O QUE FA­ZER EM FOZ

Menu - - Poraí -

Es­tan­do ou não hos­pe­da­do em um ho­tel de lu­xo co­mo o Bel­mond, o tu­ris­ta que vi­a­ja a Foz po­de fa­zer di­ver­sos pas­sei­os in­te­res­san­tes em um pe­río­do cur­to de es­ta­dia. A pri­o­ri­da­de é co­nhe­cer as Ca­ta­ra­tas, com en­tra­da tan­to pe­lo la­do bra­si­lei­ro do par­que quan­to pe­lo ar­gen­ti­no. Mas tam­bém dá pa­ra vi­si­tar a Usi­na Hi­dre­lé­tri­ca de Itai­pu (itai­pu. gov.br/tu­ris­mo-itai­pu), a mai­or do mun­do. Os ho­téis e agên­ci­as da re­gião cos­tu­mam pro­vi­den­ci­ar es­ses pas­sei­os, agen­da­dos com an­te­ce­dên­cia. Den­tre as op­ções ofe­re­ci­das, o Ma­cu­co Safari (ma­cu­co­sa­fa­ri.com.br) é um dos mais di­ver­ti­dos. O pas­seio se ini­cia em um ji­pe elé­tri­co pe­la flo­res­ta, pro­por­ci­o­nan­do uma vis­ta com­ple­ta e pri­vi­le­gi­a­da da ma­ta. Em se­gui­da, in­clui uma bre­ve ca­mi­nha­da na flo­res­ta sub­tro­pi­cal, em pas­sa­re­las suspensas, pa­ra fi­na­li­zar com um pas­seio de bar­co que le­va os turistas pe­las cor­re­dei­ras, até as que­das, on­de dá pa­ra, li­te­ral­men­te, en­trar de­bai­xo da ca­cho­ei­ra. Além dis­so, os ho­téis e agên­ci­as ofe­re­cem trans­por­te pa­ra se co­nhe­cer res­tau­ran­tes, lo­jas e ou­tlets no Pa­ra­guai e na Ar­gen­ti­na. É pos­sí­vel en­con­trar bons pre­ços pa­ra pro­du­tos co­mo rou­pas, sa­pa­tos, aces­só­ri­os, per­fu­mes e ele­trô­ni­cos, além de vi­nhos.

Por es­tar si­tu­a­do den­tro do par­que, o Bel­mond ofe­re­ce aos seus hós­pe­des um pas­seio ex­clu­si­vo que ocor­re em noi­tes de lua cheia. Du­ran­te os qua­tro di­as da fa­se lu­nar, os turistas po­dem ca­mi­nhar pe­lo par­que à noi­te pa­ra ob­ser­var o fenô­me­no do “ar­co-íris lu­nar”. A luz da lua cheia se re­fle­te no spray for­ma­do pe­la que­da d’água das Ca­ta­ra­tas, que o olho hu­ma­no re­gis­tra co­mo uma es­pé­cie de ar­co-íris pra­te­a­do.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.