In­ter­val re­a­li­zou com su­ces­so 2ª Sha­red Ow­nership In­vest­ment Con­fe­ren­ce em São Pau­lo

Hotéis - - Aconteceu -

O ho­tel Pull­man São Pau­lo Vi­la Olím­pia foi pal­co de mais uma edi­ção da Sha­red Ow­nership In­vest­ment Con­fe­ren­ce no Bra­sil (Con­fe­rên­cia In­ter­na­ci­o­nal de In­ves­ti­men­to em Pro­pri­e­da­de Com­par­ti­lha­da), que re­ce­beu cer­ca de 150 pes­so­as no dia 1º de agos­to. Pro­mo­vi­do pe­la In­ter­val In­ter­na­ti­o­nal, o even­to tem a Re­vis­ta Ho­téis co­mo Mí­dia Ofi­ci­al e se tor­nou uma reu­nião im­por­tan­te pa­ra pro­fis­si­o­nais da in­dús­tria e um re­cur­so fun­da­men­tal pa­ra os par­ti­ci­pan­tes apren­de­rem so­bre os vá­ri­os mo­de­los de ne­gó­ci­os da pro­pri­e­da­de com­par­ti­lha­da. Quem abriu o even­to foi Mar­cos Agos­ti­ni, Vi­ce-Pre­si­den­te Exe­cu­ti­vo de Ven­das Glo­bais e De­sen­vol­vi­men­to de Ne­gó­ci­os da In­ter­val In­ter­na­ti­o­nal, que in­tro­du­ziu o te­ma e pon­tu­ou a im­por­tân­cia do en­con­tro pa­ra o de­sen­vol­vi­men­to da in­dús­tria.

O pri­mei­ro pai­nel, “Ti­mesha­re e mul­ti­pro­pri­e­da­de, um ne­gó­cio de Su­ces­so” foi mi­nis­tra­do por Ge­or­ge Da­ou e De­bo­rah Are­na, Ge­ren­tes de Ven­das e Ser­vi­ço de Re­sorts da In­ter­val. A apre­sen­ta­ção abor­dou o as­sun­to co­mo um mo­de­lo de ne­gó­cio que con­tri­bui pa­ra ta­xas de ocu­pa­ção mais al­tas do que as da in­dús­tria ho­te­lei­ra tra­di­ci­o­nal. Os mo­de­los de ne­gó­ci­os de tempo e pro­pri­e­da­de com­par­ti­lha­da vêm ga­nhan­do des­ta­que ano após ano no Bra­sil, e nes­ta pa­les­tra, fo­ram apre­sen­ta­das al­gu­mas es­tra­té­gi­as pa­ra ma­xi­mi­zar a lu­cra­ti­vi­da­de e efi­ci­ên­cia do pro­je­to.

A pa­les­tra deu des­ta­que aos ser­vi­ços pres­ta­dos pe­la em­pre­sa de in­ter­câm­bio, co­mo os re­sorts po­dem ma­xi­mi­zar es­se re­la­ci­o­na­men­to su­por­tan­do o en­ga­ja­men­to dos só­ci­os e pro­pri­e­tá­ri­os com os pro­gra­mas de fé­ri­as e re­for­çan­do re­sul­ta­dos ain­da mais po­si­ti­vos. No mun­do, a ta­xa de in­ci­dên­cia e fa­mí­li­as pro­pri­e­tá­ri­as de tempo com­par­ti­lha­do gi­ra em tor­no de 1,8% e 22,3 mi­lhões, res­pec­ti­va­men­te.

In­ves­ti­do­ra des­ta in­dús­tria há mais tempo, a Amé­ri­ca do Nor­te tem a mai­or fa­tia da ta­xa de in­ci­dên­cia: 5,8%, com 10,2 mi­lhões de fa­mí­li­as. A Amé­ri­ca do Sul fi­gu­ra com sha­re de 2,0%, com 1,4 mi­lhões de fa­mí­li­as pro­pri­e­tá­ri­as.

Per­fil dos afi­li­a­dos

Na opor­tu­ni­da­de, foi apre­sen­ta­do o Es­tu­do Glo­bal de Só­ci­os da In­ter­val, com o per­fil e re­sul­ta­dos das ne­go­ci­a­ções. No Bra­sil, 54% dos só­ci­os têm me­nos de 55 anos e 27% dos só­ci­os tem ren­da fa­mi­li­ar anu­al de até US$ 50.000. O es­tu­do mos­trou ain­da que 58% dos só­ci­os com­pra­ram seu ti­mesha­re nos úl­ti­mos cin­co anos, um in­di­ca­ti­vo do cres­ci­men­to des­te mercado re­cen­te­men­te.

O nú­me­ro de ha­bi­tan­tes por re­si­dên­cia de um afi­li­a­do tí­pi­co re­si­den­te no Bra­sil é de qua­tro pes­so­as, sen­do 80% ca­sa­dos. Em re­la­ção à re­le­vân­cia do in­ter­câm­bio, 91% dos afi­li­a­dos re­si­den­tes no Bra­sil di­zem que a fun­ci­o­na­li­da­de de in­ter­câm­bio do seu tempo com­par­ti­lha­do é im­por­tan­te, res­sal­tan­do o quan­to a afi­li­a­ção à In­ter­val com­ple­men­ta a pro­pri­e­da­de de fé­ri­as.

Gra­de de con­teú­do

A gra­de de programação foi re­ple­ta de te­mas atu­ais do se­tor e en­tre os pa­les­tran­tes con­vi­da­dos es­ti­ve­ram Li­gia Zo­ti­ni Ma­zur­ki­ewicz, Di­re­to­ra da área di­gi­tal da AAXIS pa­ra a Amé­ri­ca La­ti­na e fun­da­do­ra do Voi­cers.com.br, que con­vi­dou os par­ti­ci­pan­tes a re­fle­ti­rem so­bre o im­pac­to da tec­no­lo­gia nas de­ci­sões de com­pra de no­vas ge­ra­ções de con­su­mi­do­res.

Caio Cal­fat, Vi­ce-pre­si­den­te As­sun­tos Imo­bi­liá­ri­os e Tu­rís­ti­cos do SECOVI-SP — Sin­di­ca­to de Ha­bi­ta­ção do Es­ta­do de São Pau­lo apre­sen­tou uma atu­a­li­za­ção so­bre a re­cém-apro­va­da le­gis­la­ção fra­ci­o­ná­ria, um im­por­tan­te mar­co pa­ra o mercado bra­si­lei­ro, e dis­cu­tiu co­mo is­so afe­ta­rá os pro­je­tos de pro­pri­e­da­de com­par­ti­lha­da.

O mercado de mul­ti­pro­pri­e­da­des apre­sen­tou um cres­ci­men­to de 48% no nú­me­ro de em­pre­en­di­men­tos no com­pa­ra­ti­vo 2017/2018. Atri­bui-se a es­ses da­dos o au­men­to do nú­me­ro de pro­je­tos em cons­tru­ção, que cres­ceu 73% e a ade­são de em­pre­en­di­men­tos pron­tos, que ado­ta­ram o sis­te­ma de fra­ci­o­na­men­to. Com mai­or en­ten­di­men­to do con­cei­to e au­men­to do nú­me­ro de em­pre­sas ha­bi­li­ta­das a tra­ba­lhar no mercado de mul­ti­pro­pri­e­da­des, o es­tu­do da Caio Cal­fat Re­al Es­ta­te Con­sul­ting ob­ser­vou que há uma ex­pan­são do ne­gó­cio pa­ra ou­tros des­ti­nos.

O en­con­tro tam­bém abor­dou a Es­tru­tu­ra­ção Fi­nan­cei­ra de Pro­je­tos de Mul­ti­pro­pri­e­da­de, a fim de cla­re­ar a com­pre­en­são de fi­nan­ci­a­men­tos, se­cu­ri­ti­za­ções e ope­ra­ções de cré­di­to. Par­te da programação, o ‘Ba­te-Pa­po com lí­de­res’ per­mi­tiu os par­ti­ci­pan­tes co­nhe­ce­rem al­guns dos prin­ci­pais no­mes da in­dús­tria de tempo e pro­pri­e­da­de com­par­ti­lha­da no Bra­sil, que apre­sen­ta­ram opor­tu­ni­da­des do mercado e dis­ser­ta­ram so­bre co­mo se man­ter com­pe­ti­ti­vo ma­xi­mi­zan­do re­sul­ta­dos da ope­ra­ção.

Ma­bu Ther­mas (PR) re­no­va seu com­pro­mis­so com a sus­ten­ta­bi­li­da­de

O Ma­bu Ther­mas Grand Re­sort, lo­ca­li­za­do em Foz do Igua­çu (PR), ade­riu em 2012 ao mo­vi­men­to de Conscientização Am­bi­en­tal, o “Ju­nho Ver­de”, cu­jo ob­je­ti­vo é o de aler­tar à so­ci­e­da­de so­bre a ne­ces­si­da­de da pre­ser­va­ção do ecos­sis­te­ma. Des­de en­tão, o Re­sort man­tém uma sé­rie de ações de Po­lí­ti­ca de Ges­tão de Sus­ten­ta­bi­li­da­de no sen­ti­do de mi­ni­mi­zar os im­pac­tos ne­ga­ti­vos no meio am­bi­en­te ge­ra­dos pe­la ati­vi­da­de ho­te­lei­ra e am­pli­ar os re­sul­ta­dos po­si­ti­vos da pres­ta­ção de ser­vi­ços. Pa­ra de­mons­trar to­tal ade­são à cau­sa am­bi­en­tal pro­pos­ta pe­lo Fes­ti­val das Ca­ta­ra­tas, du­ran­te o mês de ju­nho, o cha­fa­riz de en­tra­da do re­sort re­ce­be uma ilu­mi­na­ção es­pe­ci­al e se tin­ge de ver­de, ce­le­bran­do uma das mai­o­res ri­que­zas.

O re­sort, en­tre ou­tras ações sus­ten­tá­veis, faz o tra­ta­men­to de 100% das su­as águas re­si­du­ais em es­ta­ção de tra­ta­men­to pró­pria. E is­so nem po­de­ria ser di­fe­ren­te, pois es­tá lo­ca­li­za­do so­bre a mai­or fon­te de águas ter­mais do pla­ne­ta, o Aquí­fe­ro Gu­a­ra­ni. A ca­da 4 ho­ras as águas das pis­ci­nas são com­ple­ta­men­te re­no­va­das e sur­gem cris­ta­li­nas com sua de­li­ci­o­sa tem­pe­ra­tu­ra de 36°, a mes­ma do cor­po hu­ma­no, sen­do, por is­so, ex­tre­ma­men­te agra­dá­veis em qual­quer es­ta­ção do ano. O Ma­bu Ther­mas Grand Re­sort tam­bém é o pri­mei­ro re­sort do Bra­sil a con­quis­tar a cer­ti­fi­ca­ção de Sus­ten­ta­bi­li­da­de NBR 15401, con­for­me a As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Nor­mas Téc­ni­cas (ABNT).

Ho­tel Le Can­ton (RJ) con­quis­ta prê­mio de sus­ten­ta­bi­li­da­de

O Ho­tel Le Can­ton, que fi­ca em Te­re­só­po­lis, na Re­gião Ser­ra­na do Rio, foi re­co­nhe­ci­do pe­los re­sul­ta­dos de seu pro­gra­ma de sus­ten­ta­bi­li­da­de e

re­ce­beu o Prê­mio Fir­jan de Ação Am­bi­en­tal. Es­sa pre­mi­a­ção é uma ini­ci­a­ti­va da fe­de­ra­ção pa­ra di­fun­dir e des­ta­car as ações bem-su­ce­di­das em prol do de­sen­vol­vi­men­to sus­ten­tá­vel das em­pre­sas do es­ta­do do Rio, com fo­co na pro­te­ção am­bi­en­tal, no equi­lí­brio econô­mi­co e no bem-es­tar so­ci­al.

O re­sort foi con­tem­pla­do na ca­te­go­ria Re­la­ção com Pú­bli­cos de In­te­res­se. O pro­je­to do Le Can­ton ma­xi­mi­za os be­ne­fí­ci­os so­ci­o­am­bi­en­tais do em­pre­en­di­men­to, ao in­cor­po­rar a edu­ca­ção na ges­tão am­bi­en­tal da em­pre­sa. Em 2017, cer­ca de 3 mil pes­so­as fo­ram mo­bi­li­za­das, en­tre co­la­bo­ra­do­res, hor­ti­cul­to­res, alu­nos e pro­fes­so­res de es­co­las vi­zi­nhas, re­pre­sen­tan­tes da so­ci­e­da­de ci­vil, do po­der pú­bli­co e da co­mu­ni­da­de do en­tor­no.

Mar­ri­ott In­ter­na­ti­o­nal eli­mi­na­rá o uso de ca­nu­dos de plás­ti­co em seus ho­téis

A Mar­ri­ott In­ter­na­ti­o­nal deu iní­cio a um pla­no pa­ra aca­bar com o uso de ca­nu­dos de plás­ti­co e pa­li­tos des­car­tá­veis. A ação se­rá con­cre­ti­za­da em to­das as su­as mais de 6,5 mil pro­pri­e­da­des de 30 mar­cas ao re­dor do mun­do e tem pre­vi­são de ser im­ple­men­ta­da por com­ple­to no pra­zo de um ano. A es­ti­ma­ti­va é que a em­pre­sa dei­xe de usar mais de um bi­lhão de ca­nu­dos de plás­ti­co por ano, além de cer­ca 250 mi­lhões de pa­li­tos pa­ra mis­tu­rar.

O Pre­si­den­te e CEO da Mar­ri­ott In­ter­na­ti­o­nal, Ar­ne So­ren­son afir­ma que a eli­mi­na­ção de ca­nu­dos de plás­ti­co é uma das ma­nei­ras mais sim­ples pa­ra nos­sos hós­pe­des con­tri­buí­rem com a re­du­ção do uso de plás­ti­co quan­do se hos­pe­dam em uma das pro­pri­e­da­des. “Man­te­mos o com­pro­mis­so de ope­rar de ma­nei­ra res­pon­sá­vel e, com mais de um mi­lhão de hós­pe­des per­noi­tan­do em nos­sas pro­pri­e­da­des to­das as noi­tes, acre­di­ta­mos que es­se é um im­por­tan­te pas­so em direção à re­du­ção da nos­sa de­pen­dên­cia do plás­ti­co” con­clui.

A ini­ci­a­ti­va da Mar­ri­ott tem co­mo ob­je­ti­vo au­men­tar a sus­ten­ta­bi­li­da­de de su­as ope­ra­ções e re­du­zir o con­su­mo do ma­te­ri­al des­car­tá­vel. No iní­cio do ano, a Mar­ri­ott co­me­çou a subs­ti­tuir os pe­que­nos fras­cos usa­dos pa­ra dis­tri­bui­ção de pro­du­tos de hi­gi­e­ne pes­so­al -dis­po­ni­bi­li­za­dos nos ba­nhei­ros de cer­ca de 450 ho­téis com ser­vi­ço di­fe­ren­ci­a­do - por fras­cos mai­o­res. Des­sa for­ma, mon­ta­dos di­re­ta­men­te den­tro dos chu­vei­ros, que ofe­re­cem mais pro­du­tos pa­ra uso dos hós­pe­des ao mes­mo tempo que re­du­zem a ge­ra­ção de re­sí­du­os.

No ano pas­sa­do, a com­pa­nhia es­ta­be­le­ceu as me­tas so­ci­ais e de sus­ten­ta­bi­li­da­de se com­pro­me­ten­do a re­du­zir em 45% o vo­lu­me de re­sí­du­os des­ti­na­do a ater­ros sa­ni­tá­ri­os, além de ob­ter de for­ma res­pon­sá­vel as su­as 10 prin­ci­pais ca­te­go­ri­as de pro­du­tos até 2025. Es­sas me­tas e ou­tros pro­gra­mas eco­ló­gi­cos aju­dam a re­du­zir nos­sa pe­ga­da am­bi­en­tal e fa­zem par­te da ini­ci­a­ti­va Ser­ve 360: Doing Go­od in Every Di­rec­ti­on (Ser­vi­ço 360°: Fa­zen­do o bem em to­das as di­re­ções), cri­a­da pe­la em­pre­sa pa­ra com­ba­ter pro­ble­mas so­ci­ais, am­bi­en­tais e econô­mi­cos.

À es­quer­da, Fer­nan­do Mar­ti­nel­li, Di­re­tor Exe­cu­ti­vo da In­ter­val no Bra­sil e Mar­cos Agos­ti­ni, Vi­ce-Pre­si­den­te Exe­cu­ti­vo de De­sen­vol­vi­men­to de Ne­gó­ci­os da em­pre­sa

Grá­fi­co mos­tra a pro­je­ção do de­sen­vol­vi­men­to de mul­ti­pro­pri­e­da­des no Bra­sil até 2023

Du­ran­te o mês de ju­nho, o cha­fa­riz de en­tra­da do re­sort re­ce­be uma ilu­mi­na­ção es­pe­ci­al e se tin­ge de ver­de

Prê­mio Fir­jan de Ação Am­bi­en­tal

A Mar­ri­ott dei­xa­rá de usar mais de um bi­lhão de ca­nu­dos de plás­ti­co por ano, re­du­zin­do seu im­pac­to am­bi­en­tal

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.