Uma pau­sa no tra­ba­lho

Mente Curiosa - - NEWS -

Não se su­bes­ti­me: a cal­ma mo­ra den­tro de vo­cê e po­de ser atin­gi­da em qual­quer lu­gar, se sua men­te qui­ser. E, pa­ra que ela es­te­ja trei­na­da a es­se pon­to, é pre­ci­so de prá­ti­ca, até mes­mo (e prin­ci­pal­men­te) no tra­ba­lho. Is­so por­que ele nos ti­ra da nos­sa zo­na de con­for­to e nos de­sa­fia mui­tas ve­zes, in­clu­si­ve em um mes­mo dia. “Uma men­te agi­ta­da traz ten­são no cor­po, mus­cu­la­tu­ra, a res­pi­ra­ção fi­ca ofe­gan­te e a pes­soa aca­ba se iden­ti­fi­can­do com sua men­te, sen­ti­men­tos e pen­sa­men­tos”, co­men­ta o psi­co­te­ra­peu­ta e acu­pun­tu­ris­ta Adri­a­no Sa­ran. Man­ter a se­re­ni­da­de re­quer es­for­ço, mas, se vo­cê se per­gun­ta: “no tra­ba­lho?”. Sim, é pos­sí­vel! “Vo­cê po­de meditar até no ca­mi­nho pa­ra o ba­nhei­ro, bas­ta que­rer co­me­çar e no mo­men­to fo­car nas téc­ni­cas. O mais im­por­tan­te é se pré-dis­por na sua agen­da de ho­rá­rio in­se­rir a me­di­ta­ção com fo­co na con­cen­tra­ção”, en­si­na a ges­to­ra em­pre­sa­ri­al, An­drea Deis.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.