Re­la­ci­o­na­men­tos re­ais

Malu - - Índice -

Se­rá que o gran­de mes­tre Tom Jo­bim ti­nha ra­zão quan­do es­cre­veu que “é im­pos­sí­vel ser fe­liz so­zi­nho”, na can­ção Wa­ve? A mú­si­ca abor­da o amor ro­mân­ti­co que, na prá­ti­ca, nem sem­pre acon­te­ce. Eu tam­bém acre­di­to que “fun­da­men­tal é mes­mo o amor”, mas des­de que se­ja sau­dá­vel e re­cí­pro­co. Afi­nal, de que adi­an­ta ter al­guém ao seu la­do que em na­da acres­cen­ta à sua vi­da? Ou pi­or: que só te traz coi­sas ruins? Na Ma­lu, te­mos du­as es­pe­ci­a­lis­tas, Va­nes­sa Bos­so e Vir­gi­nia Mar­tin, que sem­pre abor­dam es­sa te­má­ti­ca no Pa­po de Amor e Pa­po de Mu­lher. Is­so por­que, o que qu­e­re­mos, é que vo­cê te­nha au­to­es­ti­ma e amor-pró­prio para en­ten­der que a fe­li­ci­da­de só de­pen­de de vo­cê. Ame-se! Cui­de-se! Va­lo­ri­ze-se! O res­to é con­sequên­cia. Se vo­cê se acei­ta e es­tá bem con­si­go mes­ma, vai en­ten­der que “o amor se dei­xa sur­pre­en­der”. Se­ja fe­liz in­de­pen­den­te­men­te do ou­tro! Bei­jos e boa se­ma­na!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.