Bol­so­na­ris­tas são alunos dos lu­lis­tas

Si­gla vi­ve ame­a­ça de iso­la­men­to e dis­pu­ta in­ter­na pro­ta­go­ni­za­da por Edu­ar­do, fi­lho do pre­si­den­te, e Joi­ce Has­sel­mann

Folha de S.Paulo - - Primeira Página - An­ge­la Bol­dri­ni, Ra­ni­er Bra­gon e Ca­mi­la Mat­to­so Colaborou Ga­bri­e­la Sá Pes­soa

Da mi­li­tân­cia pe­tis­ta, os bol­so­na­ris­tas apren­de­ram a exi­bir seus ad­ver­sá­ri­os co­mo “ini­mi­gos do po­vo”. Ho­je é Lewan­dows­ki, ama­nhã po­de ser vo­cê. Os alunos imi­tam seus mes­tres —e os su­pe­ram.

“Ele [Ma­jor Olím­pio] co­man­da o par­ti­do com tru­cu­lên­cia, aos gri­tos, com ame­a­ças aos de­sa­fe­tos. Ex­pul­sou pes­so­as, ten­tou me ex­pul­sar, co­lo­cou os ‘seus’ nos di­re­tó­ri­os e ex­cluiu gen­te que deu a vi­da na cam­pa­nha Joi­ce Has­sel­mann (PSL-SP) de­pu­ta­da fe­de­ral elei­ta

Em meio a uma dis­pu­ta in­ter­na den­tro do seu par­ti­do, o pre­si­den­te elei­to, Jair Bol­so­na­ro, de­ve fa­zer uma reu­nião com os de­pu­ta­dos fe­de­rais do PSL na pró­xi­ma quar­ta-fei­ra (12), em Brasília.

O ob­je­ti­vo é ten­tar apa­zi­guar os âni­mos na se­gun­da mai­or ban­ca­da da Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos, com 52 par­la­men­ta­res elei­tos, que tam­bém es­tá sob ame­a­ça de iso­la­men­to de­vi­do à ar­ti­cu­la­ção pa­ra a for­ma­ção de um “blo­cão” por vá­ri­as ou­tras le­gen­das.

Na on­da da elei­ção de Bol­so­na­ro, o até en­tão na­ni­co PSL —1 de­pu­ta­do elei­to em 2014— pu­lou pa­ra 52 ca­dei­ras na pró­xi­ma le­gis­la­tu­ra, que tem iní­cio em fe­ve­rei­ro. Ape­sar do ta­ma­nho, a le­gen­da po­de fi­car de fo­ra dos prin­ci­pais pos­tos de co­man­do da Ca­sa.

Par­ti­dos que in­te­gram o cen­trão —PP, PR, PTB, PSD, en­tre ou­tros—, ali­a­dos a MDB, DEM e PSDB, dis­cu­tem há al­gu­mas se­ma­nas a for­ma­ção de um blo­co pa­ra dis­pu­tar a pre­si­dên­cia da Câ­ma­ra, ho­je ocu­pa­da por Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), que ten­ta se vi­a­bi­li­zar co­mo o no­me do gru­po.

O “blo­cão” ex­clui­ria o PSL e o PT. Com is­so, os ou­tros seis car­gos da Me­sa, o ór­gão má­xi­mo ad­mi­nis­tra­ti­vo da Câ­ma­ra, fi­ca­ri­am ape­nas com po­lí­ti­cos des­se gru­po. As co­mis­sões, por­tas de en­tra­das do pro­je­tos, tam­bém te­ri­am sua for­ma­ção fei­ta com ba­se nes­sa pro­por­ci­o­na­li­da­de, em de­tri­men­to de PSL e PT.

Em meio à dis­cus­são, o PSL ten­ta ne­go­ci­ar uma ali­an­ça com al­gum des­ses par­ti­dos pa­ra ten­tar es­va­zi­ar o blo­cão e con­se­guir car­gos de co­man­do.

In­te­gran­tes da si­gla pro­cu­ra­ram lí­de­res do PSD e do PR em bus­ca de um acor­do. As con­ver­sas têm si­do es­ti­mu­la­das pe­lo fu­tu­ro lí­der da Ca­sa Ci­vil de Bol­so­na­ro, Onyx Lo­ren­zo­ni (DEM), que ten­ta mi­nar a re­e­lei­ção de Maia.

Le­o­nar­do Quin­tão (MDBMG), que não con­se­guiu a re­e­lei­ção e faz par­te de uma es­pé­cie de co­mi­tê cri­a­do pa­ra au­xi­li­ar Lo­ren­zo­ni, tam­bém tem ten­ta­do ar­ti­cu­la­ções.

Lí­der da ban­ca­da do PR, o de­pu­ta­do José Ro­cha (BA) con­fir­mou ter si­do pro­cu­ra­do por Edu­ar­do Bol­so­na­ro (SP), fi­lho do pre­si­den­te elei­to e lí­der da ban­ca­da do PSL, mas afir­mou não ter ha­vi­do re­sul­ta­do prá­ti­co na con­ver­sa.

“Não exis­te blo­co pa­ra es­can­te­ar nin­guém. O que exis­te é um blo­co pa­ra di­vi­dir as es­tru­tu­ras da Ca­sa”, mi­ni­mi­zou.

Os en­ten­di­men­tos ain­da não avan­ça­ram, tam­bém, por­que lí­de­res dos par­ti­dos afir­mam que a ar­ti­cu­la­ção do par­ti­do de Bol­so­na­ro é ama­do­ra e caó­ti­ca, além de ser afe­ta­da pe­la dis­pu­ta in­ter­na, tor­na­da pú­bli­ca nes­ta se­ma­na.

Edu­ar­do Bol­so­na­ro, o de­pu­ta­do fe­de­ral mais vo­ta­do do país, tro­cou acu­sa­ções com a de­pu­ta­da elei­ta Joi­ce Has­sel­mann (SP), a se­gun­da mais vo­ta­da, na quin­ta-fei­ra (6).

Cha­ma­do por ela de in­fan­til e de es­tar li­de­ran­do uma ar­ti­cu­la­ção po­lí­ti­ca “abai­xo da li­nha da mi­sé­ria”, Edu­ar­do clas­si­fi­cou a jor­na­lis­ta de “son­sa” e de ter “fa­ma de lou­ca”.

A tro­ca de ofen­sas ocor­ri­da no gru­po de WhatsApp do PSL aca­bou vin­do a pú­bli­co.

Vá­ri­os de­pu­ta­dos do par­ti­do ou­vi­dos pe­la Fo­lha nos úl­ti­mos di­as in­di­cam que o gru­po no en­tor­no de Edu­ar­do é ma­jo­ri­tá­rio. “A Joi­ce tem to­ma­do a fren­te das ar­ti­cu­la­ções [no Con­gres­so e na for­ma­ção do no­vo go­ver­no], mas não tem apoio da maioria do par­ti­do pa­ra is­so. O Edu­ar­do é a gran­de li­de­ran­ça e tem ti­do uma pos­tu­ra ín­te­gra”, diz, por exem­plo, o de­pu­ta­do Ca­bo Ju­nio Ama­ral (MG), um dos no­va­tos da si­gla.

Dos atu­ais 8 de­pu­ta­dos fe­de­rais do PSL, ape­nas três con­ti­nu­a­rão na pró­xi­ma le­gis­la­tu­ra —49 se­rão no­va­tos. Ao la­do de Edu­ar­do, que é o atu­al lí­der da ban­ca­da, es­tão De­le­ga­do Wal­dir (GO), que tem as­su­mi­do a fren­te da ban­ca­da na atu­al le­gis­la­tu­ra, e Ma­jor Olím­pio (SP), elei­to se­na­dor.

Se­gun­do Wal­dir (GO), ape­sar de Edu­ar­do cum­prir agen­das ex­ter­nas com o pai, não há im­pe­di­men­to pa­ra que si­ga no co­man­do do par­ti­do na Ca­sa.

“Aque­les que di­zem is­so es­tão plan­tan­do a dis­cór­dia, por ciú­me”, afir­mou. Wal­dir tam­bém dis­se que é ne­ces­sá­rio “res­pei­tar a hi­e­rar­quia”, mas bo­tou pa­nos quen­tes e cha­mou de “de­ba­te de al­to ní­vel” a dis­cus­são ocor­ri­da no gru­po.

A de­pu­ta­da elei­ta Car­la Zam­bel­li (SP) res­pon­deu com um ví­deo em que Joi­ce diz ser a úni­ca can­di­da­ta com o aval de Bol­so­na­ro, e iro­ni­zou nes­ta sex­ta (7): “Fa­ça o seu tra­ba­lho e me es­que­ça, vo­cê é a mu­lher de 1 mi­lhão de vo­tos, a úni­ca chan­ce­la­da pe­lo Jair, eu sou só uma ati­vis­ta que não tem on­de cair mor­ta, se­gun­do vo­cê”.

Em even­to em São Pau­lo, Ma­jor Olím­pio tam­bém dis­se que Joi­ce es­tá iso­la­da. “Não há con­fli­to de to­dos con­tra um, é só um se ade­quar”, dis­se.

Em seu Twitter, a de­pu­ta­da elei­ta res­pon­deu: “Ele [Olím­pio] co­man­da o par­ti­do com tru­cu­lên­cia, aos gri­tos, com ame­a­ças aos de­sa­fe­tos. Ex­pul­sou pes­so­as, ten­tou me ex­pul­sar, co­lo­cou os ‘seus’ nos di­re­tó­ri­os e ex­cluiu gen­te que deu a vi­da na cam­pa­nha”, afir­mou.

Joi­ce con­ta com apoio, en­tre ou­tros, do de­pu­ta­do elei­to Ju­li­an Le­mos (PB), ami­go de Jair Bol­so­na­ro, que tam­bém so­freu crí­ti­cas pú­bli­cas re­cen­tes de um dos fi­lhos de­le, o ve­re­a­dor Car­los Bol­so­na­ro.

Joi­ce, sua fa­ma já não é das me­lho­res. A con­ti­nu­ar as­sim vai che­gar com fa­ma ain­da mai­or de lou­ca no Con­gres­so Edu­ar­do Bol­so­na­ro (PSL-SP) de­pu­ta­do fe­de­ral elei­to e fi­lho de Jair Bol­so­na­ro

A ban­ca­da do PSL não es­tá em con­fli­to. Não há con­fli­to de to­dos con­tra um, é só um se ade­quar Ma­jor Olím­pio (PSL-SP) se­na­dor elei­to

Jar­di­el Car­va­lho/Folhapress

Ma­jor Olím­pio em even­to mi­li­tar em SP

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.