Es­co­la re­ce­be do­a­ção e acer­vo pas­sa de 100 pa­ra 365 li­vros

Es­co­la re­ce­be do­a­ção e acer­vo pas­sa de 100 pa­ra 365 li­vros de Literatura

NOSSODIA - - Primeira Página - (Wal­ki­ria Vi­ei­ra/NOSSODIA)

Pa­ra ca­da dia do ano, um livro. Is­so mes­mo. Fru­to de do­a­ções, ago­ra a Es­co­la Mu­ni­ci­pal Amé­ri­ca Sa­bi­no Coimbra, lo­ca­li­za­da no con­jun­to Vista Be­la, re­gião nor­te de Lon­dri­na, con­ta com um acer­vo mais com­ple­to. Ao to­do, a uni­da­de aten­de 570 edu­can­dos, de 6 a 13 anos e a in­ci­a­ti­va é con­si­de­ra­da um ver­da­dei­ro in­cen­ti­vo à lei­tu­ra. De acor­do com a di­re­to­ra da es­co­la, Marly San­der, lo­go que o pro­je­to foi apre­sen­ta­do à es­co­la foi abra­ça­do com mui­ta ale­gria. “Fo­mos con­tem­pla­dos com li­vros de ex­ce­len­te qua­li­da­de – cer­ta­men­te não con­se­gui­ría­mos ad­qui­rir”. Obras de Literatura In­fan­til co­mo O Pe­que­no Prín­ci­pe e tí­tu­los da au­to­ra Ana Maria Machado ago­ra es­tão nas pra­te­lei­ras da bi­bli­o­te­ca da Amé­ri­ca, com di­rei­to a um ar­má­rio mó­vel. “Ler é mui­to po­si­ti­vo, a lei­tu­ra é fundamental e en­ri­que­ce to­das as dis­ci­pli­nas, co­mo a ar­gu­men­ta­ção, a in­ter­pre­ta­ção e a cons­ci­ên­cia crí­ti­ca e es­se acer­vo só acres­cen­ta”, diz.

A ge­ren­te de sus­ten­ta­bi­li­da­de da Uni­med Lon­dri­na, Fa­bi­an­ne Pi­o­jet­ti, ex­pli­ca que há al­guns anos a co­o­pe­ra­ti­va re­a­li­za a cam­pa­nha de li­vros e desde 2015 acei­ta in­di­ca­ção da pró­pria Se­cre­ta­ria Mu­ni­ci­pal de Edu­ca­ção pa­ra me­lho­rar o acer­vo de uma ins­ti­tui­ção. Pa­ra tan­to, o apoio de cli­en­tes faz di­fe­ren­ça. “Em nos­sas ações os cli­en­tes são um dos prin­ci­pais pú­bli­cos que con­tri­bu­em. Nor­mal­men­te se em­pe­nham em dar des­ti­no ade­qua­do e no­bre a li­vros que não são mais pro­vei­to­sos pa­ra eles. Is­so acon­te­ce sim em outras cam­pa­nhas co­mo a do aga­sa­lho ou a Eu aju­do na La­ta, que os mo­ti­vam a re­ti­ra­rem la­cres de alu­mí­nio das la­ti­nhas pa­ra se­rem ven­di­dos e com­pra­das ca­dei­ra de ro­das e que an­tes eram des­car­ta­dos, re­la­ta.

A Es­co­la Mu­ni­ci­pal Vil­ma Ro­mei­ro tam­bém já par­ti­ci­pou da cam­pa­nha e foi con­tem­pla­da com mais de 800 itens, trans­for­man­do a re­a­li­da­de dos alu­nos. “En­tre li­vros, jo­gos e gi­bis to­dos ade­qua­dos à fai­xa etá­ria”, acres­cen­ta.

De mo­do a con­ta­gi­ar cli­en­tes e o qua­dro de co­la­bo­ra­do­res, to­das pas­sam a in­te­grar es­sa cor­ren­te po­si­ti­va. “As ações po­si­ti­vas são vi­as de mão du­pla: faz mui­ta di­fe­ren­ça na vi­da de qu­em re­ce­be e cer­ta­men­te po­de trans­for­mar a vi­da de qu­em doa. Re­al­men­te con­ta­gi­an­te e quan­do se tra­ta de ca­ri­nho, a con­ta é de mul­ti­pli­ca­ção”, confirma Pi­o­jet­ti.

Di­vul­ga­ção

Cri­an­ça­da fi­cou contente de­mais com os no­vos li­vros

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.