Dis­cus­são so­bre Pre­vi­dên­cia na CCJ gera cau­te­la no mer­ca­do

Metro Brazil (Espirito Santo) - - ECONOMIA -

O mer­ca­do re­a­giu mal ao cli­ma ten­so en­tre par­la­men­ta­res e o mi­nis­tro da Eco­no­mia, Paulo Guedes, na CCJ (Co­mis­são de Cons­ti­tui­ção e Jus­ti­ça), em au­di­ên­cia pa­ra de­ba­ter a reforma da Pre­vi­dên­cia.

O dó­lar en­sai­a­va cair pe­lo quin­to pre­gão se­gui­do, mas aca­bou fe­chan­do em al­ta de 0,57%, a R$ 3,8787 na ven­da. Na máxima, à tar­de, en­quan­to Guedes fa­la­va na CCJ, a cotação atin­giu R$ 3,8800.

O Ibo­ves­pa, que vi­nha em al­ta, vi­rou e fe­chou em queda de 0,94%, a 94.491,48 pon­tos.

Pa­ra Ni­co­las Ta­keo, ana­lis­ta da So­co­pa, o mer­ca­do te­ve uma reação ime­di­a­ta às ten­sões na CCJ, mas a ten­dên­cia fu­tu­ra ain­da é po­si­ti­va. “Ape­sar da di­fi­cul­da­de de ar­ti­cu­la­ção, a ques­tão econô­mi­ca fa­la­rá mais al­to e a ex­pec­ta­ti­va é que aos pou­cos es­se jo­go vá se de­fi­nin­do me­lhor”, afir­mou à Reuters.

AMAN­DA PEROBELLI/REUTERS

Bol­sa fe­cha em queda de 0,94%, a 94.491 pon­tos|

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.