ISTO É : 2020-07-02

CULTURA : 61 : 61

CULTURA

] ] ] ] ] ] ] ] ] ] Estratégia de ataque simultâneo em diversas frentes, com tanques e bombardeio­s aéreos, é o coração da máquina de guerra alemã A Inglaterra é duramente bombardead­a, mas a Força Aérea Real derrota a aviação alemã, a Luftwaffe, e impede a invasão A SEGUNDA GUERRA EM 10 MOMENTOS [1 [2 [3 [4 [5 [6 [7 [8 [9 [10 Blitzkrieg (Guerra-Relâmpago) A Batalha da Inglaterra Pearl Harbor O audacioso ataque japonês à base de Pearl Harbor incendeia o Pacífico e obriga os EUA a entrarem no conflito Em um confronto naval decisivo, os EUA derrotam a marinha japonesa nas ilhas Midway, meio do caminho entre EUA e Japão Em uma batalha sangrenta, a guerrilha soviética protege a cidade e estende o confronto até a chegada do inverno Batalha de Midway Cerco a Stalingrad­o Dia D A maior invasão marítima da história atravessa o Canal da Mancha e garante uma base aliada no continente europeu Stevens nunca mais filmou uma comédia em sua vida. Após ser designado para filmar a libertação do campo de concentraç­ão de Dachau e os horrores do Holocausto, jamais encontrou inspiração para sorrir novamente. Se Wyler filmou cenas aéreas e Capra produziu relatos inspirador­es, coube a George Stevens e John Ford filmarem o maior acontecime­nto isolado do conflito: o Dia D. As cenas foram tão impactante­s, com tantas baixas americanas, que sua exibição ficou proibida durante décadas. Se Stevens cobriu a maior atrocidade da guerra, os campos de concentraç­ão, coube a ele também filmar a mais bela de todas as cenas: a rendição dos nazistas na França e a libertação de Paris, onde as tropas aliadas e o general Charles De Gaulle foram recebidas pelo povo francês em meio à festa na mais bela das capitais europeias. Apesar do impacto que a guerra teve sobre esses cineastas, ainda assim eles tiveram mais sorte do que muitos integrante­s de suas equipes. Ao todo, mais de uma dezena de cinegrafis­tas morreram em combate enquanto trabalhava­m. As imagens históricas desses corajosos profission­ais, porém, nos ajudam a compreende­r melhor as histórias do conflito nos dias de hoje, 75 anos depois de registrare­m o seu fim. Batalha do Bulge Hitler contra-ataca as forças aliadas após o desembarqu­e na Normandia no Dia D, mas seu fracasso enfraquece a Alemanha Bombardeio de Dresden Para tentar forçar a rendição, os aliados bombardeia­m a cidade alemã, gerando críticas pelo grande número de civis mortos Holocausto Tropas americanas chegam a Buchenwald e expõem ao mundo os horrores dos campos de concentraç­ão Hiroshima e Nagasaki Para evitar um grande número de baixas em uma invasão terrestre, os EUA lançam bombas atômicas contra o Japão 61 FOTOS: REPRODUçãO; DIVULGAçãO

© PressReader. All rights reserved.