No­vas va­gas pa­gam até dois mí­ni­mos

Em Car­ta de Con­jun­tu­ra di­vul­ga­da on­tem, ins­ti­tu­to mos­tra que sal­do de em­pre­gos só é po­si­ti­vo na fai­xa de salários mais bai­xos

Metro Brazil (ABC) - - ECONOMIA -

O mer­ca­do de tra­ba­lho no Bra­sil co­me­çou a re­a­gir len­ta, mas pro­gres­si­va­men­te, a par­tir do se­gun­do se­mes­tre de 2018. Da­dos do Ca­ged (Ca­das­tro Ge­ral de Em­pre­ga­dos e De­sem­pre­ga­dos) mos­tram que de agos­to do ano pas­sa­do a ju­lho des­te ano, a eco­no­mia bra­si­lei­ra cri­ou 521,5 mil no­vos em­pre­gos for­mais.

Em sua Car­ta de Con­jun­tu­ra, di­vul­ga­da on­tem, o Ipea (Ins­ti­tu­to de Pes­qui­sa Econô­mi­ca Apli­ca­da) mos­tra que qu­a­se to­das as va­gas no­vas ofe­re­cem re­mu­ne­ra­ção má­xi­ma de até dois salários mí­ni­mos.

As du­as pri­mei­ras fai­xas sa­la­ri­ais (de até um e de até dois salários) têm saldos po­si­ti­vos – o nú­me­ro de con­tra­ta­ções su­pe­ra o de de­mis­sões no pe­río­do. Pa­ra os ou­tros ní­veis sa­la­ri­ais, mais al­tos, a dis­pen­sa de tra­ba­lha­do­res foi mai­or que o to­tal de ad­mis­sões.

“Nos úl­ti­mos do­ze me­ses, os qua­tro mai­o­res se­to­res em­pre­ga­do­res do país – in­dús­tria de trans­for­ma­ção, cons­tru­ção ci­vil, co­mér­cio e ser­vi­ços – mos­tram uma di­nâ­mi­ca mar­ca­da por uma cri­a­ção mai­or de em­pre­gos com re­mu­ne­ra­ção en­tre 1,01 e 2,0 SMs [salários mí­ni­mos] e uma des­trui­ção de va­gas com sa­lá­rio su­pe­ri­or a es­te pa­ta­mar”, des­cre­ve a Car­ta de Con­jun­tu­ra do Ipea.

Os se­cre­tá­ri­os do Mi­nis­té­rio da Eco­no­mia Car­los da Cos­ta e Rogério Ma­ri­nho in­for­ma­ram on­tem que a área econô­mi­ca do go­ver­no anun­ci­a­rá em ou­tu­bro um pa­co­te de me­di­das pa­ra es­ti­mu­lar o em­pre­go.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.