Ir­mãos Efro­mo­vi­ch con­tro­lam em­pre­sa em teia de ne­gó­ci­os

Folha de S.Paulo - - Folhainvest -

A Avi­an­ca Bra­sil é uma das em­pre­sas que fa­zem par­te do ema­ra­nha­do de ne­gó­ci­os dos ir­mãos Ger­mán e Jo­sé Efro­mo­vi­ch reu­ni­dos em tor­no do Sy­nergy Group, que atua nos mer­ca­dos de avi­a­ção, pe­tró­leo e gás e ou­tros.

O gru­po é do­no dos es­ta­lei­ros Mauá e Ei­sa, tam­bém em re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al.

Ger­mán foi ci­ta­do em 2016 na de­la­ção do ex-pre­si­den­te da Trans­pe­tro, Sér­gio Ma­cha­do, que afir­mou que o em­pre­sá­rio de­po­si­tou R$ 28 mi­lhões em uma con­ta na Suí­ça. Não hou­ve de­nún­cia for­mal.

O ir­mão Jo­sé fi­ca com a Avi­an­ca Bra­sil.

Em de­zem­bro, as se­gu­ra­do­ras Chubb e Fa­tor en­tra­ram na Jus­ti­ça so­li­ci­tan­do a re­vi­são da re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al. Se­gun­do elas, a es­tru­tu­ra so­ci­e­tá­ria da com­pa­nhia foi mon­ta­da pa­ra “blin­dar” o pa­trimô­nio dos só­ci­os.

A Avi­an­ca Bra­sil não co­men­ta o ca­so.

Con­for­me da­dos do pro­ces­so, Jo­sé de­tém 99,53% das co­tas da em­pre­sa Spsyn Par­ti­ci­pa­ções, que, por sua vez, tem 80% das ações da AVB Hol­ding, do­na de 100% das ações da Avi­an­ca Bra­sil.

A com­pa­nhia aé­rea nas­ceu em 1998 co­mo Oce­an Air e pas­sou a se cha­mar Avi­an­ca Bra­sil em 2010.

Na oca­sião, as­si­nou acor­do de li­cen­ça de uso de no­me com a Avi­an­ca Hol­dings, do ir­mão Ger­mán. As du­as são for­mal­men­te se­pa­ra­das.

Quan­do veio à to­na em de­zem­bro de 2018 o pe­di­do de re­cu­pe­ra­ção ju­di­ci­al da Avi­an­ca Bra­sil, a homô­ni­ma Avi­an­ca Hol­dings apres­sou-se a emi­tir um co­mu­ni­ca­do na Colôm­bia di­zen­do que não ti­nha qual­quer re­la­ção com a em­pre­sa bra­si­lei­ra.

Na prá­ti­ca, os só­ci­os são os mes­mos. Pe­la en­ge­nha­ria so­ci­e­tá­ria dos ir­mãos Efro­mo­vi­ch, o Sy­nergy con­tro­la a Avi­an­ca Hol­dings.

Des­de de­zem­bro, ne­nhum dos al­tos exe­cu­ti­vos da com­pa­nhia se ma­ni­fes­tou pu­bli­ca­men­te. O úni­co que deu en­tre­vis­ta, po­rém, foi Ger­mán, que é pre­si­den­te do con­se­lho da Avi­an­ca Hol­dings.

A um pro­gra­ma de TV co­lom­bi­a­no, o em­pre­sá­rio quei­xou-se da al­ta do com­bus­tí­vel em um mo­men­to de de­man­da bai­xa co­mo o que acon­te­ceu no Bra­sil e fa­lou em um pos­sí­vel in­ves­ti­men­to da ame­ri­ca­na Uni­ted co­mo al­ter­na­ti­va pa­ra sal­var a Avi­an­ca Bra­sil. A em­pre­sa ne­ga.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.