Mo­vi­men­ta­ção em ta­lu­de che­ga a qua­se 43 cm por dia

Metro Brazil (Espirito Santo) - - BRASIL -

A mo­vi­men­ta­ção no ta­lu­de (pa­re­de de con­ten­ção) Nor­te da mina Gon­go So­co, em Ba­rão de Co­cais (MG), che­gou on­tem a 42,4 cen­tí­me­tros por dia em pon­tos iso­la­dos, con­for­me a ANM (Agên­cia Na­ci­o­nal de Mi­ne­ra­ção). Em uma se­ma­na, a ve­lo­ci­da­de de de­for­ma­ção do pa­re­dão da mina cres­ceu 173%.

Ape­sar da ve­lo­ci­da­de, a Va­le, em­pre­sa res­pon­sá­vel pe­lo em­pre­en­di­men­to, in­for­mou que o pa­re­dão de­ve des­li­zar gra­du­al­men­te pa­ra den­tro da ca­va, que fi­ca a 1,5 km da bar­ra­gem Sul Su­pe­ri­or. Em aler­ta má

xi­mo des­de mar­ço, os es­tu­dos apon­tam que os ris­cos de rom­pi­men­to da es­tru­tu­ra por con­ta do pro­ble­ma são ca­da vez me­no­res.

Na úl­ti­ma sex­ta-fei­ra, cer­ca de 1% do ma­te­ri­al – 600 me­tros qua­dra­dos – se des­pren­deu. “As pri­mei­ras ava­li­a­ções in­di­cam que o ma­te­ri­al es­tá des­li­zan­do de for­ma gra­du­al, o que até o mo­men­to cor­ro­bo­ra as es­ti­ma­ti­vas de que o des­pren­di­men­to do ta­lu­de de­ve­rá ocor­rer sem mai­o­res con­sequên­ci­as”, in­for­mou a mi­ne­ra­do­ra.

Bom­bei­ros e De­fe­sa Ci­vil se­guem em aler­ta na re­gião. O te­mor das au­to­ri­da­des é que, com o des­pren­di­men­to de par­tes mai­o­res do ta­lu­de, se­ja ge­ra­do um aba­lo sís­mi­co ca­paz de fa­zer com que a bar­ra­gem se rom­pa, atin­gin­do os mu­ni­cí­pi­os de Ba­rão de Co­cais, San­ta Bár­ba­ra e São Gon­ça­lo do Rio Abai­xo.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.