‘Nasce uma Estrela’ é re­pa­gi­na­do ao sé­cu­lo 21

Metro Brazil (Campinas) - - { Cultura} -

Não dei­xa de ser cu­ri­o­so per­ce­ber co­mo tan­to Bradley Cooper qu­an­to Lady Gaga pa­re­cem mu­dar su­as per­so­nas no re­ma­ke do clás­si­co “Nasce uma Estrela”, que che­ga ho­je aos ci­ne­mas após ser exi­bi­do em meio ao al­vo­ro­ço do úl­ti­mo Fes­ti­val de Ve­ne­za.

Por um la­do, a can­to­ra pop ga­nha a opor­tu­ni­da­de de mos­trar seu la­do co­mo atriz dra­má­ti­ca em uma per­for­man­ce que pro­va­vel­men­te lhe da­rá uma in­di­ca­ção ao Os­car. Por ou­tro, Cooper sur­pre­en­de o pú­bli­co co­mo di­re­tor, além de se trans­for­mar em um ro­quei­ro pa­ra o lon­ga – con­quis­tas que po­dem tam­bém lhe ren­der al­gum prê­mio da Aca­de­mia.

A pre­vi­são não é em vão: to­das as ver­sões an­te­ri­o­res da his­tó­ria re­ce­be­ram in­di­ca­ções à mai­or pre­mi­a­ção do Os­car, da versão de Ja­net Gay­nor e Fre­de­rick Mar­ch, em 1937, até as de Judy Gar­land e Ja­mes Ma­son, em 1955, e a de Bar­bra Strei­sand, em 1976.

O lon­ga re­tra­ta a his­tó­ria de amor de Ally e Jack­son. En­quan­to ela as­cen­de em sua car­rei­ra de can­to­ra, ele vê seu su­ces­so co­mo ro­quei­ro se es- vair de­vi­do a pro­ble­mas com o ál­co­ol.

Se­gun­do Cooper, a per­for­man­ce de Gaga era exa­ta­men­te o que ele bus­ca­va pa­ra o lon­ga. “Ela me veio à men­te por­que acre­di­ta­va em mim. Acho que es­sa é a cha­ve. É aí que vo­cê apren­de e cres­ce”, de­fen­deu ele em Ve­ne­za. A es­co­lha foi acer­ta­da: o que se vê na te­la é pu­ra quí­mi­ca.

Cooper con­ven­ce co­mo uma estrela do rock no to­po da fa­ma e as­su­me uma pos­tu­ra crí­vel tan­to co­mo mú­si­co co­mo de al­guém com um la­do mais som­brio e au­to­des- tru­ti­vo. O mes­mo acon­te­ce com Lady Gaga. Sem as ma­qui­a­gens ex­tra­va­gan­tes de sua per­so­na mu­si­cal, ela sur­ge co­mo um pa­ti­nho feio que flo­res­ce com o en­co­ra­ja­men­to de Cooper.

“Foi uma ale­gria po­der ou­vi-la can­tar o dia in­tei­ro. Ela é uma estrela an­tes mes­mo de per­ce­ber. É por is­so que meu per­so­na­gem se apai­xo­na pe­lo ros­to e os olhos de­la”, der­re­teu-se o di­re­tor em Ve­ne­za.

| DIVULGAÇÃO

Lon­ga mar­ca es­treia do ator Bradley Cooper co­mo di­re­tor

PAU­LO PORTUGAL

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.