COM­POR­TA­MEN­TO

ISTO É - - CARTAS -

Pa­ra al­gu­mas pes­so­as, a qua­ren­te­na foi fé­ri­as. Mas há aque­les que cum­pri­ram as re­gras e, ago­ra, de fa­to, não su­por­tam mais fi­car en­tre qua­tro pa­re­des. “As pes­so­as vão ao cam­po e às prai­as” (ISTOÉ 2633)

Ma­ria Eli­za­be­te San­tos

Rio do Ja­nei­ro – RJ

Aguen­ta­mos o quan­to pu­de­mos e, se for pre­ci­so, va­mos nos man­ter no iso­la­men­to e dis­tan­ci­a­men­to so­ci­al. Mas é im­pos­sí­vel não sair um pou­co pa­ra res­pi­rar.

Lui­za Da­rel­li

São Pau­lo – SP

Na mi­nha opi­nião, se to­dos os cui­da­dos e as re­co­men­da­ções da Or­ga­ni­za­ção Mun­di­al da Saú­de fo­rem res­pei­ta­dos não há ris­co pa­ra aque­les que cum­prem o dis­tan­ci­a­men­to e não aguen­tam mais.

Gilson Her­mann Kro­eff

Por­to Ale­gre — RS

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.