A FU­GA DE WEIN­TRAUB

ISTO É - - BRASIL/CRISE MINISTERIA­L -

Abraham Wein­traub não po­de­ria dei­xar o car­go sem um ras­tro de con­fu­são. O ex-mi­nis­tro, que es­tá sob in­ves­ti­ga­ção do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral (STF) no inqué­ri­to que apu­ra ata­ques con­tra a ins­ti­tui­ção e de­cla­rou que te­mia ser pre­so, saiu do Bra­sil na ca­la­da da noi­te e apa­re­ceu com a fa­mí­lia em Mi­a­mi no sá­ba­do 20, on­de aguar­da a no­me­a­ção pa­ra a di­re­to­ria-exe­cu­ti­va do Ban­co Mun­di­al, car­go pro­me­ti­do pa­ra ele por Bol­so­na­ro. A va­ga es­tá ga­ran­ti­da pa­ra Wein­traub pe­lo me­nos até ou­tu­bro, mas, na quar­ta-fei­ra 24, a as­so­ci­a­ção de fun­ci­o­ná­ri­os do ban­co en­vi­ou uma car­ta ao co­mi­tê de éti­ca em que pe­de a sus­pen­são de sua in­di­ca­ção. Os mem­bros do ban­co de­nun­ci­am sua po­si­ção con­trá­ria aos di­rei­tos das mi­no­ri­as e os ata­ques à Chi­na. Ri­go­ro­sa­men­te, Wein­traub não po­de­ria ter dei­xa­do o País de­pois de de­mi­ti­do, pois per­deu o di­rei­to ao pas­sa­por­te di­plo­má­ti­co. Tam­bém não po­de­ria en­trar nos Es­ta­dos Uni­dos co­mo um ci­da­dão co­mum por cau­sa das res­tri­ções de vi­a­gens em ra­zão da pan­de­mia. Pa­ra con­tor­nar a si­tu­a­ção, o go­ver­no só o exo­ne­rou de­pois de sua vi­a­gem. Em­bo­ra ele te­nha si­do de­mi­ti­do na sex­ta-fei­ra 19, a exo­ne­ra­ção foi pu­bli­ca­da em uma edi­ção ex­tra do Diá­rio Ofi­ci­al da União (DOU) no sá­ba­do. Na ter­ça-fei­ra 23, Bol­so­na­ro pu­bli­cou uma re­ti­fi­ca­ção no DOU em que al­te­rou a exo­ne­ra­ção pa­ra sex­ta­fei­ra 19. O TCU con­si­de­ra a pos­si­bi­li­da­de de frau­de no pro­ces­so.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.