Re­des so­ci­ais no tra­ba­lho

Sai­ba co­mo usá-las a fa­vor da ro­ti­na pro­fis­si­o­nal

Malu - - Mundo virtual -

Mui­tas em­pre­sas do Bra­sil e do mun­do não per­mi­tem que seus fun­ci­o­ná­ri­os uti­li­zem as re­des so­ci­ais du­ran­te o ho­rá­rio de tra­ba­lho, já que o tem­po na in­ter­net po­de atra­pa­lhar a pro­du­ti­vi­da­de. Po­rém, o uso des­sas mí­di­as po­de ser uma gran­de ali­a­da na ho­ra de oti­mi­zar a ro­ti­na pro­fis­si­o­nal. Ve­ja al­gu­mas di­cas de co­mo me­lho­rar seu desempenho pro­fis­si­o­nal com a aju­da das re­des so­ci­ais!

Co­nhe­cer o pú­bli­co

Um dos pa­péis das re­des so­ci­ais no tra­ba­lho é o mo­ni­to­ra­men­to de pú­bli­co-al­vo, prin­ci­pal­men­te no se­tor de ven­das. Es­sa ta­re­fa po­de ser fei­ta a par­tir das ava­li­a­ções que os usuá­ri­os fa­zem nas pla­ta­for­mas so­ci­ais, por meio de cur­ti­das ou co­men­tá­ri­os em fo­tos ou pos­ta­gens, por exem­plo. Além dis­so, as re­des so­ci­ais ofe­re­cem a pos­si­bi­li­da­de de mo­ni­to­rar as em­pre­sas con­cor­ren­tes, per­mi­tin­do até um es­tu­do do que fun­ci­o­na ou não pa­ra de­ter­mi­na­do pú­bli­co e em ca­da pla­ta­for­ma.

Fa­zer pro­pa­gan­da

Ou­tro re­cur­so é a pu­bli­ci­da­de, que po­de ser uma fer­ra­men­ta de di­vul­ga­ção ca­paz de atin­gir pú­bli­cos va­ri­a­dos e, se bem usa­da, apre­sen­ta re­sul­ta­dos efe­ti­vos.

Ava­li­ar can­di­da­tos

As mí­di­as so­ci­ais tam­bém po­dem aju­dar no pro­ces­so de se­le­ção e ava­li­a­ção de can­di­da­tos. Por meio de­las, os re­cru­ta­do­res co­nhe­cem mais a fun­do o per­fil dos que de­se­jam a va­ga. Po­rém, é im­por­tan­te ter mui­to cui­da­do! As re­des de­vem ser uti­li­za­das co­mo uma fer­ra­men­ta com­ple­men­tar. O re­cru­ta­dor não po­de se dei­xar fi­car de­pen­den­te de­las na ho­ra da se­le­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.