia.

“Nós sa­be­mos que exis­tem pes­so­as cri­mi­no­sas que tam­bém têm a ten­ta­ti­va de pro­du­zir re­a­ções, con­fu­sões. En­tão, te­mos que to­mar cau­te­la, não é uma coi­sa sim­ples”, afir­mou.

“Na ho­ra em que as for­ças de se­gu­ran­ça en­ten­de­rem por bem que há a ne­ces­si­da­de de qual­quer mu­dan­ça, eu não te­nho ne­nhum pro­ble­ma de fa­zer. Mas, por en­quan­to, não há es­sa fa­la ho­je de ma­nei­ra unís­so­na”, afir­mou Fran­ça.

Além do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co, a de­ci­são de Fran­ça de não ava­li­ar a re­mo­ção por en­quan­to con­tra­ri­ou in­te­gran­tes da Po­lí­cia Mi­li­tar que, em sua mai­o­ria, de­fen­dem a trans­fe­rên­cia pa­ra uni­da­des fe­de­rais.

Ofi­ci­ais dis­se­ram ao se­cre­tá­rio de Se­gu­ran­ça que seus ho­mens es­ta­vam pre­pa­ra­dos pa­ra even­tu­ais re­pre­sá­li­as.

O pla­no de res­ga­te de che­fões do PCC foi aler­ta­do a Fran­ça e aos co­man­dos do Exér­ci­to e Ae­ro­náu­ti­ca pe­lo de­pu­ta­do fe­de­ral e se­na­dor elei­to Ma­jor Olím­pio (PSL).

O par­la­men­tar cri­ti­cou du­ra­men­te a de­ci­são do go­ver­na­dor, que con­si­de­rou uma de­mons­tra­ção de fra­que­za. “Fe­cha a por­ta do es­ta­do e en­tre­ga a cha­ve ao Mar­co­la.”

“Pre­so es­co­lhen­do on­de quer cum­prir a pe­na? En­quan­to is­so, a Gran­de São Pau­lo es­tá sem Ro­ta há 30 di­as. E até quan­do fi­ca­rão por lá?” ques­ti­o­nou Olím­pio, em re­fe­rên­cia ao des­lo­ca­men­to de ho­mens da tro­pa de eli­te da PM pa­ra re­for­çar a se­gu­ran­ça em Pre­si­den­te Ven­ces­lau de­vi­do à ame­a­ça de um pla­no de res­ga­te dos cri­mi­no­sos.

Pe­lo es­que­ma des­co­ber­to pe­lo ser­vi­ço de in­te­li­gên­cia do go­ver­no pau­lis­ta, che­fões do PCC mon­ta­ram um pla­no de res­ga­te es­ti­ma­do em até R$ 100 mi­lhões que in­clui­ria um exér­ci­to de mer­ce­ná­ri­os e he­li­cóp­te­ros de guer­ra.

Os ban­di­dos pla­ne­jam usar tam­bém lan­ça mís­seis pa­ra des­truir as vi­gi­lân­cia. Mi­nis­té­rio do In­te­ri­or do Pa­ra­guai, que in­ves­ti­ga quem são os cri­mi­no­sos nas ima­gens.

A gra­va­ção mos­tra cin­co ho­mens en­ca­pu­za­dos e ar­ma­dos. Um de­les se­gu­ra uma fo­to de Sandra e faz a ame­a­ça.

“Te­mos um re­ca­di­nho pa­ra vo­cê. Ho­je aqui no Pa­ra­guai, nos­so ob­je­ti­vo é vo­cê. En­tão, pres­ta bem aten­ção que o pa­po é re­to: mui­ta gen­te não es­tá gos­tan­do da pi­lan­tra­gem que vo­cê es­tá fa­zen­do com o sis­te­ma. Co­mo vo­cê es­tá ven­do, sua ca­be­ça já es­tá a prê­mio. Não vi­e­mos pa­ra pa­gar co­mé­dia. Ca­so nos­sa equi­pe não con­clua a mis­são, ou­tras equi­pes vão con­cluir, en­ten­deu?”.

O pre­si­den­te pa­ra­guaio Ma­rio Ab­do Be­ní­tez afir­mou que já sa­bia da gra­va­ção “há tem­pos”. A pro­cu­ra­do­ra tam­bém dis­se ter si­do co­mu­ni­ca­da há se­ma­nas. “Fui con­vo­ca­da pe­lo mi­nis­té­rio e ad­ver­ti­da pa­ra to­mar to­das as pre­cau­ções quan­to a mi­nha se­gu­ran­ça.”

Bru­no Ro­cha/Fo­to­a­re­na/Agên­cia O Glo­bo

O go­ver­na­dor Márcio Fran­ça (PSB) em ce­rimô­nia nes­ta sex­ta-fei­ra (9)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.