PEDAL EM FAMÍLIA

Exe­cu­ti­vo do ban­co San­tan­der, Vi­ni­ci­os Cos­ta mu­dou sua vi­da pa­ra me­lhor qu­an­do ven­deu o car­ro e pas­sou a usar a bi­ci­cle­ta co­mo meio de trans­por­te

Metro Brazil (Espirito Santo) - - PUBLIMETRO - pro­co­le­ti­[email protected] O Pro Co­le­ti­vo aju­da as pes­so­as a apro­vei­tar a vi­da se lo­co­mo­ven­do de for­ma in­te­li­gen­te www.pro­co­le­ti­vo.com.br

De uns anos pa­ra cá, al­gu­mas em­pre­sas bra­si­lei­ras vêm es­ti­mu­lan­do seus fun­ci­o­ná­ri­os a ado­tar mo­dos de trans­por­te mais sau­dá­veis e sus­ten­tá­veis, co­mo a bi­ci­cle­ta. São as em­pre­sas “bi­ke fri­en­dly”, que in­ves­tem em ves­tiá­ri­os, alu­guel de bi­ci­cle­tas e até ci­clo­vi­as in­ter­nas pa­ra fa­zer com que seus co­la­bo­ra­do­res evi­tem o car­ro pró­prio no dia a dia.

A Bayer, por exem­plo, tem 700 me­tros de ci­clo­vi­as in­ter­nas que li­gam os seus pré­di­os, bi­ci­cle­tá­rio e ves­tiá­ri­os. Ela cons­truiu em 2013 uma pon­te pa­ra pe­des­tres e ci­clis­tas, unin­do o bair­ro do So­cor­ro, na zo­na sul de São Pau­lo, à es­ta­ção de trem e do me­trô. O ob­je­ti­vo foi es­ti­mu­lar as pes­so­as a tro­car seus car­ros por bi­ci­cle­tas ou trans­por­te pú­bli­co.

As van­ta­gens são mui­tas – tan­to pa­ra as com­pa­nhi­as qu­an­to pa­ra os fun­ci­o­ná­ri­os. Além da economia fi­nan­cei­ra, há be­ne­fí­ci­os na saúde e na qua­li­da­de de vi­da. As em­pre­sas po­dem re­du­zir os es­ta­ci­o­na­men­tos e cri­ar es­pa­ços com jar­dins pa­ra con­vi­vên­cia das pes­so­as. Quem pas­sa a pe­da­lar se de­pa­ra com uma no­va ci­da­de, com mui­to mais vi­da e ale­gria ao seu re­dor.

É o que des­co­briu o exe­cu­ti­vo Vi­ni­ci­os Cos­ta, su­pe­rin­ten­den­te de Re­cur­sos Hu­ma­nos do San­tan­der Brasil. Há três anos, ele ven­deu seu car­ro, com­prou uma bi­ke e pas­sou a usá-la em tem­po in­te­gral. “Foi uma ques­tão de saúde e qua­li­da­de de vi­da, além do de­se­jo de aju­dar o meio am­bi­en­te”, ex­pli­ca Vi­ni­ci­os ao Pro Co­le­ti­vo.

De­pois de um pe­río­do mo­ran­do em Ma­dri, on­de te­ve con­ta­to com a mo­bi­li­da­de ati­va, ele vol­tou de­ci­di­do a mu­dar de vi­da. “Na­que­la épo­ca, eu mo­ra­va lon­ge do tra­ba­lho e fi­ca­va ho­ras no trân­si­to”. A mu­dan­ça pa­ra um apar­ta­men­to pró­xi­mo do ban­co e a com­pra da bi­ci­cle­ta ti­ve­ram um im­pac­to po­si­ti­vo não só na saúde do exe­cu­ti­vo, que era se­den­tá­rio, mas tam­bém na de su­as fi­lhas. “Elas vão co­mi­go de bi­ci­cle­ta pa­ra a es­co­la e ado­ram. Mi­nha es­po­sa fi­ca in­dig­na­da, mas nós saí­mos mes­mo na chu­va. Va­mos de capa, con­ver­san­do e cur­tin­do o pas­seio. Só tem van­ta­gens”, diz Vi­ni­ci­os, que tam­bém en­con­trou no tra­ba­lho um es­tí­mu­lo a mais pa­ra che­gar pe­da­lan­do. Nas su­as três uni­da­des pau­lis­ta­nas, o San­tan­der con­ta com 300 va­gas pa­ra bi­ci­cle­tas e um ves­tiá­rio su­pe­re­qui­pa­do: tem sa­la de alon­ga­men­to, chu­vei­ros, to­a­lhas e itens de hi­gi­e­ne pes­so­al. O ban­co es­ti­mu­la pro­gra­mas de ca­ro­nas e é fle­xí­vel com ho­rá­ri­os de tra­ba­lho e jor­na­das ho­me- of­fi­ce, co­la­bo­ran­do pa­ra me­lho­rar os pro­ble­mas de mo­bi­li­da­de de uma ci­da­de co­mo São Pau­lo.

AR­QUI­VO PES­SO­AL

O exe­cu­ti­vo Vi­ni­ci­os Cos­ta e su­as fi­lhas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.