No trân­si­to, uso de ce­lu­lar cau­sa 47 mul­tas ao dia

Cam­pa­nha Maio Ama­re­lo foi lan­ça­da on­tem no ES e aler­ta pa­ra se­gu­ran­ça no trân­si­to

Metro Brazil (Espirito Santo) - - PRIMEIRA PÁGINA - VINICIUS ARRUDA

Por dia, 47 pes­so­as são mul­ta­das no es­ta­do por di­ri­gir usan­do o ce­lu­lar. Nes­te ano, de ja­nei­ro a mar­ço, 4.242 no­ti­fi­ca­ções des­se ti­po fo­ram apli­ca­das a mo­to­ris­tas in­fra­to­res; em 2018, o nú­me­ro foi de 19 mil mul­tas, se­gun­do da­dos do De­tran-ES (De­par­ta­men­to Es­ta­du­al de Trân­si­to). Di­an­te dos nú­me­ros, o as­sun­to tam­bém se­rá um dos pon­tos abor­da­dos na cam­pa­nha Maio Ama­re­lo, mo­vi­men­to que tem co­mo ob­je­ti­vo aler­tar a so­ci­e­da­de so­bre a se­gu­ran­ça no trân­si­to.

Com o te­ma “No trân­si­to, o sen­ti­do é a vi­da”, a cam­pa­nha foi lan­ça­da on­tem no Pa­lá­cio An­chi­e­ta, em Vi­tó­ria. O es­ta­do abriu o ca­len­dá­rio do Maio Ama­re­lo em to­do o país, com a pre­sen­ça do pre­si­den­te do Ob­ser­va­tó­rio Nacional de Se­gu­ran­ça Viá­ria, Jo­sé Au­ré­lio Ra­ma­lho.

De acor­do com a Ad­mi­nis­tra­ção Nacional de Se­gu­ran­ça Viá­ria, o uso de ce­lu­lar au­men­ta em 400% o ris­co de aci­den­tes no trân­si­to.

Um da­do que po­de im­pac­tar tam­bém nas es­ta­tís­ti­cas de mor­tes no trân­si­to: 185 pes­so­as per­de­ram a vi­da nas es­tra­das do es­ta­do nos três pri­mei­ros me­ses des­te ano, 18 a mais do que o nú­me­ro re­gis­tra­do no mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do, de 167 óbi­tos.

Pa­ra ori­en­tar a po­pu­la­ção so­bre a ur­gên­cia de um trân­si­to mais se­gu­ro, o go­ver­no do es­ta­do di­vul­ga a par­tir de ho­je ví­de­os nos mei­os de co­mu­ni­ca­ção e nas re­des so­ci­ais so­bre co­mo as ati­tu­des im­pru­den­tes po­dem pro­vo­car aci­den­tes. Já o pe­ri­go do ce­lu­lar ao vo­lan­te es­tá sen­do di­vul­ga­do es­pe­ci­fi­ca­men­te na cam­pa­nha “Abra seus olhos”.

Me­di­das anun­ci­a­das

Du­ran­te o lan­ça­men­to do Maio Ama­re­lo, o go­ver­na­dor Re­na­to Ca­sa­gran­de dis­se que a re­du­ção de mor­tes no trân­si­to é um de­sa­fio. Ele as­si­nou on­tem um con­vê­nio de co­o­pe­ra­ção en­tre o De­tran, a Sesp (Se­cre­ta­ria de Es­ta­do de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca) e o Ins­ti­tu­to Jo­nes dos San­tos Ne­ves pa­ra cri­ar o Ob­ser­va­tó­rio de Se­gu­ran­ça Ci­da­dã. “É uma par­ce­ria que nos per­mi­ti­rá pro­du­zir es­tu­dos so­bre a si­tu­a­ção do trân­si­to ho­je no es­ta­do”, ex­pli­cou Ca­sa­gran­de.

Se­gun­do o di­re­tor-ge­ral do De­tran, Gi­val­do Vi­ei­ra, por meio des­sas in­for­ma­ções se­rá pos­sí­vel tra­çar di­ag­nós­ti­cos pa­ra re­du­ção dos aci­den­tes. “Nos pró­xi­mos di­as se­rá pu­bli­ca­do um de­cre­to pa­ra cri­a­ção de uma Ge­rên­cia de Fis­ca­li­za­ção no De­tran. Que­re­mos apoi­ar o Ba­ta­lhão de Trân­si­to da Po­lí­cia Mi­li­tar e as Gu­ar­das Mu­ni­ci­pais na cri­a­ção de ações in­te­gra­das de trân­si­to.”

| HÉ­LIO FI­LHO/SECOM

Go­ver­na­dor anun­ci­ou a cri­a­ção de um ob­ser­va­tó­rio que pro­du­zi­rá es­tu­dos so­bre o trân­si­to do es­ta­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.