Lí­der do PSL diz que não há mais re­la­ção com Bolsonaro

Pa­ra de­pu­ta­do Lu­ci­a­no Bi­var, ele já se de­ci­diu, mas pre­si­den­te diz que é só ‘bri­ga de ma­ri­do e mu­lher’

Metro Brasil (ABC) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Ape­sar de ter di­to que fi­ca no PSL e de ter com­pa­ra­do o seu con­fli­to com o par­ti­do co­mo “bri­ga de ma­ri­do e mu­lher”, o pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca, Jair Bolsonaro, deu e tam­bém re­ce­beu on­tem mais si­nais de que a re­la­ção po­de ter­mi­nar em di­vór­cio.

Pre­si­den­te do par­ti­do, o de­pu­ta­do fe­de­ral Lu­ci­a­no Bi­var ( PE) dis­se que Bolsonaro já se de­ci­diu pe­lo afas­ta­men­to. “Quan­do ele diz a um es­tra­nho pa­ra es­que­cer o PSL, mos­tra que ele mes­mo já es­que­ceu e que não tem mais ne­nhu­ma re­la­ção com o PSL.”

A de­cla­ra­ção de Bi­var é uma res­pos­ta ao co­men­tá­rio que ha­via si­do fei­to na vés­pe­ra por Bolsonaro, que dis­se a apoi­a­dor que se iden­ti­fi­cou co­mo pré-can­di­da­to pe­la le­gen­da pa­ra que “es­que­ces­se” o par­ti­do e que Bi­var “es­tá quei­ma­do pa­ra ca­ram­ba”.

Na noi­te de on­tem, Bolsonaro ten­tou co­lo­car pa­nos quen­tes. “Por en­quan­to, eu con­ti­nuo [no PSL]. Não tem cri­se. Bri­ga de ma­ri­do e mu­lher, de vez em quan­do acon­te­ce. O pro­ble­ma não é meu. O pes­so­al quer um par­ti­do di­fe­ren­te, atu­an­te. O par­ti­do es­tá es­tag­na­do.”

O pre­si­den­te ain­da jus­ti­fi­cou que fa­lou ao apoi­a­dor pa­ra “es­que­cer” o PSL por­que ele dis­se ser pré-can­di­da­to a ve­re­a­dor no Re­ci­fe (PE) e “fa­lar em par­ti­do é cam­pa­nha an­te­ci­pa­da”.

De­nún­ci­as e di­nhei­ro

No pa­no de fun­do da cri­se es­tão as de­nún­ci­as de que o par­ti­do lan­çou can­di­da­tu­ras “la­ran­jas” pa­ra des­vi­ar re­cur­sos pú­bli­cos – das quais Bolsonaro quer se afas­tar – e a que­da de bra­ço in­ter­na que o clã do pre­si­den­te tra­va pa­ra as­su­mir o con­tro­le da si­gla. Nas elei­ções mu­ni­ci­pais do ano que vem, o PSL de­ve fi­car com a mai­or fa­tia do re­cur­sos dos fun­dos par­ti­dá­rio e elei­to­ral. A bo­la­da po­de pas­sar dos R$ 400 mi­lhões.

O dia de on­tem foi de reu­niões. Con­gres­sis­tas que pre­ten­dem dei­xar o par­ti­do com o pre­si­den­te ava­li­am uma saí­da ju­rí­di­ca pa­ra evi­tar o ris­co de cas­sa­ção por in­fi­de­li­da­de par­ti­dá­ria.

Es­pé­cie de con­sul­tor do pre­si­den­te, o ex-mi­nis­tro do TSE (Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral) Ad­mar Gon­za­ga saiu de um des­ses en­con­tros on­tem di­zen­do que Bolsonaro “não es­tá con­for­tá­vel” no PSL por­que fal­ta “trans­pa­rên­cia” ao par­ti­do. Ali­a­dos dis­se­ram que a si­tu­a­ção é “in­sus­ten­tá­vel”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.