SLA­VI­E­RO ho­téis

Hotéis - - Administração - As mu­dan­ças con­tem­plam até a lo­go­mar­ca

das op­ções da mar­ca. Os ho­téis da re­de que es­tão ho­je em ope­ra­ção se­rão adap­ta­dos pa­ra es­ta no­va es­tru­tu­ra de for­ma gra­du­al ao lon­go dos pró­xi­mos me­ses.

Sam­ba Ho­téis pas­sa a ope­rar em São Pau­lo com uni­da­de em Itu

Em uma área de 50 mil m2, o no­vo Sam­ba Itu é cer­ca­do por mui­to ver­de e ofe­re­ce to­da in­fra­es­tru­tu­ra pa­ra vi­a­jan­tes cor­po­ra­ti­vos e de la­zer. O em­pre­en­di­men­to, que es­tá en­tran­do em ope­ra­ção nes­te mês de de­zem­bro, mar­ca a en­tra­da da re­de mi­nei­ra Sam­ba Ho­téis no mer­ca­do pau­lis­ta. De acor­do com o CEO da Sam­ba Ho­téis, Gui­lher­me Cas­tro, o ho­tel es­tá con­cluin­do um re­tro­fit, cu­jo in­ves­ti­men­to po­de­rá che­gar a R$ 700 mil e con­tem­pla­rá de­co­ra­ção, en­xo­val, ade­qua­ção da es­tru­tu­ra pa­ra os pa­drões da re­de e um par­que aquá­ti­co. “Es­ta­mos re­con­fi­gu­ran­do tam­bém o cen­tro de con­ven­ções, uma vez que a re­gião pos­sui gran­de po­ten­ci­al de atra­ção de even­tos cor­po­ra­ti­vos e con­gres­sos”, afir­ma o CEO.

São 46 apar­ta­men­tos to­tal­men­te equi­pa­dos, pis­ci­na adul­to e in­fan­til, pis­ci­na de bi­ri­bol, play­ground, sa­lão de jo­gos, campo de fu­te­bol, qua­dras po­li­es­por­ti­va, de tê­nis e de vô­lei de areia, além de es­pa­ço pa­ra ca­mi­nha­da. O lo­cal con­ta­rá com três sa­lões, que po­de­rão ser adap­ta­dos de acor­do com a de­man­da, e du­as sa­las de apoio, além de to­da es­tru­tu­ra au­di­o­vi­su­al e ser­vi­ço de cof­fee bre­ak.

Se­gun­do Cas­tro, a en­tra­da da re­de na ci­da­de de Itu tam­bém de­ve aque­cer a eco­no­mia lo­cal, já que o em­pre­en­di­men­to irá ge­rar cer­ca de 120 no­vas po­si­ções de tra­ba­lho, di­re­tas e

in­di­re­tas e, mui­tos dos pro­du­tos uti­li­za­dos no ho­tel, se­rão ad­qui­ri­dos de for­ne­ce­do­res lo­cais. “Nos­sa in­ten­ção é sem­pre com­prar de em­pre­sas lo­ca­li­za­das em um raio de 50 km do em­pre­en­di­men­to, uma vez que es­te­jam de acor­do com o nos­so pa­drão de qua­li­da­de. Além dis­so, te­mos um pro­gra­ma de ca­pa­ci­ta­ção pro­fis­si­o­nal pa­ra to­dos os co­la­bo­ra­do­res de nos­sas uni­da­des. As­sim, acre­di­to que es­ta­re­mos sem­pre em sin­to­nia com a co­mu­ni­da­de lo­cal”.

No­bi­le Ho­téis comemora seu de­sem­pe­nho e anun­cia no­vas aber­tu­ras

Em dez anos de atu­a­ção no mer­ca­do bra­si­lei­ro, a No­bi­le Ho­téis ocu­pa a 3ª po­si­ção no ran­king das 50 mai­o­res ca­dei­as e ad­mi­nis­tra­do­ras ho­te­lei­ras do Bra­sil. Além dis­so, uma de su­as mar­cas, a No­bi­le Suí­tes, es­tá en­tre as Top Ten Brands do mer­ca­do bra­si­lei­ro, se­gun­do o re­la­tó­rio “Ho­te­la­ria em Nú­me­ros 2018” da Jo­nes Lang LaSal­le.

O gru­po No­bi­le ope­ra em to­das as re­giões do país es­tan­do pre­sen­te em 32 ci­da­des de 16 es­ta­dos, e pos­suin­do em seu port­fó­lio 54 em­pre­en­di­men­tos sob ad­mi­nis­tra­ção, den­tre eles: ho­téis, apart ho­téis, con­do-ho­téis e long stays. A com­pa­nhia co­mer­ci­a­li­za um in­ven­tá­rio de mais de 11 mil quar­tos e pos­suin­do 14 mar­cas ho­te­lei­ras pró­pri­as, além de fran­que­ar mar­cas na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais. O fa­tu­ra­men­to da re­de em 2017 foi de R$ 264 mi­lhões, e a pre­vi­são é fe­char 2018 com fa­tu­ra­men­to aci­ma de R$ 320 mi­lhões.

Ao lon­go dos pró­xi­mos cin­co anos, a me­ta é atin­gir a mar­ca de 100 ho­téis. Ape­sar das re­giões Nor­te, Nor­des­te e Cen­tro Oes­te es­ta­rem no ra­dar da em­pre­sa, os no­vos al­vos da com­pa­nhia

es­tão nas re­giões Sul e Su­des­te, on­de o gru­po vem apre­sen­tan­do gran­de ex­pan­são. Ra­fa­el Gu­as­pa­ri, Di­re­tor Sê­ni­or de De­sen­vol­vi­men­to, adi­an­ta que, ao in­gres­sar na No­bi­le, um dos de­sa­fi­os lan­ça­dos pe­lo Fun­da­dor & Pre­si­den­te do gru­po, Ro­ber­to Ber­ti­no, es­tá sen­do cum­pri­do: “va­mos fa­zer em cin­co anos o que foi re­a­li­za­do em dez anos”. A pro­je­ção da área de de­sen­vol­vi­men­to é in­cor­po­rar ao port­fó­lio da com­pa­nhia 50 no­vos ho­téis nes­te pe­río­do.

Gu­as­pa­ri ex­pli­ca: “mi­nha de­ci­são de in­gres­sar na No­bi­le se deu pe­lo fa­to da em­pre­sa ser atu­al­men­te a mais pro­cu­ra­da por in­ves­ti­do­res e in­cor­po­ra­do­res, no que tan­ge às no­vas con­tra­ta­ções e con­ver­sões. A pre­o­cu­pa­ção em pro­por­ci­o­nar ren­ta­bi­li­da­de men­sal aos in­ves­ti­do­res, e va­lo­ri­zar pa­tri­mo­ni­al­men­te os em­pre­en­di­men­tos sob nos­sa ad­mi­nis­tra­ção e fran­quia são al­guns dos se­gre­dos da re­de pa­ra ob­ter es­te cres­ci­men­to no mer­ca­do na­ci­o­nal, ago­ra já par­tin­do pa­ra ou­tros des­ti­nos na Amé­ri­ca do Sul”.

O Exe­cu­ti­vo afir­ma que sua me­ta era agre­gar em seu pri­mei­ro ano de atu­a­ção 1.600 no­vos quar­tos, mas que, atu­al­men­te, em dez me­ses na com­pa­nhia, a re­de supera es­ses nú­me­ros em qua­se 25%. “De­pois do ano de 2017, que foi recorde pa­ra com­pa­nhia, on­de fo­ram ne­go­ci­a­dos 23 no­vos con­tra­tos, 2018 tam­bém su­pe­rou nos­sas ex­pec­ta­ti­vas, pois já fo­ram in­cor­po­ra­dos ao port­fó­lio da re­de 13 no­vos ho­téis num to­tal de 1.977 apar­ta­men­tos. Até o fi­nal des­te ano mais qua­tro ho­téis de­vem ser in­cor­po­ra­dos e de­ve­mos ter­mi­nar o ano com mais 17 no­vos ho­téis e 2.470 no­vas uni­da­des ha­bi­ta­ci­o­nais no port­fó­lio do gru­po. Des­ses em­pre­en­di­men­tos ci­ta­dos, três abri­rão ano que vem e um em 2020” com­ple­ta Gu­as­pa­ri.

Ro­ber­to Ber­ti­no, Fun­da­dor & Pre­si­den­te do gru­po No­bi­le, comemora os bons re­sul­ta­dos. “Es­ta­mos or­gu­lho­sos com as con­quis­tas au­fe­ri­das nes­ses 10 anos e con­vic­tos de que mui­to te­mos

por con­quis­tar. Nos­sos co­la­bo­ra­do­res es­tão no cen­tro da es­tra­té­gia da com­pa­nhia. Bus­ca­mos ter em nos­sos em­pre­en­di­men­tos as pes­so­as cer­tas, co­lo­can­do-as nos lu­ga­res cer­tos. Quan­do cui­da­mos bem dos nos­sos co­la­bo­ra­do­res, eles cui­dam bem dos nos­sos cli­en­tes”.

Chi­e­ko Ao­ki Ma­na­ge­ment Group lan­ça no­vo ser­vi­ço

O Chi­e­ko Ao­ki Ma­na­ge­ment Group, por meio de sua em­pre­sa CP, lan­çou um no­vo ser­vi­ço des­ti­na­do a ho­téis na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais. O ob­je­ti­vo do gru­po é dis­po­ni­bi­li­zar, a uni­da­des in­de­pen­den­tes e gru­pos ho­te­lei­ros, a dis­se­mi­na­ção de su­as mar­cas no mer­ca­do de vi­a­jan­tes do Bra­sil, com aces­so aos prin­ci­pais seg­men­tos de ne­gó­ci­os emis­so­res, ges­tão de múl­ti­plos ca­nais e re­du­ção de cus­tos.

A Pre­si­den­te do Gru­po, Chi­e­ko Ao­ki, afir­ma: “a con­so­li­da­ção des­te no­vo ser­vi­ço se­rá pos­sí­vel es­pe­ci­al­men­te pe­la nos­sa gran­de pe­ne­tra­ção no mer­ca­do cor­po­ra­ti­vo, co­mo foi pu­bli­ca­do re­cen­te­men­te em re­la­tó­rio da ABRACORP As­so­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Agên­ci­as de Vi­a­gens Cor­po­ra­ti­vas -, que mos­tra cres­ci­men­to de 41,1% em ven­das de nos­sos ho­téis no se­gun­do tri­mes­tre do ano em re­la­ção ao mes­mo pe­río­do em 2017. Po­de­mos as­sim for­ne­cer um ser­vi­ço mui­to im­por­tan­te pa­ra os ho­téis, com qua­li­da­de e re­sul­ta­dos con­cre­tos”.

Se­te em­pre­en­di­men­tos já fir­ma­ram con­tra­to – e ou­tros 34 es­tão em ne­go­ci­a­ção – com o Chi­e­ko Ao­ki Ma­na­ge­ment Group pa­ra o no­vo ser­vi­ço, en­tre eles qua­tro do Wyndham Ho­tel Group lo­ca­li­za­dos no Uru­guai, sen­do eles: Dazz­ler by Wyndham Co­lo­nia, na Co­lo­nia del Sa­cra­men­to; Dazz­ler by Wyndham Mon­te­vi­deo,

em Mon­te­vi­déu; Es­plen­dor by Wyndham Mon­te­vi­deo Pun­ta Car­re­tas, em Mon­te­vi­déu e Es­plen­dor by Wyndham Mon­te­vi­deo Cer­van­tes, em Mon­te­vi­déu.

Em­pre­en­di­men­tos no Bra­sil

Ati­baia Re­si­den­ce Ho­tel & Re­sort, em Ati­baia, São Pau­lo; Cen­tro de Con­ven­ções Vi­tó­ria – Gru­po Nef­fa, em Vi­tó­ria, no Es­pi­ri­to San­to e em Salto Pla­za Ho­tel, em Salto, São Pau­lo.

O no­vo ser­vi­ço tem fo­co em três fren­tes: con­sul­to­ria comercial, dis­tri­bui­ção ho­te­lei­ra e re­pre­sen­ta­ção nos prin­ci­pais mer­ca­dos emis­so­res, e cen­tral de re­ser­vas. Den­tre as ações que já es­tão em de­sen­vol­vi­men­to en­con­tram­se a cap­ta­ção de re­ser­vas in­di­vi­du­ais e de gru­pos, vi­si­tas a cli­en­tes de to­do o Bra­sil, par­ti­ci­pa­ção em even­tos com po­ten­ci­al de ven­das e apre­sen­ta­ção às em­pre­sas cli­en­tes da Blue Tree Ho­tels.

Re­de Vi­ven­ce Ho­téis & Re­sorts comemora 10 anos

A Vi­ven­ce Ho­téis & Re­sorts com­ple­tou 10 anos no dia 20 de novembro e, co­mo for­ma de ce­le­brar, as­si­nou mais um con­tra­to de ad­mi­nis­tra­ção ho­te­lei­ra no es­ta­do de Goiás. Se­rá um des­ti­no de la­zer, com flu­xo tu­rís­ti­co gas­tronô­mi­co e de eco­tu­ris­mo. A Di­re­to­ra Ope­ra­ci­o­nal, Comercial, Mar­ke­ting e Ex­pan­são da Vi­ven­ce Ho­téis & Re­sorts, Va­nes­sa Pires Mo­ra­les afir­ma: “Nos­sa mis­são é pro­por­ci­o­nar as me­lho­res ex­pe­ri­ên­ci­as em nos­sos ho­téis aos hós­pe­des com uma es­tru­tu­ra de ex­tre­mo con­for­to e equi­pe aco­lhe­do­ra”. Va­nes­sa tam­bém res­sal­ta sua pre­o­cu­pa­ção em apre­sen­tar o la­do cul­tu­ral e gas­tronô­mi­co de vá­ri­as re­giões do mun­do aos hós­pe­des.

Além de tu­do, há uma inau­gu­ra­ção pre­vis­ta pa­ra ja­nei­ro de 2019, o Vi­ven­ce Suí­tes Ho­tel Pal­mas, com lo­ca­li­za­ção pri­vi­le­gi­a­da. Va­nes­sa anun­cia ain­da que o Fi­li­gra­na Res­tau­ran­te se­rá uma gran­de apos­ta do ho­tel pa­ra os mo­ra­do­res da ci­da­de. Aten­den­do às ten­dên­ci­as do mer­ca­do e ne­ces­si­da­des de ca­da in­ves­ti­dor, a Vi­ven­ce Ho­téis & Re­sorts aca­ba de lan­çar mó­du­los de mar­ke­ting, comercial, ope­ra­ci­o­nal e fi­nan­cei­ro vi­san­do aten­der ca­da ca­so pon­tu­al­men­te. “Fle­xi­bi­li­da­de é a pa­la­vra da vez. Se o in­ves­ti­dor bus­ca apoio e for­ça pa­ra seu de­par­ta­men­to comercial ou mar­ke­ting ou ope­ra­ci­o­nal ou fi­nan­cei­ro, es­ta­re­mos lá pa­ra apli­car as me­lho­res prá­ti­cas e en­tre­gar os me­lho­res re­sul­ta­dos”, afir­ma Va­nes­sa.

Atlan­ti­ca Ho­tels con­ver­teu ho­tel em São Pau­lo

A ad­mi­nis­tra­do­ra mul­ti­mar­cas as­su­miu a ad­mi­nis­tra­ção do em­pre­en­di­men­to que ope­ra­va com a mar­ca Gol­den Tu­lip Jar­dins, lo­ca­li­za­do na Ala­me­da Lo­re­na, 360, no bair­ro pau­lis­ta­no dos Jar­dins. O ho­tel, que pas­sou a ope­rar com a ban­dei­ra Qu­a­lity, con­ta com 214 apar­ta­men­tos, com me­tra­gens que va­ri­am en­tre 32 m² e 35 m². De acor­do com Ricardo Blu­vol, VP de

De­sen­vol­vi­men­to da Atlan­ti­ca, a adi­ção de mais um ho­tel na re­gião da Ave­ni­da Pau­lis­ta faz par­te da es­tra­té­gia de ex­pan­são da re­de na ci­da­de de São Pau­lo. “Com es­te con­tra­to, re­for­ça­mos a con­so­li­da­ção da re­de na ca­pi­tal pau­lis­ta, que con­ta, ago­ra, com 13 em­pre­en­di­men­tos, cu­ja ofer­ta ul­tra­pas­sa 2.200 apar­ta­men­tos”, de­cla­ra o Exe­cu­ti­vo. O Qu­a­lity Pau­lis­ta São Pau­lo ofe­re­ce di­ver­sas co­mo­di­da­des, co­mo fitness cen­ter, pis­ci­nas, sau­nas se­ca e a va­por, res­tau­ran­te, seis sa­las de reu­niões, loun­ge-bar e es­ta­ci­o­na­men­to.

Ac­corHo­tels e Al­ge­ci­ras com­ple­tam com­pra da At­ton Ho­te­les

No dia 12 de novembro, a Ac­corHo­tels e a Al­ge­ci­ras com­ple­ta­ram a ne­go­ci­a­ção da com­pra da ca­deia ho­te­lei­ra chi­le­na At­ton. A tran­sa­ção foi apro­va­da pe­lo ór­gão fis­cal do Chi­le, que au­to­ri­zou a ne­go­ci­a­ção dos 13 ho­téis ope­ra­dos pe­la At­ton pre­sen­tes no Chi­le, Pe­ru, Colôm­bia e Fló­ri­da, nos Es­ta­do Uni­dos, que pas­sam a fa­zer par­te do port­fó­lio da re­de Ac­corHo­tels.

O CEO Ac­corHo­tels pa­ra a Amé­ri­ca do Sul, Pa­trick Mendes vi­a­jou ao Chi­le es­pe­ci­al­men­te pa­ra con­cre­ti­zar es­ta im­por­tan­te eta­pa na his­tó­ria da em­pre­sa na re­gião. “Com o port­fó­lio da At­ton, com­ple­men­ta­re­mos nos­sa ofer­ta pa­ra cli­en­tes e as­so­ci­a­dos do nos­so pro­gra­ma de fi­de­li­da­de LeCLub Ac­corHo­tels e che­ga­re­mos mais rá­pi­do em nos­sa me­ta de ope­rar 650 ho­téis na Amé­ri­ca do Sul até 2022. Qu­e­re­mos que to­dos os co­la­bo­ra­do­res At­ton sin­tam-se bem-vin­dos em fa­zer ago­ra par­te da Ac­corHo­tels”, afir­ma Mendes.

O Chi­le tor­na-se o mai­or país em ope­ra­ção da Ac­corHo­tels após o Bra­sil com es­ta aqui­si­ção. A par­tir de ago­ra a re­de pas­sa a ter seu es­cri­tó­rio re­gi­o­nal his­pâ­ni­co em San­ti­a­go, li­de­ra­do por Franck Pru­vost, COO Mids­ca­le & Eco­nomy Ac­corHo­tels pa­ra paí­ses his­pâ­ni­cos. “Es­tou mui­to mo­ti­va­do com es­te de­sa­fio de in­te­grar as equi­pes e fa­zer des­te pro­je­to um su­ces­so pa­ra a re­gião”.

Re­de Othon fe­cha as uni­da­des de Be­lo Ho­ri­zon­te e Sal­va­dor

Quem pas­sa pe­la mo­vi­men­ta­da ave­ni­da Afon­so Pe­na, em Be­lo Ho­ri­zon­te, ou pe­la ave­ni­da On­di­na, em Sal­va­dor, no­ta­rá ce­nas di­fe­ren­tes em fren­te ao par­que mu­ni­ci­pal ou no ca­mi­nho que vai pa­ra o Fa­rol da Bar­ra. O ho­tel Be­lo Ho­ri­zon­te Othon Pa­la­ce, que fun­ci­o­na­va des­de a dé­ca­da de 70, es­tá fe­cha­do. As­sim co­mo o Bahia Othon Pa­la­ce, lo­ca­li­za­do na ave­ni­da On­di­na, pas­sa­gem pa­ra os tri­os elé­tri­cos no Car­na­val de Sal­va­dor. O en­cer­ra­men­to das ati­vi­da­des foi uma de­ci­são to­ma­da pe­la di­re­to­ria da re­de Othon em novembro e pe­gou o mer­ca­do ho­te­lei­ro de sur­pre­sa, pois os em­pre­en­di­men­tos re­pre­sen­tam dois íco­nes de hos­pe­da­gem no Bra­sil.

A re­de não in­for­mou o mo­ti­vo do fe­cha­men­to, mas os re­la­tó­ri­os da em­pre­sa, que tem ca­pi­tal aber­to, apon­tam que o Othon te­ve um pre­juí­zo de R$ 40 mi­lhões em 2017. Se­gun­do in­di­ca­do­res do mer­ca­do, ao to­do, a re­de Othon tem um pas­si­vo de R$ 527,1 mi­lhões, prin­ci­pal­men­te de tri­bu­tos. Em Sal­va­dor, o fe­cha­men­to do ho­tel re­pre­sen­tou a per­da de 240 em­pre­gos e em Be­lo Ho­ri­zon­te, 170 fun­ci­o­ná­ri­os fo­ram de­mi­ti­dos.

Os apar­ta­men­tos fo­ram re­pa­gi­na­dos e ga­nha­ram, en­tre ou­tros itens, en­xo­val ho­te­lei­ro

No­bi­le Suí­tes Ma­rin­gá, umas das re­cen­tes aber­tu­ras da No­bi­le Ho­téis

Fa­cha­da do Qu­a­lity Pau­lis­ta São Pau­lo

As Di­re­to­ras Va­nes­sa Pires Mo­ra­les e Jor­da­na Pires Mo­ra­les

O Bahia Othon Pa­la­ce, íco­ne de hos­pe­da­gem, foi fe­cha­do

An­drés So­la­ri (CEO Al­ge­ci­ras) e Pa­trick Mendes (CEO Ac­corHo­tels Amé­ri­ca do Sul)

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.