Cui­da­do com as ‘fa­ke news’

Metro Brazil (Sao Paulo) - - SAÚDE E BEM-ESTAR -

En­ten­der por que as pes­so­as per­de­ram o in­te­res­se em se va­ci­nar é o ob­je­ti­vo de um es­tu­do do CVE (Cen­tro de Vi­gi­lân­cia Epi­de­mi­o­ló­gi­ca) da Se­cre­ta­ria de Es­ta­do da Saú­de. “A pes­qui­sa es­tá ain­da em an­da­men­to, en­tão o que te­mos por ora são hi­pó­te­ses”, diz He­le­na Sa­to, di­re­to­ra téc­ni­ca da ins­ti­tui­ção.

A es­pe­ci­a­lis­ta des­ta­ca uma fal­sa im­pres­são de que do­en­ças er­ra­di­ca­das não vol­ta­rão, o que, se­gun­do ela, é um er­ro. “Os úl­ti­mos ca­sos de pa­ra­li­sia in­fan­til no Bra­sil fo­ram na dé­ca­da de 1980, mas na Ni­gé­ria e Pa­quis­tão ain­da há ocor­rên­cia de ca­sos”.

Mui­tos dei­xam de va­ci­nar seus fi­lhos por­que acre­di­tam que não há mais ris­cos, mas a va­ci­na con­tra a pó­lio, por exem­plo, per­ma­ne­ce no ca­len­dá­rio de va­ci­na­ção por­que a do­en­ça não foi er­ra­di­ca­da no mun­do, es­cla­re­ce a es­pe­ci­a­lis­ta.

O avan­ço das fa­ke news de va­ci­na­ção é ou­tra ex­pli­ca­ção pa­ra a re­du­ção do nú­me­ro de va­ci­na­dos, aler­ta Sa­to. “Al­gu­mas no­tí­ci­as fal­sas que cir­cu­lam por re­des so­ci­ais e apps fa­lam em re­a­ções ad­ver­sas, bai­xa qua­li­da­de e até que a va­ci­na con­tra o sa­ram­po cau­sa au­tis­mo.”

A es­pe­ci­a­lis­ta ex­pli­ca que to­das as va­ci­nas uti­li­za­das na re­de pú­bli­ca pas­sam por ri­go­ro­so con­tro­le de qua­li­da­de e de se­gu­ran­ça. Ou se­ja, pe­ri­go­so é não se va­ci­nar.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.