EXCELENTÍSSIMOS FALTOSOS

Par­la­men­ta­res bai­a­nos dis­pu­tam para ver quem é o mais au­sen­te da As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va e fa­zem de con­ta que tra­ba­lham

Jornal da Metrópole - - Política - Fo­tos Tá­cio Mo­rei­ra Tex­to Ale­xan­dre Gal­vão ale­xan­dre.gal­[email protected]­tro1.com.br

Mais um ano que vai che­gan­do ao fim e o ci­da­dão se per­gun­ta: “se­rá que os de­pu­ta­dos fo­ram tra­ba­lhar to­dos os di­as?”. Pois é. Um le­van­ta­men­to do

Jor­nal da Me­tró­po­le mos­tra que não. Dos 63 de­pu­ta­dos es­ta­du­ais, por exem­plo, só dois não fal­ta­ram em ne­nhu­ma das 93 ses­sões: Da­vid Ri­os e Carlos Geil­son fo­ram a to­das da Ca­sa.

As fal­tas fo­ram po­ten­ci­a­li­za­das pe­lo ano elei­to­ral. Atrás de vo­tos, qua­se to­dos os de­pu­ta­dos pre­fe­ri­ram fa­zer cam­pa­nha in­vés de ba­ter pon­to. Na As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va da Bahia (AL-BA), po­rém, quem fal­ta, tem o sa­lá­rio des­con­ta­do. O lí­der De fal­tas na Ca­sa é Pau­lo Câ­me­ra (PDT), com 59 au­sên­ci­as. Nos bas­ti­do­res, co­men­ta-se que o par­la­men­tar es­tá com uma gra­ve do­en­ça, mas, não pe­diu para se au­sen­tar do car­go ou apre­sen­tou ates­ta­do. O se­gun­do que mais fal­tou é Ro­bi­nho (PP), que dei­xou de ir para 40 ses­sões or­di­ná­ri­as. O ran­king da ver­go­nha é com­pos­to ain­da por Zó (PC­doB), que não foi à AL-BA em 35 opor­tu­ni­da­des.

As fal­tas fo­ram po­ten­ci­a­li­za­das pe­lo ano elei­to­ral

San­dra tra­vas­sos/al­ba

Elei­ção fez o ple­ná­rio da As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va da Bahia fi­car as­sim: va­zio; de­pu­ta­dos faltosos ti­ve­ram sa­lá­ri­os des­con­ta­dos

De­pu­ta­do Pau­lo Câ­me­ra li­de­rou as fal­tas des­de 2014; co­le­gas di­zem que ele es­tá do­en­te

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.