In­fla­ção ofi­ci­al de 2018 foi de 3,75%, diz IBGE

Metro Brazil (Rio) - - { ECONOMIA} -

A in­fla­ção ofi­ci­al, medida pe­lo IPCA (Ín­di­ce Na­ci­o­nal de Pre­ços ao Con­su­mi­dor Am­plo), fe­chou 2018 em 3,75%. Em 2017, ela ha­via fi­ca­do em 2,95%. Os da­dos são do IBGE (Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca). A in­fla­ção fi­cou den­tro da me­ta es­ta­be­le­ci­da pe­lo BC (Ban­co Cen­tral) pa­ra 2018, que va­ria en­tre 3% e 6%.

O prin­ci­pal res­pon­sá­vel pe­la in­fla­ção de 3,75% em 2018 foi o au­men­to do cus­to com ali­men­tos, que ti­ve­ram al­ta de pre­ços de 4,04% no ano pas­sa­do. Em 2017, o gru­po ali­men­ta­ção e be­bi­das re­gis­trou que­da de pre­ços de 1,87%.

O re­sul­ta­do foi im­pac­ta­do pe­la gre­ve dos ca­mi­nho­nei­ros em maio, o que pro­vo­cou de­sa­bas­te­ci­men­to de itens ali­men­tí­ci­os e au­men­to de pre­ços des­ses pro­du­tos.

“A pa­ra­li­sa­ção ocor­reu no fim de maio, en­tão ela te­ve um im­pac­to pon­tu­al, em ju­nho, nos com­bus­tí­veis e nos ali­men­tos, por cau­sa do de­sa­bas­te­ci­men­to. Se não hou­ves­se a gre­ve, Pro­va­vel­men­te is­so acar­re­ta­ria um ní­vel me­nor da in­fla­ção do ano”, dis­se o pes­qui­sa­dor do IBGE Fer­nan­do Gon­çal­ves.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.