Mo­to­ris­ta sem mul­ta po­de ga­nhar des­con­to no IPVA

Lei apro­va­da na As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va de SP pro­põe aba­ti­men­to pro­gres­si­vo de até 15% no va­lor do im­pos­to pa­ra quem pas­sar um ano sem ser au­tu­a­do; pro­pos­ta ain­da pre­ci­sa ser san­ci­o­na­da pe­lo go­ver­na­dor João Do­ria pa­ra va­ler em to­do o es­ta­do

Metro Brazil (ABC) - - PRIMEIRA PÁGINA - FABÍOLA SALANI ME­TRO SÃO PAU­LO

Os de­pu­ta­dos es­ta­du­ais pau­lis­tas apro­va­ram an­te­on­tem pro­je­to de lei que pre­vê con­ce­der des­con­to 5% no IPVA (Im­pos­to so­bre a Pro­pri­e­da­de de Veí­cu­los Au­to­mo­to­res) a ca­da ano que o mo­to­ris­ta não for mul­ta­do, até o má­xi­mo de 15%.

Pa­ra en­trar em vi­gor, o pro­je­to pre­ci­sa ser san­ci­o­na­do pe­lo go­ver­na­dor João Do­ria ( PSDB). A as­ses­so­ria de im­pren­sa do go­ver­no in­for­mou que, de­pois que ele for en­vi­a­do ao Exe­cu­ti­vo, pas­sa­rá por aná­li­se téc­ni­ca pa­ra en­tão ser ava­li­a­do se se­rá san­ci­o­na­do ou ve­ta­do.

Ca­so o tex­to apro­va­do pe­la Alesp (As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va de São Pau­lo) vi­re lei, o con­tri­buin­te te­rá di­rei­to ao aba­ti­men­to a par­tir de 2021 se fi­car um ano sem ne­nhu­ma mul­ta de trânsito, se­ja ela mu­ni­ci­pal, es­ta­du­al, em ci­da­des ou ro­do­vi­as.

Se fi­car dois anos se­gui­dos, pas­sa a ter 10% de des­con­to. Com três anos, che­ga aos 15% máximos pre­vis­tos.

Se­gun­do o Painel de Mo­bi­li­da­de Se­gu­ra da pre­fei­tu­ra, que mos­tra as in­fra­ções de tran­si­to co­me­ti­das na ci­da­de de São Pau­lo, 83,5% dos veí­cu­los re­gis­tra­dos na ca­pi­tal não fo­ram mul­ta­dos até ju­nho des­te ano e o to­tal de in­fra­ções no 1º se­mes­tre caiu 9% em re­la­ção aos seis pri­mei­ros me­ses de 2018.

“Es­ta me­di­da vi­sa in­cen­ti­var os bons mo­to­ris­tas e ali­vi­ar a car­ga tri­bu­tá­ria no es­ta­do”, dis­se a de­pu­ta­da Beth Sahão (PT), au­to­ra do pro­je­to de lei.

O es­pe­ci­a­lis­ta em trânsito Sér­gio Ej­zen­berg diz que, se a lei en­trar em vi­gor, vai dei1 ano sem mul­ta 2 anos sem mul­ta 3 anos sem mul­ta xar de pa­gar im­pos­to “quem po­de”. Pa­ra ele, o ci­da­dão de­ve cum­prir a lei não por “prê­mio”, mas “por­que é ma­du­ro e edu­ca­do”.

Ou­tro con­du­tor

O tex­to apro­va­do pre­vê que, se o veí­cu­lo for fla­gra­do em uma in­fra­ção e não for o pro­pri­e­tá­rio que es­ti­ver di­ri­gin­do, ain­da que ele in­di­que o con­du­tor, o be­ne­fí­cio não se­rá mais con­ce­di­do.

Cu­mu­la­ti­vo

O con­tri­buin­te po­de­rá che­gar a 15% de des­con­to se fi­car três anos ou mais sem mul­ta. Mas o tex­to não fa­la o que acon­te­ce se, por exem­plo, ele pas­sar dois anos sem mul­ta, ga­nhar 10% de des­con­to e, no ter­cei­ro ano co­me­ter uma in­fra­ção: per­de os 10% in­te­gral­men­te no ano se­guin­te ou cai pa­ra 5%? A as­ses­so­ria da par­la­men­tar dis­se que es­sa re­gra de­ve fi­car pa­ra uma re­gu­la­men­ta­ção da lei.

Dois ou mais veí­cu­los

O tex­to da lei tam­bém não fa­la so­bre co­mo se­rá con­ce­di­do o be­ne­fí­cio a con­tri­buin­tes que ti­ve­rem dois ou mais veí­cu­los em seu no­me. Es­se é ou­tro item que de­ve fi­car pa­ra re­gu­la­men­ta­ção, mas a as­ses­so­ria da de­pu­ta­da dis­se que a ten­dên­cia é to­dos os veí­cu­los ga­nha­rem o des­con­to se fi­ca­rem sem mul­ta, as­sim co­mo de to­dos per­de­rem o di­rei­to ao aba­ti­men­to ca­so se­ja fla­gra­da uma in­fra­ção em um de­les.

FON­TE: PRO­JE­TO DE LEI 1.099/2017

Ra­dar na en­tra­da do tú­nel Ayr­ton Sen­na

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.