O la­do B da fa­ma

Um dos mai­o­res no­mes da mú­si­ca bra­si­lei­ra te­ve uma vi­da con­tur­ba­da e cheia de per­cal­ços. A ma­co­nha e o ál­co­ol o acom­pa­nha­ram du­ran­te mui­to tem­po

GRANDES ÍDOLOS DA MÚSICA ESPECIAL TIM MAIA - 3 - - VIDA PESSOAL - Tex­to Dou­glas Fran­ço­za/Co­la­bo­ra­dor De­sign Lí­dia Par­di­ni/Co­la­bo­ra­do­ra

En­tre tan­tas vo­ca­ções de Tim Maia, uma de­las é me­mo­rá­vel. E não, nós não es­ta­mos fa­lan­do de sua voz ou do seu ta­len­to mu­si­cal. Sua bio-gra­fi acon­tur­ba­da con­fir­ma: Tim da au­to­des­trui­ção. ti­nha o dom O ta­len to­so Se­bas­tião su­pe­rou seu jei­to de­sen­gon­ça­do e te­ve su­ces­so, mu­lhe­res e di­nhei­ro. Além dis­so, Tim co­bra-ra­mum­pre­ço nu­tria ví­ci­os que lhe al­to. Ma­co­nha, LSD, co­caí­na fi­ze­ram e o ál­co­ol par­te de sua vi­da co­mo se ca­sa­men-to.Tim fos­se um não sa­bia na­da so­bre dro­gas. não Ele não fu­ma­va, be­bia e não chei­ra­va. Só men­tia di­zem um pou­qui­nho, os bió­gra­fos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.