Clás­si­co do ba­lé ga­nha no­va ca­ra

Bai­la­ri­nos do Te­a­tro Guaíra, de Curitiba, en­ce­nam co­re­o­gra­fia ori­gi­nal de Luiz Fer­nan­do Bon­gi­o­van­ni pa­ra ‘O La­go dos Cis­nes’

Metro Brazil (Sao Paulo) - - CULTURA -

Con­si­de­ra­do um mar­co do apu­ro téc­ni­co do ba­lé clás­si­co, o cen­te­ná­rio “O La­go dos Cis­nes” já re­ce­beu as mais di­ver­sas in­ter­pre­ta­ções.

A ver­são que che­ga nes­te fim de se­ma­na ao Te­a­tro Al­fa faz uma pon­te en­tre a tra­di­ção e o con­tem­po­râ­neo a par­tir da co­re­o­gra­fia que Luiz Fer­nan­do Bon­gi­o­van­ni con­ce­beu es­pe­ci­al­men­te pa­ra o Ba­lé do Te­a­tro Guaíra, de Curitiba.

Ba­se­a­da em len­das me­di­e­vais, o ba­lé nar­ra o amor de um prín­ci­pe por uma jo­vem pre­sa no cor­po de um cis­ne. “O tra­ba­lho se ali­nha com o ro­tei­ro ori­gi­nal e usa a tri­lha so­no­ra de Tchai­kovsky do iní­cio ao fim, mas ten­to ten­si­o­nar al­gu­mas coi­sas, co­lo­can­do, por exem­plo, ho­mens pa­ra in­ter­pre­ta­rem cis­nes”, afir­ma o co­reó­gra­fo.

Bon­gi­o­van­ni tam­bém pre­fe­riu apos­tar na fi­si­ca­li­da­de dos bai­la­ri­nos, em vez dos ade­re­ços, pa­ra evi­den­ci­ar o la­do ani­ma­les­co des­sas cri­a­tu­ras.

Es­te é o ter­cei­ro tra­ba­lho que ele as­si­na pa­ra a com­pa­nhia pa­ra­na­en­se. Ao la­do de “Ro­meu e Ju­li­e­ta” e “Car­men”, “O La­go” fe­cha uma tri­lo­gia de es­pe­tá­cu­los de­vo­ta­dos ao amor trá­gi­co.

“Acho que a gen­te con­se­guiu atin­gir o po­ten­ci­al dra­má­ti­co de ma­nei­ra mui­to for­te. As pes­so­as se emo­ci­o­nam, sen­tem a dor dos per­so­na­gens. É uma ex­pe­ri­ên­cia mui- to ba­ca­na”, diz o co­reó­gra­fo, que bus­ca uma co­mu­ni­ca­ção di­re­ta com o pú­bli­co a par­tir de seus tra­ba­lhos.

“Bus­co co­ne­xão com a pla­teia. Que­ro que mi­nha avó as­sis­ta e sin­ta al­go”, con­clui o ar­tis­ta.

CAYO VI­EI­RA/DI­VUL­GA­ÇÃO

Es­pe­tá­cu­lo ga­nha ses­sões sá­ba­do e do­min­go no Te­a­tro Al­fa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.