Aus­tra­li­an Open co­lo­ca­rá à pro­va fi­gu­rões do tê­nis

Djo­ko­vic, Fe­de­rer, Na­dal e Mur­ray so­frem ame­ça da no­va ge­ra­ção que po­de ame­a­çar o ‘rei­na­do’

Metro Brazil (Brasilia) - - PRIMEIRA PÁGINA - VALTER JU­NI­OR

LU­TA CON­TRA O TEM­PO

Aos 37 anos, to­dos per­gun­tam até qu­an­do Ro­ger Fe­de­rer fi­ca­rá em qua­dra. Após um gran­de 2017, a tem­po­ra­da pas­sa­da foi mais com­pli­ca­da, com der­ro­tas ines­pe­ra­das em Wim­ble­don, US Open e ATP Fi­nals. A es­pe­ran­ça de que ain­da pos­sa bri­gar pe­los prin­ci­pais tí­tu­los veio no Mas­ters 1000 de Pa­ris do ano pas­sa­do, qu­an­do fez um jo­go pa­re­lho con­tra Djo­ko­vic. Ape­sar da ida­de, o suí­ço não des­car­tou dis­pu­tar tor­nei­os de sai­bro es­te ano. Na Aus­trá­lia, es­tá no mes­mo la­do da cha­ve de Na­dal. Sua es­treia se­rá con­tra o uz­be­que De­nis Is­to­min, que eli­mi­nou Djo­ko­vic em 2017. O sér­vio co­me­ça o ano co­mo o te­nis­ta a ser ba­ti­do. Na ver­da­de, ele já foi ba­ti­do. Após ter di­fi­cul­da­des nas pri­mei­ras ro­da­das do ATP de Doha, No­vak Djo­ko­vic so­freu der­ro­ta ines­pe­ra­da pa­ra Ro­ber­to Bau­tis­ta Agut. Co­mo te­ve um iní­cio ruim em 2018, não de­ve ter di­fi­cul­da­de pa­ra se man­ter na pon­ta do ran­king nos pri­mei­ros me­ses. Seus mai­o­res de­sa­fi­os se­rão no se­gun­do se­mes­tre. Após ven­cer Wim­ble­don e o US Open, o nú­me­ro 1 do mun­do tem a opor­tu­ni­da­de de vol­tar a ven­cer os qua­tro Grand Slam em sequên­cia, fei­to al­can­ça­do em 2015/16. Sua es­treia se­rá con­tra um te­nis­ta que vi­rá do tor­neio clas­si­fi­ca­tó­rio. De­pois po­de pe­gar Tson­ga, na se­gun­da ro­da­da, e Sha­po­va­lov, na ter­cei­ra.

FE­MI­NI­NO

Tu­do de­pen­de da ma­mãe Se­re­na Wil­li­ams. Aos 37 anos e mãe de um be­bê, a dis­pu­ta do tê­nis fe­mi­ni­no fi­ca atre­la­da ao seu cor­po.

Se a ame­ri­ca­na, nú­me­ro 16 do mun­do, op­tar por um ca­len­dá­rio mais re­che­a­do, tem con­di­ções de vol­tar ao to­po do ran­king. Ca­so con­trá­rio, a pri­mei­ra po­si­ção da lis­ta da WTA te­rá uma bri­ga in­ten­sa. A atu­al nú­me­ro 1 do mun­do, a ro­me­na Si­mo­na Ha­lep, es­tá de vol­ta ao cir­cui­to após se re­cu­pe­rar de lesão. Na se­gun­da ro­da­da, ela po­de en­ca­rar Ve­nus Wil­li­ams e, na ter­cei­ra, Se­re­na. En­tre a no­va ge­ra­ção, o no­me que mais cres­ce é o da ja­po­ne­sa Na­o­mi Osa­ka, ven­ce­do­ra do US Open. Ma­ria Sha­ra­po­va, ou­tra ve­te­ra­na, ten­ta re­to­mar o bom de­sem­pe­nho. Po­rém, a rus­sa, nú­me­ro 30 do mun­do, já se le­si­o­nou no co­me­ço da tem­po­ra­da.

A NO­VA GE­RA­ÇÃO

Até aqui a no­va ge­ra­ção se mos­trou ca­paz de com­pli­car a vi­da dos gran­des no­mes e es­tá per­to de as­su­mir o tro­no. O pu­lo do ga­to dos pro­mis­so­res se­rá fa­zer cam­pa­nhas mais con­sis­ten­tes nos Grand Slams. No­mes co­mo Ale­xan­der Zve­rev, nú­me­ro 4 do mun­do, e Do­mi­nic Thi­em já es­tão fir­ma­dos en­tre o top 15 do mun­do. Ain­da ten­tam a afir­ma­ção pro­mes­sas co­mo Ka­ren Kha­cha­nov, Bor­na Co­ric, Ste­fa­nos Tsit­si­pas, Da­ni­il Med­ve­dev, Hye­on Chung e De­nis Sha­po­va­lov. Zve­rev po­de en­con­trar Djo­ko­vic na se­mi­fi­nal.

LU­TA CON­TRA O COR­PO

O mai­or ad­ver­sá­rio de Ra­fa­el Na­dal tem si­do o seu cor­po. Nas úl­ti­mas tem­po­ra­das, ele sem­pre che­gou no fim do ano so­fren­do com ques­tões fí­si­cas. Em 2019, elas apa­re­ce­ram mais ce­do. Uma lesão na co­xa dei­xou-o de fo­ra no ATP de Bris­ba­ne na se­ma­na pas­sa­da. O es­pa­nhol tam­bém vê o seu rei­na­do no sai­bro ame­a­ça­do. Nos úl­ti­mos três anos, Na­dal foi der­ro­ta­do no seu pi­so fa­vo­ri­to por Do­mi­nic Thi­em. Sua pri­mei­ra par­ti­da se­rá con­tra o aus­tra­li­a­no Ja­mes Duckworth. Não de­ve­rá ter di­fi­cul­da­des até a quar­ta ro­da­da.

A VOL­TA DE MUR­RAY

O es­co­cês é ou­tro que an­tes de en­trar em qua­dra pre­ci­sa ga­nhar a ba­ta­lha con­tra o cor­po. No ano pas­sa­do, ele dis­pu­tou 12 jo­gos e ven­ceu se­te. Tu­do de­vi­do a uma lesão no qua­dril. Ope­ra­do na re­gião, re­tor­nou es­te ano co­mo o nú­me­ro 230 do mun­do. Os re­tor­nos triun­fais no pas­sa­do de Fe­de­rer e Na­dal são ins­pi­ra­ção pa­ra Mur­ray res­sur­gir. Sua vi­da no Aus­tra­li­an Open se­rá com­pli­ca­da. Na pri­mei­ra ro­da­da, ele en­fren­ta Ro­ber­to Bau­tis­ta Agut, nú­me­ro 23 do mun­do e que der­ro­tou Djo­ko­vic na se­ma­na pas­sa­da. Po­de pe­gar Fe­de­rer na quar­ta ro­da­da. As chan­ces de che­gar pa­re­cem pe­que­nas. On­tem, em trei­no com Djo­ko­vic, Mur­ray ven­ceu so­men­te dois ga­mes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.