Volkswa­gen Gol AT

Ve­lho de guer­ra, ga­nha câm­bio automático pa­ra se­guir en­tre os mais ven­di­dos

Motorshow - - Sumário -

Aa­tu­al ge­ra­ção do Volkswa­gen Gol é um fenô­me­no. Ape­sar das vá­ri­as re­es­ti­li­za­ções, o mo­de­lo já so­ma dez anos de mer­ca­do e, ain­da as­sim, briga com o ir­mão bem mais no­vo Po­lo pe­lo pos­to de car­ro mais ven­di­do da mar­ca ale­mã no Bra­sil. Não sur­pre­en­de, já que mes­mo de­pois de uma dé­ca­da o mo­de­lo ain­da se des­ta­ca pe­lo bom cus­to-be­ne­fí­cio e pe­la di­nâ­mi­ca mui­to bem acer­ta­da. E com o lan­ça­men­to da ver­são 1.6 com câm­bio automático, a Volks adi­ci­o­na mais um in­gre­di­en­te nes­sa mis­tu­ra, que ain­da mos­tra po­ten­ci­al pa­ra al­te­rar o equi­lí­brio do seg­men­to de hat­ches com­pac­tos.

O Gol 1.6 automático che­ga pa­ra ser a con­fi­gu­ra­ção to­po de li­nha, ho­je com­pos­ta tam­bém pe­las ver­sões 1.6 ma­nu­al e 1.0 ma­nu­al. Por fo­ra, o vi­su­al é exa­ta­men­te o mes­mo do res­tan­te da li­nha 2019, que ado­tou pa­ra-cho­que fron­tal, capô e fa­róis da pi­ca­pe Sa­vei­ro. O úni­co dis­cre­to di­fe­ren­ci­al pa­ra o 1.6 ma­nu­al é o lo­go­ti­po “Au­to­ma­tic” na tam­pa do por­ta-ma­las. Mas, sob o capô, a Volkswa­gen op­tou por com­bi­nar o câm­bio automático de seis mar­chas AQ160-6F, que con­ta com mo­do es­por­ti­vo e op­ção de tro­cas ma­nu­ais pe­la ala­van­ca e por bor­bo­le­tas, ao mo­tor 1.6 16V da fa­mí­lia EA 211, que de­sen­vol­ve 110/120 cv de po­tên­cia (ga­so­li­na/eta­nol). Tra­ta-se de um con­jun­to atu­al e que tam­bém é em­pre­ga­do no re­cém-lan­ça­do Po­lo 1.6 MSI AT, ten­do co­mo úni­ca di­fe­ren­ça a ca­li­bra­ção es­pe­cí­fi­ca pa­ra o Gol.

Com es­sa me­câ­ni­ca, o Gol automático ace­le­ra de 0-100 km/h em 10,1 se­gun­dos e atin­ge 185 km/h de ve­lo­ci­da­de má­xi­ma. Nú­me­ros que es­tão den­tro da mé­dia do seg­men­to. As prin­ci­pais vir­tu­des des­se car­ro apa­re­cem no uso diá­rio. Ro­da­mos cer­ca de 300 km com o mo­de­lo, em tra­je­tos ur­ba­nos e ro­do­viá­ri­os, e o Gol com câm­bio automático se des­ta­cou pe­las rá­pi­das (e ao mes­mo tem­po su­a­ves) tro­cas de mar­cha. Bem elás­ti­co e com bom tor­que des­de as ro­ta­ções mais bai­xas, o pro­pul­sor pra­ti­ca­men­te dis­pen­sou o uso do mo­do es­por­ti­vo do câm­bio, quan­do as tro­cas são fei­tas de ma­nei­ra mais ás­pe­ra e em ro­ta­ções mais al­tas. Pa­ra os mo­men­tos de condução mais es­por­ti­va, as tro­cas de mar­cha se­quen­ci­ais (na ala­van­ca ou nas bor­bo­le­tas atrás do vo­lan­te) dão con­ta do re­ca­do e aju­dam a am­pli­fi­car a di­ver­são.

No res­tan­te, o automático é mui­to pa­re­ci­do e con­ti­nua tão agra­dá­vel de di­ri­gir quan­to o Gol 1.6 com câm­bio ma­nu­al, o que é uma boa no­tí­cia pa­ra os fãs do mo­de­lo. De acor­do com a Volkswa­gen, ape­nas a sus­pen­são di­an­tei­ra foi re­ca­li­bra­da (fi­cou mais fir­me) pa­ra su­por­tar os 57 kg adi­ci­o­nais do no­vo con­jun­to mo­triz. Já a di­re­ção hi­dráu­li­ca é fir­me e pre­ci­sa em al­tas ve­lo­ci­da­des, em­bo­ra não te­nha a mes­ma ma­ci­ez dos con­jun­tos com as­sis­tên­cia elé­tri­ca nas ma­no­bras de es­ta­ci­o­na­men­to.

Com pre­ço ini­ci­al de R$ 54.580, es­se Gol traz de sé­rie ar-con­di­ci­o­na­do, ban­co do mo­to­ris­ta com re­gu­la­gem de al­tu­ra, ro­das de aço de 15”, di­re­ção hi­dráu­li­ca, tra­vas elé­tri­cas, vi­dros di­an­tei­ros elé­tri­cos e pre­pa­ra­ção pa­ra som. Com­ple­to co­mo o car­ro das fo­tos, o car­ro sai por R$ 59.680, va­lor que in­clui os R$ 3 mil do pa­co­te Ur­ban Com­ple­to de op­ci­o­nais (ro­das de li­ga le­ve, re­tro­vi­so­res e ma­ça­ne­tas na cor da car­ro­ce­ria, alar­me, es­pe­lhos re­tro­vi­so­res elé­tri­cos com fun­ção tilt down do la­do di­rei­to, re­pe­ti­do­res de se­ta nos re­tro­vi­so­res, sen­so­res de es­ta­ci­o­na­men­to tra­sei­ros, vi­dros elé­tri­cos tra­sei­ros, tam­pa do por­ta-ma­las com aber­tu­ra elé­tri­ca, cha­ve ca­ni­ve­te com con­tro­le re­mo­to, fa­róis prin­ci­pais du­plos, fa­róis de ne­bli­na, du­as lu­zes de lei­tu­ra na di­an­tei­ra, du­as na tra­sei­ra e co­lu­na de di­re­ção com re­gu­la­gem de al­tu­ra e pro­fun­di­da­de), além do sis­te­ma mul­ti­mí­dia Dis­co­ver Me­dia de

R$ 2.100 (com­pa­tí­vel com An­droid Au­to e Ap­ple CarP­lay e que vem em um pa­co­te com com­pu­ta­dor de bor­do e vo­lan­te mul­ti­fun­ci­o­nal).

Pre­ço com­pe­ti­ti­vo e que co­lo­ca o Gol na mes­ma fai­xa do Chevrolet Onix Ad­van­ta­ge (R$ 54.790), Toyo­ta Eti­os Hat­ch X (R$ 53.810) e do re­cém­lan­ça­do Ford Ka SE 1.5 AT (R$ 56.490), to­dos com ní­vel de equi­pa­men­to se­me­lhan­te. A úni­ca res­sal­va fi­ca por con­ta dos itens de se­gu­ran­ça, que, além dos obri­ga­tó­ri­os ABS e air­bags du­plo, ofe­re­ce ape­nas aler­ta so­no­ro e vi­su­al pa­ra o cin­to de se­gu­ran­ça do mo­to­ris­ta e apoio de ca­be­ça pa­ra os três pas­sa­gei­ros do ban­co tra­sei­ro. Fi­cam de fo­ra os cin­tos de três pon­tos pa­ra to­dos os ocu­pan­tes, iso­fix (pre­sen­tes nas ver­sões ci­ta­das dos três con­cor­ren­tes) e os con­tro­les ele­trô­ni­cos de tra­ção e es­ta­bi­li­da­de, que só o Eti­os X tem. Re­fle­xos da pla­ta­for­ma an­ti­ga do Gol.

De­mo­rou, mas che­gou o dia em que vi­mos um câm­bio automático den­tro de um Gol – e com bor­bo­le­tas no vo­lan­te! É im­pres­si­o­nan­te co­mo a Volkswa­gen me­lho­rou o in­te­ri­or de seu car­ro mais po­pu­lar, man­ten­do-o com­pe­ti­ti­vo

Na es­tra­da, o Gol con­ti­nua bom e seu mo­tor de 120 cv pro­por­ci­o­na vi­a­gens bem mais tran­qui­las

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.