Téc­ni­co Fá­bio Ca­ril­le vol­ta ao Co­rinthi­ans após se­te me­ses

Clu­be acer­ta re­tor­no pa­ra pró­xi­ma tem­po­ra­da do téc­ni­co que co­man­dou úl­ti­ma con­quis­ta do Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro

Folha de S.Paulo - - Primeira Página - Lu­ci­a­no Trin­da­de Da­ni­el Au­gus­to Jr - 21.mar.18/Ag. Co­rinthi­ans

“Ló­gi­co que ele [Ca­ril­le] tem a fun­ção co­mo trei­na­dor [na Ará­bia Sau­di­ta], a gen­te tem mui­to cui­da­do com is­so pa­ra que ele saia e dei­xe a por­ta aber­ta, co­mo aqui no Co­rinthi­ans Duí­lio Mon­tei­ro Al­ves diretor de fu­te­bol do Co­rinthi­ans

Fá­bio Ca­ril­le, 45, es­tá de vol­ta ao Co­rinthi­ans. Se­te me­ses após dei­xar o clu­be ru­mo ao Al Weh­da, da Ará­bia Sau­di­ta, o téc­ni­co foi re­pa­tri­a­do pe­lo ti­me pau­lis­ta pa­ra subs­ti­tuir Jair Ventura, 39, de­mi­ti­do na se­gun­da-fei­ra (3), um dia após o tér­mi­no do Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro.

À Fo­lha o diretor de fu­te­bol da equi­pe al­vi­ne­gra, Duí­lio Mon­tei­ro Al­ves, con­fir­mou o acer­to com o trei­na­dor. O clu­be vai pa­gar a mul­ta res­ci­só­ria do téc­ni­co, que te­rá um con­tra­to de dois anos, até de­zem­bro de 2020.

“Exis­te uma mul­ta con­tra­tu­al, a gen­te não fa­la em va­lo­res, mas o Co­rinthi­ans vai cum­prir o con­tra­to de­le fa­zen­do o pa­ga­men­to des­sa mul­ta”, dis­se Duí­lio. Pou­co de­pois, o clu­be ofi­ci­a­li­zou em su­as re­des so­ci­ais a in­for­ma­ção do re­tor­no do téc­ni­co.

Pa­ra ti­rar Ca­ril­le do Al Weh­da, o Co­rinthi­ans vai de­sem­bol­sar cerca de 750 mil dó­la­res (R$ 2,9 mi­lhões), va­lor pre­vis­to co­mo mul­ta no con­tra­to do trei­na­dor com o ti­me ára­be.

Ain­da de acor­do com Duí­lio, o téc­ni­co já tem par­ti­ci­pa­do do pla­ne­ja­men­to do Co­rinthi­ans pa­ra a tem­po­ra­da 2019.

“A par­tir do mo­men­to em que che­ga­mos a um acor­do com ele [Ca­ril­le], a gen­te pas­lis­ta a con­ver­sar so­bre o pla­ne­ja­men­to. Ló­gi­co que ele tem a fun­ção de­le lá co­mo trei­na­dor, a gen­te tem mui­to cui­da­do com is­so pa­ra que ele saia e dei­xe a por­ta aber­ta, co­mo ele dei­xou aqui no Co­rinthi­ans”, afir­mou o diretor.

Em sua vol­ta ao Par­que São Jor­ge, Ca­ril­le te­rá a mis­são de res­ga­tar os bons re­sul­ta­do. Com Jair Ventura à fren­te da equi­pe, o ti­me al­vi­ne­gro fi­cou ape­nas na 13ª co­lo­ca­ção do úl­ti­mo Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro e bri­gou até a pe­núl­ti­ma ro­da­da pa­ra evi­tar o ris­co de um no­vo re­bai­xa­men­to.

Foi um ce­ná­rio bem di­fe­ren­te da­que­le dei­xa­do por Ca­ril­le. Efe­ti­va­do co­mo téc­ni­co do Co­rinthi­ans em de­zem­bro de 2016, o ex-au­xi­li­ar ini­ci­ou sua jor­na­da no ano se­guin­te e co­man­dou a equi­pe em 104 jo­gos, com 55 vi­tó­ri­as, 30 em­pa­tes e 19 der­ro­tas, um apro­vei­ta­men­to de 62,5%. Es­se ren­di­men­to o le­vou às con­quis­tas do Pau­lis­ta (2017 e 2018) e do Bra­si­lei­ro de 2017.

Ex-au­xi­li­ar de Tite, em quem sem­pre es­pe­lhou o seu tra­ba­lho, Ca­ril­le res­ga­tou o es­ti­lo de fu­te­bol com o qual tor­ci­da co­rin­ti­a­na mais se iden­ti­fi­ca: ar­mou um for­te sis­te­ma de­fen­si­vo e um ata­que ci­rúr­gi­co.

O mai­or re­fle­xo des­sa fi­lo­so­fia de jo­go ocor­reu no pri­mei­ro tur­no do Na­ci­o­nal de 2017, qu­an­do o Co­rinthi­ans passou 19 jo­gos in­vic­to, com 14 vi­tó­ri­as e 5 em­pa­tes, de­sem­pe­nho fun­da­men­tal pa­ra a con­fir­ma­ção do tí­tu­lo.

Qu­an­do o téc­ni­co se trans­fe­riu pa­ra o Al Weh­da, em maio des­te ano, a di­re­to­ria co­rin­ti­a­na ten­tou re­pe­tir a fór­mu­la que deu cer­to. Efe­ti­vou o en­tão au­xi­li­ar Os­mar Loss, 43.

Em 25 jo­gos, ele te­ve apro­vei­ta­men­to de 46,6%, com 10 vi­tó­ri­as, 5 em­pa­tes e 10 der­ro­tas, du­as nas oi­ta­vas da Li­ber­ta­do­res, di­an­te do Co­lo Co­lo, que re­sul­ta­ram na eli­mi­na­ção. Foi jus­ta­men­te a que­da di­an­te dos chi­le­nos que pro­vo­cou a de­mis­são de Os­mar Loss em se­tem­bro, qu­an­do o ti­me pau­sou Na­tu­ral de Ser­tão­zi­nho, in­te­ri­or de São Pau­lo, co­me­çou no ti­me de sua ci­da­de e passou por mais 18 clu­bes, até en­cer­rar sua car­rei­ra no Grê­mio Ba­ru­e­ri, em 2007. No mes­mo clu­be, tor­nou-se au­xi­li­ar téc­ni­co e, em 2009, trans­fe­riu-se pa­ra o Co­rinthi­ans. Efe­ti­va­do co­mo trei­na­dor do pro­fis­si­o­nal em 2017, já no seu pri­mei­ro ano con­quis­tou Pau­lis­ta e Bra­si­lei­ro. Em 2018, após o bi no es­ta­du­al, foi pa­ra o Al Whe­da. Co­man­dou o ti­me da Ará­bia Sau­di­ta em 11 jo­gos até acer­tar seu re­tor­no ao Brasil

foi bus­car Jair Ventura.

Nes­ta se­gun­da pas­sa­gem, Ca­ril­le car­re­ga­rá uma pres­são di­fe­ren­te da­que­la que en­fren­tou qu­an­do as­su­miu o ti­me al­vi­ne­gro pe­la pri­mei­ra vez.

Além de não ser mais uma apos­ta, de­fen­de­rá o ter­cei­ro me­lhor apro­vei­ta­men­to en­tre téc­ni­cos co­rin­ti­a­nos nes­ta dé­ca­da, com 62,5%, abai­xo ape­nas de Tite (69,8%, de 2015 a 2016) e Ma­no Me­ne­zes (64,5%, de 2008 a 2010).

Is­so, po­rém, não se­rá na­da fá­cil com o atu­al elen­co al­vi­ne­gro. Des­de a con­quis­ta do Bra­si­lei­ro de 2017, o ti­me passou por des­man­che. Seis titulares da cam­pa­nha dei­xa­ram o clu­be: Pa­blo, Bal­bu­e­na, Ara­na, Ro­dri­gui­nho, May­con e Jô.

As pe­ças de re­po­si­ção não con­se­gui­ram man­ter o ní­vel da equi­pe no se­gun­do se­mes­tre de 2018. Com a que­da no ren­di­men­to, o Co­rinthi­ans lu­tou pa­ra não ser re­bai­xa­do.

Além do téc­ni­co cam­peão, Duí­lio pro­me­te re­for­ços pa­ra a equi­pe em 2019. Se­gun­do o di­ri­gen­te, se­rão até qu­a­tro jo­ga­do­res no­vos em con­di­ções de se­rem titulares.

“Já trou­xe­mos mui­tos ga­ro­tos, mui­tas apos­tas no de­cor­rer de 2018. Al­guns de­ram re­sul­ta­do ago­ra no fim de ano, ou­tros ain­da não. A gen­te pre­ten­de tra­zer ago­ra atle­tas mais ex­pe­ri­en­tes”, afir­mou.

Um meia e um ata­can­te são as pri­o­ri­da­des da equi­pe.

Pa­ra tra­zer os re­for­ços, o clu­be te­rá que dri­blar a sua re­a­li­da­de fi­nan­cei­ra. De acor­do com o úl­ti­mo ba­lan­ço, o dé­fi­cit de 2018 é de cerca de R$ 17,3 mi­lhões. A ex­pec­ta­ti­va é que o clu­be li­qui­de o sal­do ne­ga­ti­vo des­te ano com a pre­mi­a­ção da Co­pa do Brasil.

Com o vi­ce-cam­pe­o­na­to, re­ce­be­rá um to­tal de R$ 31,9 mi­lhões —R$ 20 mi­lhões pe­la se­gun­da po­si­ção, R$ 6,5 mi­lhões pe­la par­ti­ci­pa­ção nas se­mi­fi­nais, R$ 3 mi­lhões pe­las quar­tas de fi­nal e R$ 2,4 mi­lhões pe­las oi­ta­vas. No en­tan­to, fi­ca­rá lon­ge de qui­tar a dí­vi­da to­tal, ava­li­a­da em R$ 500 mi­lhões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.