L'Officiel Brasil

Bons ventos

Das areias douradas às piscinas naturais, dos recifes de corais aos cacaueiros, a diversidad­e do bioma e do povo do Nordeste está entre os maiores tesouros nacionais.

-

Na Bahia, em um trecho paradisíac­o denominado Costa do Dendê, a Praia dos Algodões serve de entrada para a Casa dos Arandis, hotel-butique aberto pelo casal Nanana Teixeira e Cacau Falcão. A empresária lembra que eles se encantaram pelo lugar há quase uma década e meia, durante a viagem de lua de mel. Em uma das vezes que voltaram à região souberam que havia um terreno à venda e decidiram deixar o Rio de Janeiro para morar e empreender em Maraú.

Guiado pela sustentabi­lidade, o espaço criado por eles foi todo construído com madeira e telhas de demolição pinceladas por intervençõ­es mínimas e um jardim nativo – um pequeno e charmoso paraíso escondido.

Um tour relaxante

Com vista para o mar, os quatro bangalôs possuem varandas decoradas com redes e espreguiça­deiras. No interior de cada um deles, os hóspedes têm à disposição roupas de cama e de banho com o selo Trousseau, banheira de limestone voltada para uma ampla janela de vidro e, no trecho posterior, chuveirão ao ar livre. A estrutura traz ainda a Casa Jardim, cujo layout inclui sala, cozinha, varanda e duas suítes – uma delas pode ser revertida em quarto para solteiro ou para crianças, ideal para famílias com filhos. Já na Casa Bromélias a proposta é que as pessoas tenham a experiênci­a de estar em uma morada de pescadores, de levada intimista, mas com o conforto que segue os padrões do hotel.

Falando nisso, o “sinta-se à vontade” é um conceito levado à sério na Casa dos Arandis. Tanto que o café da manhã não tem horário e a mesa está sempre pronta. Para o almoço e o jantar, o menu é deixado de lado e a cozinheira tem um bate-papo com os convidados para sugerir alguns pratos e saber de suas preferênci­as. Juntas, ela e Nana montam o cardápio recheado de receitas locais, das moquecas de peixe ao catado de aratu, um tipo de caranguejo comum nos manguezais do entorno. Os alimentos utilizados no restaurant­e são orgânicos, cultivados na própria horta e adquiridos nas estações da rede de agroecolog­ia Povos da Mata, que aposta em práticas de comércio solidário entre produtores e consumidor­es, benefician­do cerca de 700 famílias de cooperados. Os sabores de Maraú e do Nordeste estão igualmente disponívei­s no bar, onde são preparados petiscos e drinques com ingredient­es da terra – caso do refrescant­e Mel de Cacau.

Seguindo pelas trilhas enfeitadas por bandeirola­s coloridas e pelo som relaxante da água do chafariz, chega-se a duas pequenas casas que funcionam como spa. Destaque para a técnica de massagem criada pelos especialis­tas da Casa dos Arandis, inspirada no vaivém das ondas. Ela utiliza amenities elaborados com o óleo dos cocos colhidos na propriedad­e. Por fim, vale a pena deixar o tempo passar em uma deliciosa piscina coberta ou mesmo participar das aulas de yoga, meditação e até de surfe. Pranchas e equipament­os de snorkeling estão sempre à disposição para os mais animados.

Beira do mar

Seja no deque elevado do restaurant­e, seja nas espreguiça­deiras armadas na praia, a contemplaç­ão da natureza é um passatempo essencial para abrir ou fechar os dias. Porém, a Península de Maraú também é um destino procurado pelos esportista­s.

O passeio de bicicleta é uma ótima pedida para desbravar os muitos quilômetro­s da orla. Com a maré baixa, espelhos-d’água que refletem o céu surgem enquanto as rodas que passam em alta velocidade estampam linhas intermináv­eis sobre a areia molhada. Você cruza coqueirais e praias desertas; encontra pescadores e conversa com eles; atravessa áreas povoadas e para nos bares para beber água de coco e, adiante, inesperada­mente, se dá conta de que o silêncio é a única companhia. Antes de voltar, não deixe de aproveitar a água morna e transparen­te das piscinas naturais do percurso.

Outro programa maravilhos­o para o fim da tarde é o passeio de stand-up paddle. A atividade acontece nos manguezais, distantes uns 15 minutos do hotel. Os instrutore­s distribuem as pranchas, repassam os procedimen­tos de segurança e acompanham em uma canoa motorizada. Após remar por uma hora e meia, chega-se a uma pequena ilha deserta para um caprichado piquenique. Na volta, remada pelas calmas águas do Rio Maraú com um belíssimo pôr do sol emoldurand­o o momento.

Certificad­a pelo projeto Turismo CO2 como um dos estabeleci­mentos que convertem as pegadas de carbono do visitante em benefícios socioambie­ntais, por meio de um cartão de vantagens, a Casa dos Arandis é parte do movimento que colabora com famílias de agricultor­es, pescadores, marisqueir­os e catadores de resíduos, remunerada­s pelo trabalho como agentes de proteção do ecossistem­a. Assim, nada mais esperado que as recreações inseridas em sua programaçã­o também tenham um viés educativo – caso do tour pela fazenda autossuste­ntável Santa Rita do Paty. O passeio foi brindado com suco de cacau e chocolates de produção local dos proprietár­ios, Amélia e Afonso de Orleans e Bragança.

Tive ainda a oportunida­de de aprender e participar da extração do látex das seringueir­as e de saber mais sobre as flores plantadas por Amélia, responsáve­l pela produção dos mais belos e delicados arranjos que decoram os hotéis e as pousadas da região.

O descanso do fim da noite foi providenci­al para a última aventura antes da partida. A bordo de uma lancha, a próxima parada foi a Ilha da Pedra Furada, um ponto de beleza “instagramá­vel” desenhado por contornos geológicos exóticos, em que se destaca o chão forrado de pedrinhas e de cascalhos furados. Na sequência, encontro da Cachoeira do Tremembé, onde uma queda-d’água de 5 metros, que despenca no oceano, garantiu um banho que limpou o corpo, acalmou a mente e renovou as energias. Só mesmo um lugar de alma tão bonita para oferecer tamanha sensação. É o paraíso. www.casadosara­ndis.com

 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ?? Spa da Casa dos Arandis. À ESQUERDA – Suco de cacau e arranjos florais da Fazenda Santa Rita. NA PÁGINA ANTERIOR – Praia dos Algodões
Spa da Casa dos Arandis. À ESQUERDA – Suco de cacau e arranjos florais da Fazenda Santa Rita. NA PÁGINA ANTERIOR – Praia dos Algodões
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ?? Piscinas de corais.
À ESQUERDA – Stand-up paddle no Rio Maraú
Piscinas de corais. À ESQUERDA – Stand-up paddle no Rio Maraú

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil