En­quan­to a no­va ge­ra­ção não che­ga

A pi­ca­pi­nha Fi­at Stra­da Hard Wor­king en­tre­ga ain­da mais ra­ci­o­na­li­da­de pa­ra man­ter o mo­de­lo em al­ta na li­nha 2018

Motorshow - - Teste Rápido -

Ape­sar de se­rem con­si­de­ra­das veí­cu­los co­mer­ci­ais, as pi­ca­pes são usa­das tam­bém pa­ra trans­por­tar pes­so­as ou coi­sas. E nes­sa vi­da de “du­plo sig­ni­fi­ca­do”, pou­cos mo­de­los en­ten­de­ram tão bem a al­ma do con­su­mi­dor bra­si­lei­ro co­mo a pi­ca­pe Fi­at Stra­da. Não por ou­tro mo­ti­vo, ela se­gue co­mo lí­der do seg­men­to há 17 anos – à fren­te até mes­mo de sua ir­mã mai­or e mais ba­da­la­da, a To­ro. Com seus pre­di­ca­dos de ser­vi­ço tes­ta­dos e apro­va­dos, a Stra­da ga­nhou uma con­fi­gu­ra­ção mais ra­ci­o­nal nas ver­sões Wor­king e Hard Wor­king na li­nha 2018.

Ro­da­mos na ci­da­de e até vi­a­ja­mos com a Stra­da Hard Wor­king Ca­bi­ne Du­pla. E seu de­sem­pe­nho foi elo­giá­vel. Ape­sar de con­tar com um mo­tor 1.4 flex já de­fa­sa­do, de 88 cv, a Stra­da en­tre­gou de­sem­pe­nho ho­nes­to, ro­dou a 120 km/h sem des­vi­os de tra­je­tó­ria ou ruí­dos exa­ge­ra­dos na ca­bi­ne, per­mi­tiu ul­tra­pas­sa­gens se­gu­ras, fre­na­gens fir­mes, con­tor­nos de cur­va con­fi­an­tes e, aci­ma de tu­do, uma boa ex­pe­ri­ên­cia a bor­do. Mas o con­su­mo foi meio al­to, em ple­na gre­ve dos ca­mi­nho­nei­ros. Co­lu­nas, te­ci­do de te­to, ma­ça­ne­tas, pu­xa­do­res e for­ro de por­tas fo­ram es­cu­re­ci­dos, me­lho­ran­do a apa­rên­cia e dan­do uma sen­sa­ção de lim­pe­za por mais tem­po ao in­te­ri­or do car­ro. Em to­das as ver­sões a en­tra­da USB foi des­lo­ca­da pa­ra o con­so­le cen­tral, uma po­si­ção mais prá­ti­ca e aces­sí­vel.

Além dos equi­pa­men­tos da ver­são Wor­king (pro­te­tor de cár­ter, gra­de do vi­dro tra­sei­ro, rá­dio USB e ar quen­te), a Stra­da Hard Wor­king vem co­mo no­va iden­ti­fi­ca­ção na tra­sei­ra, ar-con­di­ci­o­na­do, di­re­ção hi­dráu­li­ca, ajus­te de vo­lan­te e ro­das es­cu­re­ci­das. A pi­ca­pe ava­li­a­da ti­nha os se­guin­tes op­ci­o­nais: ca­po­ta ma­rí­ti­ma, por­taó­cu­los, so­lei­ra das por­tas com ins­cri­ção “Hard Wor­king”, fa­róis de ne­bli­na, vi­dros e tra­vas elé­tri­cas, ja­ne­las tra­sei­ras cor­re­di­ças, sen­sor de es­ta­ci­o­na­men­to tra­sei­ro, rá­dio Con­nect com CD player, blu­e­to­oth e ro­das de li­ga le­ve aro 14.

Além des­ses itens de es­té­ti­ca e con­for­to, a Stra­da Hard Wor­king Ca­bi­ne Du­pla con­ta com uma óti­ma sus­pen­são tra­sei­ra, ca­paz de car­re­gar 705 kg de car­ga e 680 li­tros na ca­çam­ba. En­quan­to a no­va ge­ra­ção não che­ga, a Stra­da atu­al vai dan­do con­ta do re­ca­do. A Hard Wor­king tem três con­fi­gu­ra­ções: Ca­bi­ne Sim­ples (R$ 53.490), Ca­bi­ne Es­tren­di­da (R$ 60.240) e Ca­bi­ne Du­pla (R$ 63.740).

R$ 63.740 PRE­ÇO BÁ­SI­CO / CAR­RO AVA­LI­A­DO R$ 71.940

Pu­xa­do­res e for­ros de por­ta da Stra­da fo­ram es­cu­re­ci­dos e a en­tra­da USB foi co­lo­ca­da em lu­gar mais aces­sí­vel. A Hard Wor­king Ca­bi­ne Du­pla po­de trans­por­tar até 705 kg de car­ga

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.