Na me­di­da cer­ta

Mente Curiosa - - EDITORIAL - Ma­ri­sa Sei, edi­to­ra ma­ri­sa.sei@as­tral.com.br

Vo­cê de­ve co­nhe­cer al­guém que te­nha me­do de ara­nhas, de pa­lha­ços ou até do que é con­si­de­ra­do uma fo­fu­ra por tan­tas ou­tras pes­so­as, co­mo ga­tos, ca­chor­ros e co­e­lhos. Ter al­gum ti­po de me­do é nor­mal e po­de ou não es­tar re­la­ci­o­na­do a al­gum in­ci­den­te du­ran­te a vi­da. Mas quan­do es­sa sen­sa­ção se tor­na tão in­ten­sa a pon­to de im­pe­dir as ati­vi­da­des diá­ri­as, cau­sar sin­to­mas fí­si­cos du­ra­dou­ros ou até atra­pa­lhar de­ci­sões im­por­tan­tes na vi­da, ela re­ce­be ou­tro no­me: fobia. E tem fobia de tan­ta coi­sa que a gen­te nem ima­gi­na. Mas o im­por­tan­te é iden­ti­fi­car o pro­ble­ma e bus­car o me­lhor tra­ta­men­to - afi­nal, ter me­do é es­sen­ci­al pa­ra a nos­sa so­bre­vi­vên­cia, mas é sem­pre pre­ci­so equi­lí­brio. Boa lei­tu­ra!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.