NO­VO ÂNI­MO!

Gu­a­ra­ni ven­ce Ju­ven­tu­de por 1 a 0 e vol­ta a en­cos­tar no G-4 do Bra­si­lei­ro da Sé­rie B. Pon­te jo­ga ama­nhã

Metro Brazil (Campinas) - - Primeira Página -

O Gu­a­ra­ni pre­ci­sa­va da vi­tó­ria con­tra o Ju­ven­tu­de para se man­ter na bri­ga pe­lo aces­so à eli­te do fu­te­bol na­ci­o­nal, res­tan­do 12 jo­gos para o fim do Bra­si­lei­ro da Sé­rie B. Mes­mo sem fa­zer um gran­de jo­go, foi me­lhor que o ri­val e conseguiu com um gol so­li­tá­rio de pê­nal­ti de Bru­no Men­des che­gar aos 41 pon­tos na clas­si­fi­ca­ção.

O Bu­gre as­sus­tou lo­go no pri­mei­ro mi­nu­to. Após le­van­ta­men­to na área, Bru­no Men­des es­co­rou de ca­be­ça e a bola pas­sou per­to do gol de Matheus Ca­vi­chi­o­li.

Me­lhor no jo­go, o ti­me da ca­sa teve nova chance aos 10 mi­nu­tos. Após fal­ta co­bra­da den­tro da área, Jef­fer­son Nem ar­ris­cou, mas o go­lei­ro do Ju­ven­tu­de pe­gou.

A pres­são con­ti­nu­ou. Des­sa vez foi Lon­gui­ne qu­em ten­tou, só que o chu­te saiu fra­co e pas­sou ras­pan­do a tra­ve.

O tem­po pas­sa­va e o jo­go se con­fi­gu­ra­va da se­guin­te for­ma: o Gu­a­ra­ni no cam­po de ata­que, mas com di­fi­cul- da­des para cri­ar chan­ces de gol e o Ju­ven­tu­de to­do na re­tran­ca, bem or­ga­ni­za­do, es­pe­ran­do uma chance de en­cai­xar um con­tra-ata­que.

Só que o pri­mei­ro tem­po ter­mi­nou ruim para am­bos: mai­or do­mí­nio bu­gri­no, mas ne­nhu­ma efe­ti­vi­da­de e ne­nhum ata­que pe­ri­go­so dos vi­si­tan­tes.

No se­gun­do tem­po o pa­no­ra­ma foi o mes­mo: Gu­a­ra­ni no ata­que e o Ju­ven­tu­de se se­gu­ran­do.

Jef­fer­son Nem foi o pri­mei­ro a ter a chance. Após es­can­teio, a bola so­brou na en­tra­da da área. O meia ba­teu for­te, mui­to per­to da tra­ve es­quer­da do gol de Matheus.

O Bu­gre chegou per­to do gol aos 22 mi­nu­tos. Após lan­ça­men­to de Ke­vin, Lon­gui­ne re­ce­beu en­tre os za­guei­ros. Ele fi­na­li­zou na saí­da do go­lei­ro, mas er­rou o al­vo.

Pa­re­cia que a noi­te não se­ria mes­mo de vi­tó­ria quan­do Bru­no Men­des ar­re­ma­tou for­te aos 31 e a bola pa­rou na tra­ve. Só que a sor­te, en­fim, sor­riu para os bu­gri­nos. Aos 33, Ri­car­di­nho deu be­lo pas­se para Bru­no Xa­vi­er que foi der­ru­ba­do na área: pê­nal­ti. Bru­no Men­des pe­gou a bola e ba­teu qua­se no meio do gol, des­lo­can­do o go­lei­ro ri­val e co­lo­can­do o Bu­gre na fren­te: 1 a 0, aos 35 mi­nu­tos.

O Jo­go ain­da foi até os 51 mi­nu­tos, mas sem mu­dan­ça no pla­car.

Os três pon­tos le­vam o Bu­gre para a 7ª po­si­ção, a dois pon­tos do G-4, vivo na bri­ga pe­lo aces­so. A equi­pe vol­ta a jo­gar no dia 22, con­tra o CSA, em ca­sa.

| EDU­AR­DO CARMIM/PHOTO PRE­MIUM/FO­LHA­PRESS

Jo­ga­do­res co­me­mo­ram gol de Bru­no Men­des, aos 35 mi­nu­tos do 2º tem­po, após co­bran­ça de pê­nal­ti. Bu­gre che­ga aos 41 pon­tos, dois a me­nos que o pri­mei­ro ti­me no G- 4 da Sé­rie B

| EDU­AR­DO CARMIM/PHOTO PRE­MIUM/FO­LHA­PRESS

Bru­no Men­des co­me­mo­ra gol da par­ti­da

CAR­LOS GIACOMELI

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.