O TA­MA­NHO DO CAOS NO BRA­SIL

ISTO É Dinheiro - - SUSTENTABILIDADE -

En­tre 2016 e 2017, o Bra­sil re­gis­trou 15 mi­lhões de pes­so­as con­si­de­ra­das po­bres pelo cri­té­rio do Ban­co Mun­di­al – renda de até US$ 1,90 (R$ 7,30) por dia –, um aumento de 11% de um ano para o ou­tro. O avan­ço no în­di­ce acom­pa­nha uma ten­dên­cia que vem sen­do ve­ri­fi­ca­da no Paîs des­de 2015 Pe­la pri­mei­ra vez em 23 anos, a renda das mu­lhe­res caiu em re­la­ção à dos ho­mens. Em 2016, elas ga­nha­vam 72% do sa­lá­rio de­les, mas es­se per­cen­tu­al re­cu­ou para 70% no úl­ti­mo ano. Em 2017, a renda mé­dia das mu­lhe­res foi de R$ 1.798,72, en­quan­to a dos ho­mens era de R$ 2.578,15 A de­si­gual­da­de de renda en­tre ne­gros e bran­cos, que vi­nha di­mi­nuin­do, tam­bém au­men­tou de 43% para 47%. No úl­ti­mo ano, o ren­di­men­to mé­dio dos ne­gros foi de R$ 1.545,30, en­quan­to o dos bran­cos che­gou a R$ 2.924,31

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.