Bol­so­na­ro des­car­ta re­for­ma de Te­mer

O Dia - - ECONOMIA -

O pre­si­den­te elei­to, Jair Bol­so­na­ro (PSL), in­for­mou on­tem que pre­ten­de pro­por uma ou­tra Re­for­ma da Pre­vi­dên­cia no pró­xi­mo ano. De acor­do com ele, a pro­pos­ta apre­sen­ta­da pe­lo go­ver­no atu­al é mui­ta agres­si­va com o tra­ba­lha­dor.

A Pro­pos­ta de Emen­da Cons­ti­tu­ci­o­nal (PEC) 287, pa­ra­da na Câ­ma­ra por con­ta da in­ter­ven­ção fe­de­ral na Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca do Rio de Ja­nei­ro, au­men­ta a ida­de mí­ni­ma pa­ra mu­lhe­res pe­di­rem o be­ne­fí­cio no INSS de 60 anos pa­ra 62 anos de ida­de. Os ho­mens con­ti­nu­a­ri­am com a exi­gên­cia de 65 anos.

Mas, se­gun­do o pró­prio Bol­so­na­ro, o ide­al é que mu­lhe­res pos­sam se apo­sen­tar aos 56 anos de ida­de e os ho­mens aos 61. “Um tra­ba­lha­dor da cons­tru­ção ci­vil, por exem­plo, aos 65 anos de ida­de não tem con­di­ção de le­van­tar um sa­co de 50 qui­los de ci­men­to”, pon­tua.

Se­gun­do ele, não se po­de ge­ne­ra­li­zar a fi­xa­ção da ida­de mí­ni­ma de 65 anos por­que cer­tas ati­vi­da­des são in­com­pa­tí­veis com a apo­sen­ta­do­ria até mes­mo aos 60 anos. “Ca­da re­gião tem su­as es­pe­ci­fi­ci­da­des, co­mo as pes­so­as do cam­po, por exem­plo”, ava­lia.

Bol­so­na­ro tam­bém ci­tou os po­li­ci­ais mi­li­ta­res do Rio de Ja­nei­ro. “Não é jus­to co­lo­car lá em ci­ma a ida­de mí­ni­ma (pa­ra eles)”, fi­na­li­za o pre­si­den­te elei­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.