PAS­SA­GEM CRI­A­TI­VA

ILUSTRAÇÕES TALHADAS EM POR­TAS, OBRAS DO POR­TU­GUÊS ALEXANDRE FARTO ES­TÃO EX­POS­TAS NA CAI­XA CUL­TU­RAL

Metro Brazil (Brasilia) - - PRIMEIRA PÁGINA - BRU­NO BUCIS ME­TRO BRA­SÍ­LIA

Uma me­tró­po­le é um gran­de con­jun­to de in­di­ví­du­os. Pa­re­ce ób­vio, mas, em meio à mul­ti­dão do ca­os ur­ba­no, mui­tas ve­zes nos es­que­ce­mos da in­di­vi­du­a­li­da­de de ca­da pes­soa ao re­dor.

É pa­ra tra­zer o hu­ma­no pa­ra o pro­ta­go­nis­mo da ci­da­de que o ar­tis­ta vi­su­al por­tu­guês Alexandre Farto, co­nhe­ci­do co­mo VHILS, pro­põe a mos­tra “In­ci­são”, que en­tra em car­taz ama­nhã na Cai­xa.

Na ex­po­si­ção, ele usa por­tas re­ti­ra­das de de­mo­li­ções em Lis­boa pa­ra ta­lhar ros­tos de pes­so­as que ha­bi­tam a ca­pi­tal por­tu­gue­sa e, des­sa for­ma, de­vol­ver às pes­so­as e não à ar­qui­te­tu­ra a “ca­ra da rua”.

O con­ta­to de­le com o ur­ba­no se ex­pli­ca, em par­te, por su­as ori­gens na ar­te, co­mo gra­fi­tei­ro, aos 13 anos.

O no­me “In­ci­são” vem das téc­ni­cas usa­das por VHILS em su­as obras: o cor­te e o ta­lho das su­per­fí­ci­es de ma­dei­ra, que ele fez em 13 por­tas que são agru­pa­das de for­ma la­bi­rín­ti­ca na mos­tra.

Além do tra­ba­lho de cri­a­ção, o ar­tis­ta tam­bém as­si­na a cu­ra­do­ria da mos­tra, que con­ta com a par­ti­ci­pa­ção de in­dí­ge­nas da Al­deia Ara- çaí, no Pa­ra­ná, na cri­a­ção de qua­tro das obras (es­tas en­fei­ta­das com sím­bo­los tra­di­ci­o­nais da cul­tu­ra da re­gião).

“In­ci­são” traz ain­da fo­tos, ví­de­os e tex­tos cri­a­dos pe­lo ar­tis­ta em que se de­ba­te a in­di­vi­du­a­li­da­de e a in­te­ra­ção en­tre pes­so­as. “O mun­do evo­luiu mui­to nos úl­ti­mos 20, 30 anos, mas a que cus­to? Por um la­do es­ta­mos a ga­nhar mui­tas coi­sas, mas tam­bém es­ta­mos a per­der aqui­lo que nos fa­zia di­fe­ren­tes e es­pe­ci­ais em ca­da can­to do mun­do”, diz Alexandre Farto em um dos ví­de­os da mos­tra.

A vi­si­ta­ção se­gue até 3 de mar­ço, sem­pre de ter­ça a do­min­go, das 9h às 21h e tem en­tra­da gra­tui­ta.

“Meu tra­ba­lho bus­ca fa­lar des­se mo­de­lo de de­sen­vol­vi­men­to que ca­da vez uni­for­mi­za mais e que, por is­so, fi­ca ca­da vez mais in­com­pa­tí­vel com o sis­te­ma acei­tar mo­dos de vi­da di­fe­ren­tes.” ALEXANDRE FARTO, AR­TIS­TA VI­SU­AL

| AN­DRÉ SAN­TOS/DI­VUL­GA­ÇÃO

São 13 obras que cri­am um la­bi­rin­to de pe­ças de ma­dei­ras cor­ta­das e talhadas pe­lo ar­tis­ta por­tu­guês co­nhe­ci­do co­mo VHILS

| AN­DRÉ SAN­TOS/DI­VUL­GA­ÇÃO

Por­tas ga­nham ro­sots que de­ve­ri­am ser “a ca­ra da rua”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.