MANOBRA VERGONHOSA

Metro Brazil (Campinas) - - Foco -

O au­men­to de sa­lá­ri­os dos mi­nis­tros do Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral é uma agres­são ao país, que tra­ba­lha sem des­can­so pa­ra sair da pi­or cri­se econô­mi­ca da his­tó­ria. Qu­a­ren­ta e um se­na­do­res, dos quais 25 não con­se­gui­ram um no­vo man­da­to nas úl­ti­mas elei­ções, des­pre­za­ram su­as res­pon­sa­bi­li­da­des e mos­tra­ram o abis­mo mo­ral que os se­pa­ra da imen­sa mai­o­ria dos bra­si­lei­ros.

Qua­se me­ta­de des­ses se­na­do­res per­ten­ce a par­ti­dos que, há ape­nas um mês, dis­pu­ta­vam elei­ções pre­si­den­ci­ais com can­di­da­tos que de­fen­di­am a res­pon­sa­bi­li­da­de fis­cal. Di­an­te de tan­ta in­co­e­rên­cia e des­ca­so, com­pre­en­de-se por que mui­tos fo­ram pu­ni­dos nas ur­nas.

O pró­prio ar­ti­cu­la­dor da manobra vergonhosa, o pre­si­den­te do Se­na­do, Eu­ní­cio Oli­vei­ra, é um des­ses der­ro­ta­dos de ou­tu­bro. E, co­mo vá­ri­os de seus pa­res, é tam­bém al­vo da Jus­ti­ça. Se­rá que agi­ram pa­ra agra­dar ao Ju­di­ciá­rio, man­dan­do a con­ta de R$ 6 bi­lhões pa­ra o con­tri­buin­te?

Tan­to do Se­na­do quan­to do STF sa­em jus­ti­fi­ca­ti­vas cí­ni­cas pa­ra o re­a­jus­te, ora pa­ra com­pen­sar per­das de ca­te­go­ri­as já pri­vi­le­gi­a­das, co­mo juí­zes e pro­cu­ra­do­res, ora em no­me de um su­pos­to res­pei­to à au­to­no­mia or­ça­men­tá­ria dos três Po­de­res.

O pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca de­fen­deu re­for­mas e apro­vou o te­to de gas­tos, sem­pre in­sis­tin­do na ne­ces­si­da­de de re­du­zir o dé­fi­cit pú­bli­co, que é o gran­de obs­tá­cu­lo à re­to­ma­da do cres­ci­men­to. Es­tá ago­ra em su­as mãos apro­var ou ve­tar o au­men­to de sa­lá­rio do STF. São 15 di­as pa­ra que o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer se im­po­nha e de­sar­me a bom­ba des­ti­na­da ao co­lo de seu su­ces­sor elei­to e de to­dos os bra­si­lei­ros.

Gru­po Ban­dei­ran­tes de Co­mu­ni­ca­ção

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.