Bi­co, vál­vu­la e tam­pi­nha: fi­que de olho

Metro Brazil (Espirito Santo) - - SERVIÇO MOTOR -

Bem ca­li­bra­dos, de acor­do com as in­di­ca­ções dos fa­bri­can­tes, eles ofe­re­cem me­lhor di­ri­gi­bi­li­da­de, me­nor con­su­mo de com­bus­tí­vel e mai­or du­ra­bi­li­da­de aos com­pos­tos. Pa­ra tan­to, além de ve­ri­fi­car a pres­são dos pneus, o do­no do car­ro tam­bém po­de fa­zer a ma­nu­ten­ção de outros com­po­nen­tes, às ve­zes es­que­ci­dos. En­tre eles es­tão o con­jun­to do bi­co, vál­vu­la e tam­pi­nha.

O bi­co, a vál­vu­la e a tam­pi­nha são os com­po­nen­tes que aces­sa­mos na ho­ra de ca­li­brar os pneu­má­ti­cos, sen­do que tra­ba­lham jun­tos pa­ra man­ter o ar cir­cu­lan­do li­vre­men­te den­tro do pneu.

O bi­co é feito de bor­ra­cha e tem a fun­ção de pre­ser­var a vál­vu­la. Ele sem­pre de­ve es­tar ali­nha­do de for­ma per­pen­di­cu­lar ao aro da ro­da e nun­ca de­ve ser pu­xa­do pa­ra fo­ra com for­ça.

Fa­to­res de de­gra­da­ção

“Mui­tos ten­tam es­ti­car o bi­co com o in­tui­to de apro­xi­má-lo da pon­ta da man­guei­ra do ca­li­bra­dor. Tal há­bi­to po­de ori­gi­nar ra­cha­du­ras e, con­se­quen­te­men­te, que­brar o ele­men­to, oca­si­o­nan­do va­za­men­tos”, ex­pli­ca Fe­li­pe Za­ca­ri­as, pi­lo­to de tes­tes da Go­odye­ar.

Outros agen­tes que ace­le­ram o des­gas­te dos bi­cos são a for­ça cen­trí­fu­ga exer­ci­da pe­lo gi­rar da ro­da, a umi­da­de e até uri­na de ani­mais. “Por ter pH mais áci­do, a uri­na do bi­chi­nho de es­ti­ma­ção aca­ba pro­vo­can­do uma for­te cor­ro­são”, re­for­ça Za­ca­ri­as. Por is­so, é re­co­men­da­do que os bi­cos se­jam tro­ca­dos jun­to com os pneus.

No in­te­ri­or do bi­co há uma vál­vu­la, que é res­pon­sá­vel por con­tro­lar a en­tra­da e a saí­da da pres­são. Ape­sar de ser co­nhe­ci­da e ter um fun­ci­o­na­men­to apa­ren­te­men­te sim­ples, ela po­de ter seu fun­ci­o­na­men­to pre­ju­di­ca­do por re­sí­du­os co­mo grãos de areia, gra­xa ou óleo na es­tru­tu­ra.

“Água jo­ga­da na di­re­ção do sis­te­ma já é o su­fi­ci­en­te pa­ra cri­ar pos­sí­veis ava­ri­as, pois o lí­qui­do aca­ba oxi­dan­do to­do o con­jun­to”, acres­cen­ta o pi­lo­to de tes­tes. Por is­so, a tam­pi­nha é um com­po­nen­te im­por­tan­te do sis­te­ma, pois ini­be a en­tra­da de subs­tân­ci­as es­tra­nhas na vál­vu­la. Ao mes­mo tem­po, ela im­pe­de que o ar in­ter­no saia ca­so o bi­co apre­sen­te mau fun­ci­o­na­men­to, es­tan­can­do o ar in­ter­no e as­se­gu­ran­do a pres­são cor­re­ta dos pneus. Uma me­di­da sim­ples, mas de se­gu­ran­ça.

FO­TO: SHUT­TERS­TOCK

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.