Va­len­tim em bus­ca do jo­go per­fei­to con­tra o Grê­mio

Na lu­ta con­tra o re­bai­xa­men­to e ne­ces­si­tan­do da vi­tó­ria, Vas­co não po­de dar mar­gem pa­ra er­ros em Por­to Ale­gre

O Dia - - ATAQUE -

Na Are­na do Grê­mio, Al­ber­to Va­len­tim pre­ten­de co­lher o re­sul­ta­do da se­ma­na li­vre pa­ra tra­ba­lhar. En­tre trei­nos aber­tos e fe­cha­dos no CT do Al­mi­ran­te, o co­man­dan­te do Vas­co tem cons­ci­ên­cia que é pre­ci­so uma atu­a­ção per­fei­ta pa­ra ven­cer o Grê­mio, em Por­to Ale­gre, e vol­tar pa­ra o Rio ain­da mais dis­tan­te do Z-4 do Bra­si­lei­ro.

“Te­mos que fa­zer um jo­go qua­se per­fei­to. Te­mos que qua­li­fi­car nos­sa fa­se de­fen­si­va ao má­xi­mo, en­ten­der bem nos­sa al­tu­ra de mar­ca­ção... De­pois, pre­ci­sa apro­vei­tar as opor­tu­ni­da­des que sur­gi­rem no ata­que pa­ra fi­na­li­zar­mos em gol e pro­cu­rar ven­cer es­se jo­go”, afir­mou Va­len­tim.

No du­e­lo à bei­ra do gra­ma­do com Re­na­to Gaú­cho, pa­ra mui­tos crí­ti­cos, o me­lhor téc­ni­co do fu­te­bol bra­si­lei­ro, Al­ber­to Va­len­tim ado­ta o mis­té­rio co­mo es­tra­té­gia. O ape­lo pa­ra a en­tra­da de Raul e Thi­a­go Ga­lhar­do, o trei­na­dor não con­fir­mou se vol­ta­rá ao es­que­ma com três vo­lan­tes no Sul. O meio de cam­po, po­rém, é um se­tor fun­da­men­tal pa­ra ven­cer o Grê­mio.

“Nos­so pon­to de par­ti­da é de in­ter­me­diá­ria. Às ve­zes a gen­te con­se­gue com que es­sa mar­ca­ção fi­que mais al­ta, e às ve­zes quan­do con­se­gue a gen­te vai bai­xan­do es­sa li­nha. Con­tra o Flu­mi­nen­se, o Mar­tin fez uma de­fe­sa di­fí­cil só. Te­mos que en­ten­der bem es­sas al­tu­ras de mar­ca­ção pa­ra fa­zer com que o Grê­mio fi­que o mais dis­tan­te pos­sí­vel do gol”, ava­li­ou o trei­na­dor.

Na fren­te, a boa fa­se de Ma­xi Ló­pez au­men­ta a con­fi­an­ça na con­quis­ta de um re­sul­ta­do po­si­ti­vo. Ex-Grê­mio, o ar­gen­ti­no vi­ve uma lua de mel com a tor­ci­da do Vas­co, pe­la li­de­ran­ça e se­te gols mar­ca­dos em 15 jo­gos no Bra­si­lei­ro. “Ma­xi é um jo­ga­dor de qua­li­da­de, de fi­na­li­za­ção, pa­ra ser­vir um com­pa­nhei­ro. É in­te­li­gen­te, a gen­te pre­ci­sa mui­to de­le nes­sa par­ti­da”, elo­gi­ou Al­ber­to Va­len­tim.

RA­FA­EL RI­BEI­RO/VAS­CO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.