‘NÃO TEM PE­RI­GO DE GOL­PE’, DIZ EXSENADOR SO­BRE GO­VER­NO BOL­SO­NA­RO

Par­la­men­tar até 2015, o po­lí­ti­co gaú­cho fez uma ava­li­a­ção do fu­tu­ro go­ver­no, que já con­ta com seis mi­li­ta­res no al­to es­ca­lão dos mi­nis­té­ri­os

Jornal da Metrópole - - Entrevista - Fo­to Tá­cio Mo­rei­ra

Ex-se­na­dor pe­lo Rio Gran­de do Sul, Pedro Si­mon afir­mou que não há ris­co de um gol­pe mi­li­tar com a escolha de ge­ne­rais do Exér­ci­to para mi­nis­té­ri­os no go­ver­no de Jair Bol­so­na­ro (PSL). Em en­tre­vis­ta à Rá­dio Me­tró­po­le, du­ran­te o Jor­nal da Bahia No Ar, o ex-par­la­men­tar afir­mou que os mi­li­ta­res apre­sen­tam cur­rí­cu­los di­fe­ren­tes dos mem­bros das For­ças Ar­ma­das que es­ta­vam no po­der em 1964.

“Es­ses mi­li­ta­res têm origens di­fe­ren­tes. Des­de o Gol­bery, pas­san­do por to­dos os ou­tros, eram ge­ne­rais com­pro­me­ti­do com o gol­pe. Ago­ra são ge­ne­rais es­pe­ci­a­li­za­dos em re­a­li­za­ções. Eles vão que­rer um go­ver­no for­te, fir­me, que te­nham res­pei­to do po­vo”, de­cla­rou Si­mon.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.