O Dia

URUBU VIRA PATO DO BACALHAU NO CALDEIRÃO: 1 A 0

Com um gol aos 45 do segundo tempo, Rafael Vaz mantém os 100% do Vasco no Carioca e amplia a freguesia do Flamengo

- VITOR MACHADO vitor.machado@odia.com.br

Nos últimos sete confrontos com o Flamengo, foram cinco vitórias do Vasco e dois empates

OVasco fez as honras da casa e ofereceu, ontem, em São Januário, o de sempre ao Flamengo. A vitória do time de Jorginho por 1 a 0 aumentou a freguesia recente rubro-negra. Nos últimos sete confrontos, foram cinco vitórias vascaínas e dois empates. Uma mostra de que, sem o Maracanã, quem tem teto próprio começa um passo à frente no Campeonato Carioca.

“A torcida é maravilhos­a. Eles estavam cantando e eu peguei o telefone (para filmar) porque a festa é muito linda”, disse Nenê logo após o término da partida.

Desde o início do jogo, a diferença entre disputar um clássico em campo neutro e na casa de um dos times ficou evidente. A pressão, logo de cara, atingiu o capitão Wallace. Em um minuto, cometeu dois erros crassos. No primeiro, enquanto a defesa do Flamengo trocava passes sob marcação forte, deu lançamento torto, direto para a lateral. Logo depois, errou passe na saída de bola e ofereceu contra-ataque ao Vasco.

Aos poucos, os visitantes começaram a se sentir mais à vontade. Mesmo assim, eram os anfitriões que conheciam todos os cantos da casa. Além de chegarem com mais perigo, distribuía­m dribles. Andrezinho deu caneta em Willian Arão, e Nenê aplicou lençol em Sheik. Jorge Henrique, aos 18, chutou duas vezes para marcar, mas o impe-

 ?? ALEXANDRE BRUM ?? De joelhos, Rafael Vaz agradece aos céus pelo gol que garantiu a vitória do Vasco por 1 a 0
ALEXANDRE BRUM De joelhos, Rafael Vaz agradece aos céus pelo gol que garantiu a vitória do Vasco por 1 a 0
 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil