CLÁU­DIO HUMBERTO

Metro Brazil (Campinas) - - Brasil - CLAU­DIO.HUMBERTO @METROJORNAL.COM.BR

BRA­SIL ABRE AS FRON­TEI­RAS AO TRÁ­FI­CO E CON­TRA­BAN­DO. A li­ga­ção da cidade bra­si­lei­ra de Foz do Iguaçu (PR) a Pu­er­to Igua­zu, do la­do ar­gen­ti­no da trí­pli­ce fron­tei­ra, foi aban­do­na­do pe­lo go­ver­no do Bra­sil. Até há ins­ta­la­ções, mas sem fun­ci­o­ná­ri­os. A pas­sa­gem é li­vre, co­mo ates­tou es­ta co­lu­na, ape­sar de abrir as por­tas ao trá­fi­co de dro­gas e con­tra­ban­do de ar­mas, ori­gens da cri­mi­na­li­da­de que avan­ça. O Mi­nis­té­rio da Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca nem se dá ao tra­ba­lho de ex­pli­car, nem re­co­nhe­ce o pro­ble­ma, pas­san­do a bo­la pa­ra a Po­lí­cia Fe­de­ral.

TO­DOS SU­MI­RAM. Re­pór­ter da co­lu­na te­ve de iden­ti­fi­car-se a au­to­ri­da­des ar­gen­ti­nas, co­mo em qual­quer fron­tei­ra. Mas, no la­do bra­si­lei­ro, não há vi­val­ma.

VI­ROU ESTACIONAMENTO. No la­do bra­si­lei­ro com a fron­tei­ra ar­gen­ti­na, gui­chês de iden­ti­fi­ca­ção de fron­tei­ra vi­ra­ram estacionamento. E são vis­tos “fis­cais” tra­ba­lhan­do.

QU­EM É RES­PON­SÁ­VEL? A Po­lí­cia Fe­de­ral en­ca­mi­nhou nos­so ques­ti­o­na­men­to so­bre fron­tei­ras à Coordenação de Po­lí­cia de Imi­gra­ção, o “se­tor res­pon­sá­vel”. Lá fi­cou.

MOU­RÃO VI­CE DE­SA­GRA­DA ATÉ ALI­A­DOS DE BOL­SO­NA­RO. A es­co­lha do ge­ne­ral Ha­mil­ton Mou­rão co­mo vi­ce de­sa­gra­dou a mai­o­ria dos ali­a­dos mais pró­xi­mos do can­di­da­to Jair Bol­so­na­ro (PSL). Ge­ne­rais que tor­cem pe­lo su­ces­so do ca­pi­tão da reserva acha­ram sua es­co­lha um er­ro gra­ve. “Ain­da bem que eles só te­rão al­guns se­gun­dos de TV pra fa­lar m****”, re­cla­mou um de­les, que tor­cia pe­la es­co­lha de uma mu­lher ou ju­ris­ta ad­mi­ra­dos pa­ra a po­si­ção. Até ali­a­dos que fo­ram co­gi­ta­dos pa­ra vi­ce de Bol­so­na­ro es­tão in­con­for­ma­dos com a es­co­lha.

EX­TER­MI­NA­DOR DE VO­TOS. Es­co­lher Mou­rão vi­ce não acres­cen­tou vo­tos a Bol­so­na­ro. Ao con­trá­rio. Ain­da ti­ra vo­tos, quan­do li­ga ne­gro à ma­lan­dra­gem e ín­dio à pre­gui­ça.

GA­RAN­TIA DE ES­TA­BI­LI­DA­DE. Há qu­em con­si­de­re po­si­ti­vo Mou­rão co­mo vi­ce por­que ini­be ini­ci­a­ti­vas de im­pe­a­ch­ment. Afi­nal, se Bol­so­na­ro for elei­to e cair, ele as­su­mi­ria.

“[ATOS DE VIOLÊNCIA] SÃO CON­TRA TO­DA A SO­CI­E­DA­DE.”

PRE­SI­DEN­TE DO STF, CÁR­MEN LÚ­CIA ALER­TA SO­BRE O NÚ­ME­RO DE CA­SOS DE VIOLÊNCIA CON­TRA MU­LHE­RES

| RE­NA­TO S. CERQUEIRA/FU­TU­RA PRESS

Ge­ne­ral Ha­mil­ton Mou­rão

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.