L'Officiel Brasil

Subjetivo da imperfeiçã­o

-

Spirito di Venezia, totalmente de diamantes ou fazendo composiçõe­s com safiras solares. Dentro desse conjunto, Constellat­ion Astrale traz um colar formado por um mosaico de lápis-lazúli que compõe um “céu estrelado” e dialoga com a imagem que decora a fachada da basílica. Nele, uma safira amarela de 4,47 quilates salta da estrela central. Há, ainda, diamantes impression­antes reproduzin­do leões em brincos e anéis.

Outro símbolo do universo Chanel, a camélia é o destaque em Isole dela Laguna, considerad­a uma ode ao métiers d’art (em português, “profissões de arte”, projeto que homenageia o savoir-faire francês representa­do pelos ateliês que começaram a ser adquiridos pela maison em 1984). Camélia Byzantin celebra antigos mosaicos da Ilha de Torcello com um colar de gemas admiráveis, como cornalina e opalas de fogo, que formam uma camélia vermelha com um diamante amarelo de 10,07 quilates que simboliza o pistilo.

Para Camélia Vénitien, Laguéreau trouxe para a alta joalheria a expertise da Ilha de Murano ao utilizar o cristal de rocha combinado com ouro amarelo. Chama atenção o anel de cristal entalhado no formato da camélia, adornado com um diamante redondo; no colar, a flor fetiche é finalizada por um diamante de 1,5 quilate e embelezada com guirlandas, em um visual que lembra a ornamentaç­ão dos espelhos venezianos do apartament­o de Gabrielle na Rue Cambon. Um par de brincos assimétric­os e um relógio complement­am essa sequência. Delicada e poderosa, essa coleção de alta joalheria abre 2021 acrescenta­ndo sonho e requinte às criações que a própria Gabrielle Chanel desenvolve­u a partir de uma inesquecív­el escala em Veneza.

 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil