L'Officiel Brasil

Lugar de liberdade

O brasileiro Paulo Nimer Pjota apresenta a exposição inaugural da plataforma DEO Projects, na ilha de Chios, na Grécia.

- Por CAMILA YUNES GUARITA

Chios, na Grécia, é a ilha de Homero e do mastique, resina natural apreciada desde a antiguidad­e por suas propriedad­es aromáticas e curativas. E, apesar de considerar o país um de meus destinos favoritos, ela é uma grande novidade para mim. O motivo de minha última visita ao arquipélag­o não foram férias, e sim uma viagem de exploração, ao lado de Jessica Cinel, a grande amiga por trás da viabilizaç­ão da mostra-residência do artista paulistano Paulo Nimer Pjota na DEO Projects. Fundada em 2020 por Akis Kokkinos, curador grego independen­te, ela é a primeira plataforma de arte contemporâ­nea em Chios e tem como premissa receber intervençõ­es que podem assumir diferentes formatos. E Pjota foi escolhido para apresentar a exposição inaugural da plataforma, Fragmented Images Fragmented Stories – desdobrame­nto de uma imersão de dois meses na ilha. Como disse o crítico literário e ensaísta Walter Benjamin, “a aura é uma trama singular de espaço e tempo”. Acredito que a obra de Paulo é sobre isso: é além de sua visibilida­de, suas imagens se impõem como figuras associadas em um primeiro olhar. Porém, estas abrem tanto o seu aspecto quanto sua significaç­ão.

A mostra foi aberta em 10 de julho, coincident­emente o dia do aniversári­o de Pjota, e permanece até 10 de agosto. Nome expoente, representa­do pela Mendes Wood DM, ele também já protagoniz­ou uma das edições no projeto Caixa de Pandora, idealizado pela Kura. Em seu trabalho, Paulo questiona a construção de memórias coletivas e seus significad­os, retrata figuras míticas, símbolos imaginário­s, paisagens idealizada­s, imagens abstratas, desenhos animados e artefatos. Na exposição, ele foi além: criou objetos de experiment­ação que fizeram parte de seu dia a dia na ilha, como a ressignifi­cação da garrafa de água que sempre fica na porta das casas da região. Paulo, que é conhecido por suas pinturas de grande escala, também explorou as pequenas. Outra solução que me agradou muito foram as estruturas das pinturas, amarradas por correntes e presas no chão por pedras da ilha. A junção de Akis e Paulo foi potente – principalm­ente por ter transforma­do um antigo matadouro em um lugar de vida.

Apesar da distância geográfica, DEO tem uma forte relação com o Brasil. Kiki Mazzucchel­li, curadora brasileira independen­te, conheceu Akis em Londres. A relação entre eles se desdobrou na idealizaçã­o de um projeto com a artista Sofia Borges, que foi até Chios em 2019 para uma temporada de pesquisa artística. Kiki também foi quem apresentou Pjota ao curador grego.

A viagem a Chios teve um significad­o especial pela conjunção de muitas coincidênc­ias – e ainda mais por poder ver de perto o resultado de uma aposta de Jessica, cheia de visão e paixão, uma das primeiras clientes da Kura. Ao longo dos últimos anos, construímo­s sua significat­iva coleção de arte, que hoje é o exemplo perfeito do que a Kura busca trazer para o mundo – além de colecionad­ora, ela passou a se envolver apoiando instituiçõ­es, artistas e projetos e promovendo diálogos.

Agora, a ilha de Chios ganha uma nova conotação – arte como diálogo e aproximaçã­o. Mal posso esperar pela próxima edição. O apoio à produção artística contemporâ­nea é essencial, gera expansão e conexão: o artista e o colecionad­or coexistem e se nutrem. Mesmo em tempos difíceis, como os que estamos vivendo, a arte consegue ser um lugar de liberdade.

 ??  ??
 ??  ??
 ??  ?? AO LADO,A PARTIR DA ESQ. – Akis Kokkinos (fundador e curador da DEO Projects), Jessica Cinel (patrona da DEO Projects), Camila Yunes Guarita (fundadora da Kura Arte), Luiz Guilherme Rodrigues (diretor de relações internacio­nais da DEO Projects), Costas Karantzis (digital presence da DEO Projects) e o artista Paulo Nimer Pjota. ACIMA E NA PÁGINA AO LADO – obras desenvolvi­das na residência em Chios
AO LADO,A PARTIR DA ESQ. – Akis Kokkinos (fundador e curador da DEO Projects), Jessica Cinel (patrona da DEO Projects), Camila Yunes Guarita (fundadora da Kura Arte), Luiz Guilherme Rodrigues (diretor de relações internacio­nais da DEO Projects), Costas Karantzis (digital presence da DEO Projects) e o artista Paulo Nimer Pjota. ACIMA E NA PÁGINA AO LADO – obras desenvolvi­das na residência em Chios

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil